Cheiro de livro novo: Revelada

Título: Revelada
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
Páginas: 326
Editora: Novo Século
Série: House of Night
Anterior: Escondida
Próximo: Redimida

Essa foi a minha sétima leitura da Maratona Literária #EuTôDeFérias. Estou ansiosa aguardando o tão esperado final dessa saga, que leio há tantos anos, mas já estou perdendo a paciência com tanta enrolação. Ainda bem que o próximo livro já é o último. Apesar de ser uma história interessante, com vários acontecimentos marcantes e conseguir me prender, de uns livros para cá a narrativa tem ficado muito lenta e poucas coisas de fato acontecem, embora os livros tenham um número considerável de páginas. Estou curiosa para saber como as autoras vão encaixar a batalha final e mais várias explicações sobre coisas que ainda não foram explicadas no próximo. Mas vamos falar sobre esse.

No final de Escondida, Zoey e seu círculo (com alguns ajudantes) conseguiram finalmente "matar" Neferet. Mas era óbvio que ela não estava realmente morta e que alguma hora voltaria para se vingar e prosseguir com seus propósitos. Só que ela decide reaparecer bem no dia em que a Morada da Noite estava organizando um evento aberto ao público humano. Como havia sido destruída, Neferet ainda não está forte o suficiente para reassumir sua forma, mas já é capaz de assustar, ainda mais humanos. Zoey e seu círculo logo notam a estranha presença e dão um jeito para expulsá-la da escola. Mas Neferet, mesmo estando fraca, é capaz de causar grandes males.

"— Você tem que amar e ser verdadeira consigo mesma antes que alguém possa amá-la e ser verdadeiro com você."

Duas mortes ocorrem nessa noite, deixando os humanos apavorados e os vampiros preocupados. Neferet é capaz de absorver poder da morte e assim conseguir de volta sua forma com força total. Apesar de estar de volta, ainda não está re-estruturada para partir em busca de vingança. Enquanto ela relembra seu passado na tentativa de se re-encontrar como a Rainha Tsi Sgili, finalmente descobrimos tudo o que aconteceu para ela se tornar a vampira que conhecemos, revelando seus mistérios mais secretos.

"— Minha filha, assim é a vida: confusa, dolorida, mas maravilhosa. Só o que qualquer um de nós pode fazer é tentar ser o seu melhor, além de aprender com os nossos erros e com as nossas vitórias."

Enquanto Neferet se recupera, Zoey passa por um período turbulento. Após a confirmação de que Aurox realmente possui a alma de Heath, na frente de todos os amigos, ela anda muito confusa. Sabe que ama Heath, mas Aurox não é ele, apesar de muitas vezes se parecer muito com o antigo namorado dela. Também sabe que Stark não aceitaria que ela tivesse um romance com outro cara agora. Além disso, ela já tem tantas coisas nas suas costas, como poderia aguentar ter que se dividir novamente pelo amor dos dois?

"O amor era uma emoção muito complexa para ser restringida dentro de limites estabelecidos."

Stark, por sua vez, anda agindo como um completo idiota na presença de Aurox, pois tem medo de perder Zoey para ele. Isso a faz ter cada vez menos paciência com seu guerreiro e tudo a deixa rapidamente irritada. Zoey está completamente frustrada com tudo que está acontecendo e que não consegue resolver, pois agora que está se esforçando para agir como uma verdadeira Grande Sacerdotisa, está tendo cada vez mais responsabilidades e não está vendo resultados. Sua raiva de tudo e todos apenas aumenta a cada dia, podendo atingir um ponto em que fique fora de controle. E seus amigos estão percebendo essas suas mudanças de atitude, que podem se tornar perigosas.

"Aphrodite a observou. Z. soou normal, mas havia algo com ela... uma tensão na sua voz... uma aparência cansada no seu rosto que não era comum... sombras escuras embaixo dos seus olhos. Tudo isso não combinava com a Zoey do dia a dia. A Zoey do dia a dia ficava cansada e até mal-humorada de vez em quando, mas ela sempre saía dessa e fazia o que tinha que ser feito. Aphrodite percebeu que, quanto mais observava Zoey, mais ela via uma garota que estava fazendo o que tinha que ser feito, mas que obviamente não estava saindo dessa."

Houve algo que chamou minha atenção em meio às coisas que aconteceram. Na verdade, alguém: Aphrodite. Ela está tão diferente, tão mais amadurecida. Uma verdadeira Profetisa de Nyx, apesar de ainda manter o nariz empinado na maior parte do tempo. Gostei de notar essa mudança na personalidade dela. Tenho certeza que a presença dela é essencial para o equilíbrio da Zoey. 

"— O amor não é um dever — Erebus rebateu.
— Não é? Não pensei que eu sabia mais sobre o amor do que você, mas eu realmente sei que manter o amor vivo e não deixar que a sua luz se apague às vezes é um dever."

Basicamente nada de mais acontece nesse livro. Senti que ele foi uma enrolação bem grande. Tudo bem, acho que estou exagerando, aconteceram sim coisas que acredito que serão importantes para a conclusão da série. Mas poxa, um livro inteiro e praticamente nenhum acontecimento emocionante? Praticamente só a história da Neferet e as constantes confusões de Zoey. Achei meio desnecessário dedicar um livro só para isso. Mas o final acabou me deixando (como sempre) curiosa para ler o próximo. Simplesmente não sei o que esperar para a conclusão épica! rs Só espero não me decepcionar, afinal são DOZE livros. Não cheguei tão longe para receber um final ruim. Então, não me decepcionem, autoras! haha


Resenha de Escondida aqui.

Maratona:

Primeiro livro: Os contos de Beedle, o bardo
Segundo livro: O lado bom da vida
Terceiro livro: Morte nas nuvens
Quarto livro: Feed - conexão total
Quinto livro: Dom Quixote
Sexto livro: A estrada da noite