Cheiro de livro novo: Asas

Título: Asas
Autora: Aprilynne Pike
Páginas: 287
Editora: Bertrand Brasil
Série: Fadas
Próximo: Encantos

Comprei esse livro na Bienal de 2011 porque a sinopse tinha me interessado (afinal, uma apaixonada por fantasia como eu precisava ler uma série de fadas também, não?) e li no ano seguinte. Como comprei o segundo volume da série na Black Friday do ano passado e estava com vontade de ler, resolvi reler esse primeiro, já que não lembrava quase nada da história, para poder aproveitar melhor a próxima leitura. Gostei de ter tomado essa decisão, pois eu lembrava bem menos do que pensava e fiquei ansiosa para chegar nas partes legais que eu lembrava. haha Esse livro é super leve, nem um pouco cansativo, a leitura flui muito, muito rápido. Às vezes eu até me assustava com a quantidade de páginas que já tinha lido sem perceber. É divertido, fofo e tem de tudo um pouquinho: romance, aventura, ação e, principalmente, histórias de fadas. ;)

Laurel é uma menina de 15 anos que vive com seus pais adotivos. Ela foi deixada na porta deles quando tinha apenas 3 anos e, desde então, eles viveram tranquilamente em Orick, uma cidadezinha de cerca de quinhentos habitantes. Até que o pai dela tem a oportunidade de comprar uma livraria em Crescent City e eles se mudam para uma casinha por lá.

"Digo uma coisa: se você quiser guardar um segredo, transforme-o numa história humana. Eles vão alterá-la tanto em cem anos que ninguém jamais poderá separar o que é verdade do que é mito."

Laurel sempre foi educada em casa pela mãe, então quando passa a frequentar a escola pública, sente muita diferença. Não só pelo ambiente ser desconhecido e cheio de pessoas estranhas e barulhentas, mas também porque Laurel odeia ficar em lugares fechados, e seu jeito de ser chama a atenção. Ela só usa roupas leves e frescas, mesmo no frio, come apenas frutas e vegetais e é muito bonita. Ela não gosta de ser tão diferente e tem medo de que as pessoas a achem meio esquisita.

"— Então, use o que quiser. Se suas roupas são o bastante para afastar possíveis amigos, então é porque não são o tipo de amigos que você quer ter."

Por sorte, ela rapidamente faz amizade com David. Ele é um garoto bonito, muito inteligente, divertido, compreensivo, paciente, fofo... tudo o que se pode querer de um namorado. Logo o sentimento deles começa a deixar de ser apenas amizade, mas Laurel ainda não se sente preparada para começar um relacionamento.

"Há sempre alguém que, secretamente, acredita em mitos e lendas; ou, pelo menos, em parte. Essas são as pessoas que vão olhar além do óbvio e ver as coisas deste mundo que são realmente maravilhosas. — Ele deu de ombros. — Mas elas não vão dizer nada, mesmo que descubram. Porque o restante de nós, que vemos o mundo como algo lógico e científico, não enxergaríamos a verdade ainda que estivesse exposta num outdoor."

Um dia, ela descobre uma coisa muito estranha em si mesma: uma espinha enorme, bem no meio das costas. Para ela isso é um alívio, já que finalmente começará a ter uma puberdade normal. Mas enquanto os dias se passam, o caroço em suas costas aumenta cada vez mais, a deixando muito preocupada. Até que certo dia surge uma enorme flor no local, que se parece com asas. Imaginem o susto que ela levou!

"— Toda garotinha gostaria de ser, na verdade, uma princesa ou uma fada, uma sereia ou algo assim. Principalmente, garotas que não sabem quem é sua mãe biológica. Você perde esse sonho por volta dos seis anos. Ninguém continua pensando nisso aos quinze. — Ela endureceu o queixo teimosamente. — Fadas não existem." 

Até que ela e os pais vão em sua antiga casa, pois querem vendê-la, e Laurel entra na floresta que há por trás do terreno. Lá ela encontra um estranho rapaz, chamado Tamani, que possui olhos verdes vibrantes, assim como a raiz de seu cabelo comprido. Ele é muito intenso e desperta nela emoções desconhecidas e uma sensação de que eles já se conhecem. Logo ela descobre que ele é um elfo e é ele quem será sua fonte de informações sobre o que ela é e sobre o local mágico de onde veio.

"— Eu já disse: a magia verdadeira das fadas e dos elfos não é bem como você está pensando. Não existe pó de fada ou de elfo que faça você voar, nem varinhas mágicas, nem nuvens de fumaça. São apenas coisas que podemos fazer para ajudar no desempenho de nossas tarefas."

Dividida entre dois mundos e dois amores, Laurel precisa ser corajosa para enfrentar algo muito maior. Ela descobre que o terreno de sua antiga casa é muito importante para as fadas e os elfos, mas seus pais precisam do dinheiro da venda. Sem saber como impedi-los, ela acaba se metendo em uma enrascada maior do que esperava, colocando em risco a si mesma e a todos que ama.

Adorei a forma como a autora construiu as fadas e os elfos nessa série. Eles são meio diferentes do que normalmente se espera dessas criaturas, mas tudo é bem explicado, as perguntas criadas logo são respondidas na história. A trama é muito delicada e simples, acho que a própria capa do livro já transmite isso. Apesar de acabar se tornando um pouquinho clichê, ao mesmo tempo é inovador.
Outra coisa que é boa nesse livro, o que contribui para a leitura rápida, é que a autora nos poupa muito de detalhes desnecessários do dia-a-dia da personagem. Ela narra o principal, conta com calma os dias em que acontecem coisas importantes e pula dias em que nada acontece. Isso sem deixar buracos na passagem do tempo. É bem perfeito.
Enfim, a história é super fofa e eu recomendo para quem gosta desse estilo. O livro não nos revela muito sobre o mundo das fadas, mas o próximo com certeza vai satisfazer algumas curiosidades. E quem já leu, o que achou? Eu sou totalmente team Tamani, e vocês? haha



Resenha da Isabela aqui.