Cheiro de livro novo: Borborema

Título: Borborema
Páginas: 346
Editora: Arwen
Avaliação: 5/5

Boa tarde, leitores! Borborema é o segundo livro da nossa parceira Letícia Godoy que tenho a oportunidade de ler. Eu já havia feito as Primeiras Impressões da história no ano passado e estava muito curiosa para saber o desenrolar de todo o mistério que envolvia a vida de Annabel. Fiquei muito satisfeita com a leitura e hoje trago a dica para vocês. 😉

"Às vezes as coisas acontecem sem esperarmos. Às vezes precisamos lutar para fazê-las se tornarem reais e outras tantas são levadas a acontecer por conta do momento."

Annabel é advogada criminalista, ama seu trabalho e é muito boa no que faz. É uma mulher que já passou dos trinta anos, totalmente independente e segura de si. É forte, dedicada, mas é muito solitária, pois seu coração está fechado há muitos anos. Ela cresceu na grande e próspera fazenda Borborema, no interior de Siqueira Campos, junto de seus pais e irmãos. Mas, quando tinha 15 anos, houve um acontecimento muito sério que abalou toda a família, principalmente a ela, o que fez com que fugisse de casa sem olhar para trás. Sem apoio, completamente sozinha no mundo, Annabel foi para a capital e lá correu atrás dos seus sonhos. Enfrentou inúmeros desafios e conseguiu construir a vida que desejava, tornando-se a mulher que sempre quis ser. Mas o passado nunca a abandonou por completo, sua marca estava com ela constantemente e ela não conseguia libertar-se do sofrimento daquele fatídico dia.

"Todos nós erramos e, quando há o arrependimento verdadeiro, por que não dar uma segunda chance?"

Até que, após um longo e cansativo dia de trabalho, Annabel recebe uma ligação totalmente inesperada. Uma ligação de sua família, com quem não tinha contato há 16 anos. Seu pai estava muito doente e a morte se aproximava dele. Então a chamaram para discutir sobre os negócios da família, afinal, mesmo após anos sem convívio, ela ainda era uma das cinco herdeiras da fazenda. 

"O passado só deveria ser lembrado como forma de aprendizagem, uma vez que eu não encontraria minha felicidade lá."

Ela fica muito hesitante, sem saber se é uma boa ideia retornar à Borborema depois de todos esses anos, depois do que aconteceu. Mas ela também sente que pode ser uma boa chance de reconciliação, que eles não esqueceram dela no fim das contas. Talvez seja a hora de todos eles deixarem o passado para trás. Mesmo com medo de confrontar os segredos que deixou ao ir embora e sem saber como todos irão tratá-la após tantos anos, Annabel decide ir. Ao retornar à Borborema, Annabel enfrentará muito mais do que o passado. Novos medos e segredos irrompem, ocorrem situações que jamais imaginaria passar, descobre um assassinato que pode estar relacionado aos problemas que precisa solucionar e surge um homem que pode derrubar todas as barreiras do seu frio coração.

"As questões do coração eram sempre as mais difíceis de resolver."

Annabel é uma protagonista diferente do que estou acostumada a ler na maioria dos livros, por ser mais velha. Ela já tem uma vida construída e é satisfeita profissionalmente. Apesar disso, ela não é tão madura quanto eu imaginava, por guardar muito rancor do passado, o que não a deixa totalmente livre para ser feliz nem aberta para se comprometer em um relacionamento amoroso. Ela já passou por muita coisa, o que a torna experiente, mas quando precisa voltar à Borborema, sente uma insegurança que não esperava experimentar. Quando se depara com sua família e relembra tudo que aconteceu, as barreiras que ela criou para sobreviver sozinha pouco a pouco começam a ruir, ela torna-se mais sensível, mais emotiva. Não é que ela tenha voltado a ser aquela garota de 15 anos, ou tenha mudado de personalidade. É só que as situações que ela precisa enfrentar fazem com que ela tenha que mudar suas atitudes e sua forma de ver o mundo. Ao começar a libertar-se de suas amarguras e medos, ela amadurece muito. Seu crescimento durante a história é perceptível, mas antes ela precisa passar por um período de vulnerabilidade que ela nunca se permitiu ter. No início, algumas de suas atitudes até me irritavam. Mas depois que fui compreendendo toda a situação e enxergando os motivos dela agir assim, me afeiçoei a personagem. A Letícia fez um ótimo trabalho construindo uma mulher complexa (e mais velha do que ela) com defeitos, qualidades, segredos e emoções conflitantes. Ela nos permitiu entender cada sentimento com que a personagem estava tendo que lidar.

