Cheiro de livro novo: Uma Canção para a Libélula - Parte Dois

Título: Uma Canção para a Libélula - Parte II
Autora: Juliana Daglio
Editora: Arwen
Páginas: 370
Avaliação: 5/5

Skoob


Recebi esse livro através do Book Tour do qual estou participando. Desde que eu li o primeiro livro, que termina de forma brusca e preocupante, estava desesperada para finalmente ter a oportunidade de concluir a história de Vanessa. A espera valeu muito a pena e só demorei para terminar o livro porque estou bastante enrolada com as coisas da Residência, se não o teria devorado em poucos dias, que era o que eu gostaria de fazer.

"A música é algo que nasce em algumas pessoas, mas só evolui com esforço, ela exige muito para ser perfeita. E se deixada de lado, ela lhe retribui com sua ausência, como se estivesse se vingando por ter sido negligenciada. A música nunca pode ser deixada de lado. Ela é uma amante exigente."


A primeira parte de Uma Canção para a Libélula terminou de uma forma tenebrosa e que, sem dúvidas, deixaria qualquer leitor angustiado. Vanessa está entre a vida e a morte quando é encontrada por Nathan, o silencioso e misterioso amigo britânico de Victor. Ela é levada ao hospital o mais rápido possível, pois sua condição é grave e a cada segundo a morte está mais perto da menina.

"— Você mencionou numa das últimas frases que era necessário ter coragem para enfrentar a morte — disse em tom baixo e cauteloso —, mas eu tenho uma objeção a isso; para mim, na verdade, é preciso ter coragem para enfrentar a sobrevivência. — Calei-me diante do calafrio que me acometeu por completo, e ele continuou. — Morrer é muito mais fácil do que sobreviver. Demanda mais esforço, muito mais. Você está, exatamente agora, encarando a sua sobrevivência." 

Apesar de querermos saber o que está acontecendo com Vanessa, o primeiro ponto de vista que surge é o de Valéria, que está completamente tomada pela loucura após o surto que teve na festa. A mãe de Vanessa é uma pessoa mentalmente perturbada há décadas e é chegado o momento de todos os segredos guardados por tantos anos virem à tona. Vanessa e Valéria precisarão confrontar seus temores e enfrentar cada um dos fantasmas que sempre estiveram em suas vidas, ditando o relacionamento conturbado que fez com que Vanessa cometesse um ato extremo. Porém, os segredos existentes na vida de Valéria não são capazes de afetar apenas a de Vanessa, mas sim abalam as estruturas de toda a família Santos. O quão longe uma pessoa é capaz de ir para ocultar o passado?

"Odiamos aquilo que é diferente de nós, pois temos medo. O ódio e a inveja são sentimentos que se confundem."



E não é apenas Valéria quem possui coisas a esconder sobre um passado sombrio. Nesse livro, finalmente Nathan tem o destaque merecido e podemos conhecer o homem que vive por trás de uma máscara de seriedade e impassividade. Ele mostra para o que veio e torna-se uma pessoa extremamente importante na vida de Vanessa.

A maior mensagem que tiramos desses acontecimentos é que todos cometem erros na vida, todos têm algo do que se arrepender, e nunca podemos prever o que se passa na mente das outras pessoas.

"— Salvei a sua sabendo que ela era miserável. Você acha que as pessoas não sabem o que você pensa porque não fala, mas você não tem a mínima noção do que seu rosto diz. Você é transparente demais, e não sabe. Não se conhece. — Ele aproximou seu rosto do meu, o bastante para eu ver as pupilas dilatando. — Sabe que é Vanessa, mas não sabe quem é Vanessa na verdade. É preciso viver um pouco fora de si mesmo para se conhecer, e eu acho que se fechou demais nessa vida miserável."


O encontro de Vanessa com a morte é aterrador e eu fiquei realmente preocupada em como seria o desenrolar das coisas a partir de então. Valéria é uma mulher louca, e mesmo que tenha se justificado, é difícil aceitar tudo que fez. Marcos, por mais que tenha tentado ser um ótimo pai para Vanessa, também acabou cometendo muitos erros durante os anos. É possível conhecer muito mais de toda a família de Vanessa nesse livro, saber mais sobre o passado e como tudo afetou o futuro deles. Mas quem realmente merece o destaque aqui é Nathan. Agora eu finalmente compreendo por que todas as pessoas que leram amam tanto esse homem. Porque simplesmente não tem como não amar. Ele é fantástico. Vanessa também se mostrou uma pessoa muito diferente dessa vez. Ela mostra que tudo de que uma pessoa precisa é de apoio e amor, alguém que consiga dar suporte nos tempos difíceis, porque, muitas vezes, não é uma situação ruim que acaba com a pessoa, mas o fato de sentir que está sozinha no mundo e que, por isso, não há mais nenhum motivo para se estar aqui.

"Às vezes sua única alternativa é aguentar, então você ergue a cabeça, suprime a dor no coração, e simplesmente aguenta."

 

Esse livro nos mostra outro lado da depressão. Mostra o quanto uma pessoa precisa lutar diariamente, durante toda a vida, para combater essa doença que assombra as suas decisões; que pessoas com qualquer idade podem ser afetadas; que não necessariamente a pessoa precisa ter um motivo claro (para quem está vendo de fora) para ser como é, já que a forma como lidamos com nossa vida é algo muito particular; e o quanto isso pode ser decisivo para a pessoa e para todos que estão ao seu redor. O que podemos fazer para ajudar é mostrar que ela é amada e que tem todo o apoio de que precisar. Nem todo dia ela vai estar com disposição para lutar sozinha.

"(...) Quando os sentimentos e as coisas terríveis que a depressão nos faz sentir estão em seu ápice, não vemos as coisas boas ao nosso redor."

A narrativa é em primeira pessoa, como o livro anterior. A maior parte do livro é narrado sob o ponto de vista da Vanessa, mas têm alguns capítulos que são narrados por Valéria ou por Nathan. A diagramação está bem bonita, como o primeiro, cheio de detalhes de libélulas nas páginas, e possui fontes confortáveis para a leitura. A revisão poderia ter sido mais bem trabalhada, encontrei alguns erros durante a leitura, mas nada que incomodasse muito.

Eu gostei muito de ter participado desse Book Tour e ter a oportunidade de ler mais uma obra maravilhosa dessa autora linda que é a Juliana Daglio. Espero um dia ler os outros livros da série O Lago Negro, da qual só li o primeiro, e o que mais ela escrever. Todos os livros que li são ótimos e torço para que seu sucesso só aumente. 💙



Leia também: 
Resenha de Uma Canção para a Libélula - Parte 1
Entrevista com a autora
Quotes do livro
Semana Especial Libélula
logoblog