Cheiro de livro novo: A Herdeira

Título: A Herdeira
Autora: Katerine Grinaldi
Páginas: 266
Editora: Sinna
Série: A Herdeira
Próximo: A Maldição Gricem
Avaliação: 3/5

Boa tarde, gente! Hoje a resenha é do livro que escolhi para o terceiro desafio do Projeto Lendo Nacional, escrito por uma autora que não conheço. Esse livro é publicado pela Editora Sinna, que é nossa parceira. Não conhecia nenhum trabalho da Katerine e essa foi minha primeira leitura da Sinna também.

"É por isso que sempre sofremos quando alguém mente para nós porque, no fundo, acreditamos que aquela pessoa é sincera. Somos nós que acreditamos. Somos nós que corremos os riscos."

Kate West completou 21 anos há poucos meses e, desde então, vem tendo pesadelos que não consegue decifrar. Nesses sonhos, sua avó, que já faleceu há 14 anos, tenta transmitir uma mensagem muito importante. Ela deixa um envelope em sua cama contendo a seguinte informação: "Sua herança vai chegar. Aceite a mudança quando 21 primaveras completar." Mas Kate não tem nenhuma ideia do que possa ser essa herança. Além disso, sempre que algo ruim acontece, surge um homem desconhecido, com belíssimos olhos azuis, que a salva do perigo.

"A coisa mais importante que aprendi com ela foi o amor. Vovó me fez ver que tudo na vida só dá certo se for feito com esse ingrediente mágico."

Coisas incomuns sempre fizeram parte da vida de Kate. Ela tem alguns dons, como ler pensamentos e ter visões do futuro de pessoas desconhecidas, mas sempre conviveu normalmente com isso, e suas melhores amigas, Lola e Jane, a ajudam sempre que é necessário. No entanto, esses recorrentes pesadelos são novidade e sua mãe parece estar escondendo algo importante dela, o que a tem deixado chateada. 

"Ninguém quer ouvir as verdades quando elas são ruins (...)"

Em um dia de aula na faculdade de Direito, Kate conhece Téo, um misterioso e sedutor rapaz, que também parece ser dotado de talentos peculiares. Ele se mostra muito interessado nela, mas Kate tenta resistir ao máximo a essa atração, pois tem muito medo de se apaixonar e ter um relacionamento sério. Apesar do temor, não consegue impedir a aproximação dos dois, e com a ajuda dele acaba descobrindo que sua família tem muito mais segredos do que poderia imaginar, além de que talvez sua vida esteja em risco. 

"Quando a gente gosta de uma pessoa, sente afeto e carinho. Quando estamos apaixonados é totalmente diferente, nós não temos mais posse do nosso coração. Ele só vai funcionar perfeitamente ao lado daquela pessoa."

Sem entender porque a mãe insiste em continuar mentindo, Kate começa a investigar por conta própria o passado e descobre mais mistérios sobre sua avó e sua família, até chegar ao fato de que elas são bruxas e ela não tem ideia de como lidar com magia. Mas essa é só a parte fácil das descobertas. O pior é que ela realmente está sendo perseguida e não sabe como se defender, nem o que querem dela. Além disso, o tal cara dos seus sonhos surge de verdade e ela não sabe bem o que esperar dele nem do seu futuro. De uma hora para a outra, a vida de Kate fica de cabeça para baixo e ela não sabe em quem pode confiar e como se salvar.

"Saber que carregava a responsabilidade de cumprir uma missão e que, por algum motivo, fui escolhida para isso, não me desesperava. Sentia-me pronta para fazê-lo. Não podia fugir de algo que confiaram a mim (...)"

Kate é uma personagem simpática e esperta. No entanto, ela me irritou muito com suas atitudes imaturas em relação aos relacionamentos amorosos. O medo de se entregar ao que sentia pode até ser compreensível, mas achei meio exagerado, e era extremamente irritante ficar toda hora lendo ela refletindo sobre o que era permitido ou não no seu relacionamento aberto, para que não corresse o risco de se apaixonar. Além disso, ela também me irritou quando ficou tentando descobrir tudo por conta própria e não tentou em nenhum momento compartilhar com a mãe as informações que já tinha conseguido. Sei que a mãe estava escondendo coisas dela, mas era a melhor pessoa para convencer a contar alguma coisa. Téo e Eric, os dois carinhas que aparecem para abalar o coração da protagonista, são lindos, inteligentes, sedutores e cheios de segredos. Os dois ajudam Kate de diferentes formas e também possuem habilidades únicas, mas ainda não consigo avaliar o quanto são realmente confiáveis. Também achei os sentimentos conflitantes que Kate tem por eles um pouco precipitados, já que ela nem os conhece direito e se sente super envolvida. Para quem tem medo de se relacionar, imaginava que demoraria mais para ser seduzida. Lola e Jane são amigas maravilhosas e super divertidas, cada uma do seu jeito. Gostei muito dos momentos que Kate passa com elas, apesar de não serem muitos.

"— Você nunca saberá se as pessoas falam a verdade. É você quem tem que confiar nelas."

O relacionamento de Kate com Téo foi divertido de acompanhar. No início, antes que os mistérios começassem a ficar mais intensos, o livro estava parecendo mais uma comédia romântica do que uma fantasia. Isso me fez perceber que a história demoraria um pouco para engrenar. O que eu notei é que esse livro foi bem introdutório. Eu esperava mais ação, mais descobertas, mais magia, mas essas coisas ficaram bem para o final. Depois que eu descobri que a série terá cinco livros (me meti em mais uma enrascada! haha), fez mais sentido. Achei que a autora estava enrolando muito para chegar ao ponto que a história prometia. Esse livro foi mais para nos apresentar aos personagens, compreendermos a história da Kate e começarmos a descobrir os segredos, mas pouca coisa foi realmente revelada. A grande maioria ficou para os próximos volumes, e foi essa falta de informação e enrolação que me fez tirar duas estrelas do livro. Estava esperando mais, mas a história tem um potencial enorme e sinto que a sequência tem muito a revelar (já estou curiosa!).

O livro é narrado em primeira pessoa pela Kate e a escrita da autora é muito suave. Muitas vezes parecia que a personagem estava escrevendo em um diário ou conversando com o leitor. A forma de contar as coisas e seus pensamentos aleatórios muitas vezes são engraçados.
Como li o e-book, não posso falar sobre a diagramação do livro. Durante a leitura, encontrei pouquíssimos erros, mas principalmente algumas vírgulas fora do lugar. A capa é bonita e contém vários elementos com significados especiais na história, como o túnel de árvores e a estrela de Davi, além de mostrar a protagonista parecendo intrigada com algo.
Por fim, é um livro bom, foi uma leitura agradável e divertida, mas eu estava com alta expectativa e não foi tudo o que eu esperava. Mas acredito que o próximo será melhor, o final foi bem intenso e estou muito curiosa. A autora parece ter criado uma história muito interessante e o que eu descobri foi só o comecinho de tudo. 😉



Links relacionados:

Acompanhe a Editora Sinna nas redes sociais:
logoblog