Livros *----* Loucura de Fã

Título: Loucura de Fã
Autora: Neiva Meriele
Páginas: 410
Editora: Amazon
Avaliação: 5/5

Escolhi Loucura de Fã para a maratona literária de férias do Sigo Lendo porque eu sabia que seria uma leitura fácil, mesmo que o livro seja grandinho. E, eu estava certa, Loucura de Fã foi uma daquelas leituras que a gente nem vê passar. 

Luana é uma jovem de 23 anos de idade. Órfã, ela trabalha em um pequeno sebo para garantir o pagamento das aulas de teatro que frequenta a noite. No tempo livre, ela aproveita para sair com a sua amiga Mari e escrever.  Mas, todos os seus planos vão por água a baixo quando, de um dia para o outro, ela se vê desempregada. Até que, pouco depois quando Luana participava de um Festival de Cinema é anunciado que será sorteado um jantar com o ator Cristian Fedrizzi, o seu maior ídolo!

"Quando você levar uma rasteira da vida, em vez de ficar chorando pelos cantos, ria da situação. Diga à vida que você não liga, que o que realmente importa é estar viva... "

Luana é completamente louca pelo Cristian, ela inclusive administra páginas de fãs clubes do ator. Ela não ganhou o sorteio, mas é claro que isso não iria lhe fazer perder uma chance como esta, então ela raspa sua conta bancária para convencer a ganhadora a lhe vender o cupom premiado. Mas, a verdade é que este não era o melhor momento para conhecer o ator, porque ele acabou de se separar da mulher, Marcela, por quem ainda é apaixonado. É quando Luana sugere que eles passem um tempo juntos para fazer ciúmes em Marcela. Os termos são claros: será tudo atuação, Luana ficará na casa de Cristian e ele lhe pagará um salário pela sua performance. Difícil será fazer seu coração entender tudo isso.


"— Tenho medo que seja tarde demais, Marga. — Luana levantou-se também.
— Nunca é tarde para ser feliz, querida — filosofou antes de encaminhar-se para a cozinha disposta a preparar um jantar especial para elas."

A Luana se colocou em uma situação bastante complicada, porque ela já era apaixonada pelo Cris, mesmo que fosse uma paixão platônica. Haviam duas opções: ou ela sairia desta completamente iludida ao descobrir que o seu ídolo não era nada do que ela imaginava ou iria acabar ainda mais apaixonada por ele. Isso certamente mexeu com seus sentimentos e a deixou bastante confusa. Além do mais, ela terá que lidar com a fama e todas as pressões que ela gera, como o fato de ter cada detalhe de sua vida registrado, acompanhado e comentado por tantas pessoas.

A premissa é bem clichê, mas o desenrolar da história é muito gostoso de acompanhar, sejam as intrigas entre os personagens ou os sentimentos que vão surgindo entre cada um deles. Neste ponto eu destaco a Marga, governanta de Cristian, que é uma mãezona e está sempre preocupada com Luana; e a Gabi, uma colega de Cris, que se mostrou uma amiga maravilhosa para Luana. A Luana também é uma personagem fácil de se afeiçoar e logo estamos torcendo para que ela conquiste o coração do gatão e o livre das garras da megera da Marcela.

"Há momentos em que palavras são desnecessárias porque o amor se manifesta no silêncio de um olhar, no brilho de um sorriso, no suspiro incontrolável de um ser apaixonado ou num gesto de carinho... Aquele é um momento assim."


Eu também fiquei bem surpresa com a forma como a Neiva inseriu Deus na história e conseguiu abordar temas importantes com tanta naturalidade, como perdão. Eu realmente não estava esperando que ela fosse falar de Deus nesse livro, mas ela o fez isso com maestria, sem deixar forçado, e ainda nos levou a refletir sobre questões importantes.

Loucura de Fã foi um livro que eu li rapidamente e eu recomendo para aqueles que curtem um bom romance, divertido, mas com um pouquinho de drama, para deixar tudo ainda mais interessante.

"— Você não acredita em Deus? — Lorena pergunta surpresa.
— Não foi isso que eu disse. Lógico que acredito, e como! Mas acho que Ele é importante demais para se envolver com os nossos problemas, entende? Acredito que o que acontece aqui nesse mundo, de bom ou de ruim, é consequência das nossas escolhas. Não é como se existisse um telefone disponível e todas as vezes que o ser humano precisa de algo, ou quer agradecer por algo, ele liga e fala com o ser superior.
— Existe. — Lorena sorri amavelmente. — E esse telefone se chama oração..."

logoblog