Annabel é o destaque da história, mas também conhecemos muitos outros personagens durante a leitura, como André, o chefe dela; seus irmãos e irmãs, Henrique, Pedro, Marcela e Diana; seus pais; Lisandro, um homem que a irrita e ao mesmo tempo faz seu coração bater mais forte; Ricardo, um amigo de infância com quem teve um desentendimento; entre outros. Cada um tem sua importância no desenrolar da trama, mas falar sobre todos levaria muito tempo.

"Aquela viagem havia mudado minha vida, quebrado muitos dos meus escudos que demorei tanto tempo para construir, e de certa forma eu me sentia feliz com isso."

O enredo é bem construído. É um livro que abrange de tudo um pouco: tem drama, romance, mistério, ação. Eu imaginava a história um pouco diferente por ser um romance policial, imaginava que a investigação já começaria logo no início e ela seria o ponto principal do livro, mas não é bem assim. Muitas coisas acontecem antes da investigação surgir e ela funciona como uma trama menor dentro de uma maior, até tudo convergir. Foi uma surpresa interessante e eu gostei muito de como tudo foi desenvolvido.

A narrativa é em primeira pessoa, sempre pelo ponto de vista da Annabel. A escrita da Letícia está muito boa e é visível seu crescimento em relação ao seu outro livro, Deixe-me Entrar.

Apesar de ter achado o início um pouco lento, o que me fez demorar para engrenar na leitura, depois que consegui compreender melhor os fatos o livro fluiu maravilhosamente bem. Me prendeu e eu só queria saber como tudo se resolveria.

A revisão está ótima, encontrei pouquíssimos erros durante a leitura. Como li o e-book, não posso falar da diagramação do livro. Ele é dividido em três partes e cada uma possui uma imagem da capa com uma frase. A capa é bonita e combina bastante com o enredo.

"A vida é realmente uma caixinha de surpresas. Quando você acha que não pode piorar, ela te surpreende e o faz se adaptar às novas condições à força, pois não espera que estejamos prontos. Ela simplesmente nos joga no palco da vida e pede para que façamos o nosso melhor. Se erramos, não podemos concertar. Apenas devemos continuar o show, mesmo e apesar de todas as dificuldades."

Acredito que esse livro possa agradar a diversos públicos, pois tem os misteriosos segredos do passado para serem desvendados, os dramas e intrigas familiares, os romances confusos, a investigação de acontecimentos obscuros, cenas de ação incríveis e totalmente inesperadas. Acima de tudo, é um livro que fala sobre a família. Fala sobre perdão, sobre amor, sobre o quanto as situações mal resolvidas podem nos afetar e fazer mal. Mas a família é o principal foco, são eles que estão ao nosso lado quando tudo mais desmorona, é deles o apoio essencial para que nossa vida seja completa. Mesmo quando tudo parece errado, mesmo com todas as diferenças, brigas e intrigas, a família é capaz de se unir para lutar pelo bem de todos. Essa é a maior mensagem que captei na história. Outra mensagem importante é que as pessoas podem surpreender, tanto positiva quanto negativamente, e a vida gosta de pregar peças, então é sempre bom estar atento e aberto para o que aparecer.

Gostei bastante da história, achei o final muito bonito e fiquei satisfeita com a leitura. Recomendo para quem se identificou com o enredo, é um livro diferente do que costuma ser esse gênero, mas muito interessante.



Sobre a autora:
Fanpage
Siga no Skoob

Sobre o livro:
Adicione no Skoob
Compre o livro
Compre o e-book