Cheiro de livro novo: Destinos

Título: Destinos
Autora: Aprilynne Pike
Páginas: 276
Editora: Bertrand Brasil
Série: Fadas
Anterior: Ilusões
Avaliação: 5/5

Boa tarde, queridos leitores! Hoje estou muito animada em trazer a resenha da conclusão da série Fadas! Já faz alguns anos que li pela primeira vez o primeiro livro da série e finalmente pude acompanhar o fim da história de Laurel, David, Tamani, Chelsea e do reino de Avalon. Estava tão ansiosa para ler logo esse livro e ainda estou abalada com o fim.

"Vá devagar, meu brotinho já não tão pequeno. As melhores, e mais duradouras mudanças, são aquelas que acontecem de forma gradual; para atingir grandes alturas, uma árvore deve primeiro criar raízes profundas."


Como eu havia imaginado, o livro anterior, Ilusões, serviu apenas como uma introdução para a história desse, o que até me fez gostar mais dele. rs 
O final do terceiro livro é um tanto desesperador. Finalmente descobrimos que Yuki é uma fada de inverno e que ela estava trabalhando como espiã para Klea. As duas são extremamente poderosas e perigosas, e a maior preocupação de Laurel e Tamani é que elas estejam interessadas em descobrir a localização do portal para entrar em Avalon. Eles mantêm Yuki aprisionada na esperança de conseguir respostas, mas infelizmente esse plano não daria certo por muito tempo. 

"— Nunca subestime o poder de uma situação na qual você mesmo se coloca."

Quando Klea aparece e todos descobrem que ela já tem a localização do portal e planeja invadir Avalon para iniciar uma sangrenta guerra, a única opção que resta a eles é correr até lá e tentar impedir que o pior aconteça. Com isso, Laurel, Tamani, David e Chelsea se dirigem até o terreno que pertence à Laurel, mesmo que não saibam se conseguirão entrar em Avalon.

"A visão da cabana, acomodada entre as enormes sequoias, lançou uma nova onda de tristeza sobre Laurel. A última vez que estivera ali fora com Tamani e tinha sido um dos dias mais maravilhosos de sua vida. Mesmo agora, a lembrança fez com que arrepios percorressem seu corpo. A vida, de repente, pareceu tão frágil e incerta; ela se perguntou se ela e Tamani iriam ter outro dia como aquele." 

Finalmente chega o ponto decisivo da história dos quatro amigos. Eles precisarão lutar com toda garra, mostrar toda sua inteligência e coragem, usar suas melhores habilidades e conquistar a confiança das fadas e elfos, caso contrário, jamais conseguirão vencer a guerra contra Klea, Yuki e os trolls. Com uma batalha histórica prestes a acontecer em Avalon, todos precisarão escolher de que lado estão. E o momento de Laurel finalmente decidir a que mundo pertence e qual dos dois rapazes ela quer que fique ao seu lado, está se aproximando.

"— Um verdadeiro herói coloca os outros em primeiro lugar — disse ela, engasgando.— Um verdadeiro herói sabe que o amor é mais forte que o ódio."


Laurel, Tamani, David e Chelsea estão mais próximos do que nunca, mas ao mesmo tempo existe muita tensão entre eles. Tanto por causa dos complicados romances, quanto pelo perigo que estão prestes a enfrentar e as coisas que têm precisado fazer desde que prenderam Yuki. O crescimento de todos é perceptível. Laurel finalmente revela seu verdadeiro eu como Misturadora, finalmente se conecta com o seu talento natural, assim como consegue manter a humanidade que conquistou fora de Avalon. Tamani é um guerreiro maravilhoso e continua sendo perfeito como sempre, capaz de dar sua vida para proteger o seu amor. David foi o personagem que mais me surpreendeu nessa história. Mostrou uma força, coragem e determinação que eu não imaginava que tivesse. Apesar de ser humano, foi uma peça crucial na guerra. Eu quase fiquei triste por torcer desde o primeiro livro para que Laurel ficasse com Tamani, porque David se mostrou muito mais do que apenas a ponta sem graça de um triângulo amoroso. Chelsea, que sempre foi uma amiga fiel e forte, também ganhou um merecido destaque nesse livro, mas eu ainda queria que ela tivesse uma importância maior. Jamison, o sábio elfo de inverno, conquistou totalmente minha confiança e admiração, e deixei de ficar com o pé atrás como sempre ficava em relação a ele. Os personagens foram bem explorados e até Yuki conseguiu um pouco da minha simpatia. Mesmo Klea foi compreensível, e fiquei com medo de concordar demais com seus ideais.

"— Encontrei pouquíssimas sementes realmente ruins na minha vida. Mesmo as pessoas que se flagram agindo por inveja, ou ganância, ou orgulho egoísta, não perdem a capacidade de agir por amor."

Sempre fiquei fascinada com a mitologia criada por Aprilynne e esse livro não deixou a desejar em nada. O enredo é pura ação do início ao fim. Praticamente se passa apenas um dia durante as quase 300 páginas e os personagens não param um minuto. Minha vontade era de não pausar a leitura até chegar ao final, porque não tinha nenhum momento tranquilo para que eu pudesse respirar um pouco. Estava acostumada com a escrita leve e o ritmo calmo da autora, então me surpreendi um pouco com um livro cheio de adrenalina e cenas de ação perfeitamente descritas. Era possível visualizar muito bem tudo que estava acontecendo.
A narrativa é em terceira pessoa e, assim como o livro anterior, os pontos de vista de Laurel e Tamani se revezam. Isso contribui com o suspense em certos momentos. A diagramação está excelente, não encontrei erros de digitação, a leitura é bem confortável, com letras em bom tamanho e folhas amareladas. Eu gosto das capas dessa série, mesmo sendo simples, transmitem a leveza da história, apesar de ter achado essa a menos bonita das quatro.
E o que dizer sobre a conclusão da saga? O final foi perfeito, apesar de também ser um pouco triste. Aconteceram coisas que eu esperava que acontecessem, o que me deixou muito satisfeita, mas ao mesmo tempo fiquei chateada pela forma como acabou. Depois do que a gente acredita ser o fim, tem uma nota da autora, e então vem uma carta que conta o real final da história, anos após o acontecido. Valeu a pena ter lido aquilo, mas ao mesmo tempo estragou um pouco a beleza de tudo. É como se a história pudesse ter um final diferente se preferirmos somente imaginar, mas a autora já escreveu o final ideal para ela. Não vou falar muito para não dar spoiler, mas eu preciso desabafar com alguém que leu. rs Apesar disso, eu gostei muito, muito do livro. E queria muito, muito que tivesse mais! 😭

"— A vida de uma pessoa jamais deveria ser definida por um único propósito, principalmente um propósito que não foi ela que escolheu."



Então, bisbilhotando pela internet, descobri que tem mais sim! 💃💃 A autora lançou o quinto livro da série em novembro do ano passado, Arabesque. Para mim, é mais como um spin-off. Ele se passa mais de dez anos depois do final de Destinos e conta uma história sem relação ao que aconteceu. Acho que seria mais para os leitores saberem o que aconteceu na vida dos nossos personagens queridos. Eu fiquei tão feliz quando descobri isso!! 😍😍 Estou torcendo muito para a Bertrand Brasil também publicar esse, senão serei obrigada a dar meu jeito de ler o livro em inglês mesmo! haha


Por fim, se você ainda não conhecia essa série, leia! É uma fantasia diferente e maravilhosa! Se já leu algum livro, termine a série, não vai se arrepender (eu acho rs). E se já terminou, converse comigoooo. kkk


Veja também:
logoblog