Retrospectiva Literária 2018 [Pri]



Feliz ano novo, leitores! Foi ótimo ter tido a companhia de vocês durante o ano de 2018 e espero que esse ano seja ainda melhor! 

Chegou aquele momento de fazer o balanço das leituras do ano. Na verdade, eu já deveria ter postado isso, mas acabei me enrolando para finalizar a publicação. Me baseando nas minhas retrospectivas anteriores, peguei algumas questões para serem respondidas com os livros que li. Vamos conferir?


A aventura que me tirou o fôlego:



Kiara é uma fantasia nacional escrita pela autora Juliana Leite. Foi a única história que se encaixa no gênero aventura, por isso coloquei aqui. É um livro legal, mas eu estava com bastante expectativa e acabei me decepcionando um pouco.





O suspense mais eletrizante:




Ode do Infortúnio é mais um livro escrito pela nossa parceira Alana Gabriela. É um suspense/mistério entremeado com fantasia e é uma surpresa atrás da outra! Sem dúvida um dos melhores livros que li durante o ano.






O romance que me fez suspirar:





A Seleção foi um dos livros mais fofos que li no ano que passou. Apesar de não ser apenas um romance, tem bastante desse gênero e me fez suspirar algumas vezes pelo príncipe Maxon. 💙 Em breve trarei a resenha!





A fantasia que me encantou:




Champion é uma distopia e o último volume da série Legend. O primeiro livro me encantou logo de cara  e não poderia deixar de citar esse final emocionante. Uma trilogia que comecei a ler sem muitas expectativas e que me surpreendeu muito. Agora é uma das minhas queridinhas. 💗





A saga que me conquistou:


Impossível não falar dessa série que me deixou viciada durante o ano inteiro. Li o primeiro volume de Academia de Vampiros há muitos anos e depois não tive oportunidade de continuar. Depois que comprei o box, continuei enrolando muito tempo até resolver começar a ler. Reli o primeiro no final de 2017 e decidi que 2018 seria o ano que concluiria essa saga. E consegui. Se você ainda não leu, está esperando o que?

Aura Negra #2

O nacional que adorei:



Sou fã dos livros da Juliana Daglio e ano passado tive a oportunidade de ler mais uma de suas obras, através de um Book Tour. Uma Canção para a Libélula - Parte 1 e Uma Canção para a Libélula - Parte 2 são livros emocionantes e com certeza deixaram uma marca em mim.



O livro que me fez refletir:




O Doador de Memórias foi uma das minhas últimas leituras. Eu já havia assistido ao filme e adorei a história, então decidi comprar o livro. Como uma boa distopia, nos faz repensar a forma como enxergamos nossa sociedade, nossos problemas e desafios, mas também as belezas a que temos acesso. Pretendo continuar a série em breve e também trarei a resenha para vocês.




O livro que me fez rir:



O Pulo da Gata é uma comédia romântica nacional que comprei durante a Bienal do Rio. Me surpreendi com a leitura gostosa e agradável, enquanto acompanhava as enrascadas em que a protagonista se envolve. Se curtir o gênero, o livro é aposta certa para umas boas risadas.




O livro que me decepcionou:



Estrela da Noite é o quinto livro da série Os Imortais. Eu realmente não sei porque ainda insisto em terminá-la. Já me decepcionei com a leitura alguns livros atrás, mas continuo tentando. Não me surpreendi quando não gostei desse livro, no entanto, foi o pior que li em 2018.





O livro que me surpreendeu:




Todo Dia foi o livro mais aguardado por mim. Já queria ler há anos, mas nunca conseguia comprar. Quando descobri que o filme estava perto de estrear, decidi que havia chegado o momento. Então realizei a leitura e me surpreendi. Apesar de acreditar que seria um ótimo livro, ele ainda conseguiu trazer vários questionamentos que eu nem esperava. Um dos melhores do ano.




O livro que devorei:



Último Sacrifício é o sexto e último volume da série Academia de Vampiros. Eu já falei várias vezes que essa série foi presença constante na minha vida em 2018 e, sendo o último livro, eu estava ansiando por terminá-lo logo. Aproveitando que estava de férias quando iniciei a leitura, consegui ler sem para até o fim.





A capa que amei:




Fiquei com bastante dúvida sobre qual livro escolher, li vários com capas bonitas. Mas é difícil superar as capas da série A Seleção. Elas são realmente bonitas.






A capa que detestei:





Li poucos livros com capas feias ano passado e Estrela da Noite foi uma das que menos gostei. As capas da série até são bonitas, mas essa ficou bem esquisita. Acho que é a pior entre as seis.





A frase que não saiu da minha cabeça:



Dessa vez não escolhi uma frase fofa como todo ano, mas toda vez que lembro dessa me dá um arrepio. Pode ser que muita gente não entenda, mas com certeza quem leu a série Academia de Vampiros lembra bem o que aconteceu.

A personagem do ano:



Rose Hathaway foi a personagem com quem mais convivi durante o ano. Apesar de gostar muito de sua melhor amiga Lissa, Rose é a protagonista de Academia de Vampiros, então ela merece destaque. Impulsiva, se lança em várias aventuras sem pensar nas consequências, o que nem sempre dá muito certo. Mas ela é a amiga mais fiel que se pode ter e uma lutadora feroz.




O casal perfeito:



Rose Hathaway e Dimitri Belikov. Desculpa Adrian, mas eu nunca torci por você... haha Dimitri é um cara maravilhoso e é perfeitamente compreensível o motivo de Rose ter se apaixonado por seu instrutor. Apesar do romance proibido, de diversos motivos para não ficarem juntos e do quanto ele fez Rose sofrer, ainda os vejo como um casal perfeito.



A autora revelação:




Fernanda França é a autora de O Pulo da Gata. Nunca tinha ouvido falar dela até ler seu livro e me encantei com a leitura. Espero ter a oportunidade de ler mais de suas obras, que parecem ser todas bem agradáveis de ler.






A autora que mais esteve presente entre as minhas leituras:
Alguma dúvida de que seria Richelle Mead? Li cinco livros dela ano passado, concluindo assim a série Academia de Vampiros. Espero ler ainda muito mais livros dela em breve. 😂


O gênero literário que mais li:
Fantasia 💗 Todo mundo está cansado de saber que eu amo esse gênero e ele continua sendo minha prioridade nas leituras. Não me arrependo disso.

O gênero literário que preciso ler mais:
Tem alguns gêneros de que gosto e que tem andado um pouco abandonados por mim, como mistério, thriller psicológico e drama. São gêneros que curto bastante, mas não é sempre que estou no clima para ler. Quem sabe não mudo isso durante 2019?

O melhor livro que li em 2018:
Novamente o livro Último Sacrifício aparecendo por aqui. Não é sempre que a conclusão de uma série faz jus ao seu desenvolvimento, mas Academia de Vampiros conseguiu. Todos os livros da série são ótimos, mas como esse é o encerramento de tudo, vou colocá-lo como melhor de todos.


Li em 2018: 
20 livros e 1 conto. Para mim, isso foi pouco. Queria ter lido pelo menos 24 livros, mas meu ano foi muito corrido e não consegui atingir a meta. Infelizmente, cada ano que passa tenho lido menos, meu tempo livre tem ficado reduzido.

A minha meta literária para 2019 é:
Esse negócio de colocar meta nunca dá muito certo para mim... Mas eu ficaria feliz em conseguir ler 24 livros. Isso dá dois livros por mês, o que vai ser uma vitória, levando em conta que meu ano vai ser ainda mais agitado do que foi 2018 e vou ficar realmente sem tempo. Vida de adulta não é fácil. 😩

Leia minhas outras resenhas dos lidos do ano:
Agência de Investigações Holísticas Dirk Gently
Estilhaça-me
Veneno
Êxtase
O Baile Encantado (conto)

Bem, pessoas, essa foi a minha retrospectiva de 2018. Espero que tenham gostado. Desejo para todos um ano cheio de luz e paz, com muitos livros novos e leituras maravilhosas! Obrigada a todos que estão com a gente ao longo desses anos e vamos fazer de tudo para que 2019 seja um ano com mais novidades e muita coisa legal! FELIZ ANO NOVO! 😄




logoblog