Filme X Livro: Jogador Nº 1



Jogador Nº 1
Duração: 140 min X Páginas: 466
Direção: Steven Spielberg X Autor: Ernest Cline
Estúdio: Warner Bros. Pictures X Editora: LeYa
Gênero: Ficção científica, ação, aventura
Classificação: 12 anos
Elenco: Tye Sheridan (Parzival / Wade Watts), Olivia Cooke (Art3mis / Sam Cook), Mark Rylance (James Halliday), Ben Mendelsohn (Nolan Sorrento)
Lançamento: 29/03/2018

ATENÇÃO: Pode conter spoiler do livro e do filme!


Sinopse: Num futuro distópico, em 2044, Wade Watts (Tye Sheridan), como o resto da humanidade, prefere a realidade virtual do jogo OASIS ao mundo real. Quando o criador do jogo, o excêntrico James Halliday (Mark Rylance) morre, os jogadores devem descobrir a chave de um quebra-cabeça diabólico para conquistar sua fortuna inestimável. Para vencer, porém, Watts terá de abandonar a existência virtual e ceder a uma vida de amor e realidade da qual sempre tentou fugir.


Li esse livro em 2015 e desde então estava aguardando ansiosamente pelo filme, que já sabia que seria produzido quando estava lendo. Fiquei muito animada quando estreou e fiz questão de ir no cinema assistir, torcendo para não terem feito besteira com a história. rs


1) Qual foi seu preferido - o filme ou o livro?
É sempre difícil responder uma coisa diferente de "preferi o livro" nesse tipo de pergunta. Mas eu admito que o filme está incrível, apesar de todas as mudanças. Porém, o livro é sempre muito mais completo, e por isso ganhou minha preferência. 


2) Quais foram as maiores diferenças encontradas?
Nossa, foram inúmeras. Já faz tempo que li, então não posso comparar tão fielmente os dois, mas do pouco que lembro já consigo citar várias. Primeiro, a forma como as chaves são conseguidas é completamente diferente. Aquela corrida que existe no início do filme não existe no livro. A partir daí já se pode deduzir que todo o desenvolvimento da busca pelas chaves foi bem diferente. O relacionamento do Wade com a Art3mis, assim como o contato dele com os outros três do grupo, pessoalmente, é algo que no livro demora muito tempo para acontecer, somente perto do final eles se conhecem de verdade. No filme isso foi usado para tornar as situações mais dinâmicas e foi uma alteração compreensível, mas que tirou parte do suspense que tinha na história. A forma como Wade ganha a moeda, que tem um papel essencial na conclusão de tudo, é completamente diferente no livro. Chega a ser um acontecimento que parece irrelevante na história do livro, mas no filme nenhuma cena é encaixada por acaso, então já deixa os telespectadores com uma pulga atrás da orelha. Bem, basicamente tudo é diferente. haha A forma como ocorre a perseguição pela IOI, as pesquisas, a forma como invadem a empresa, entre outras coisas. As incontáveis referências estão presentes, apesar de ser impossível colocarem todas que tinham no livro (porque haja autorização para uso da imagem, né?). Enfim, o filme está bem diferente do livro, mas toda a essência da história está presente, e eles fizeram um trabalho maravilhoso de adaptação. Particularmente, eu sai do cinema muito satisfeita com o resultado.


3) Houve mudanças relacionadas aos personagens? O que achou da escolha dos atores?
Não lembro muito bem das características dos personagens, então acredito que estavam bem fiéis ao livro. Achei os atores escolhidos muito bons, combinavam com a personalidade dos personagens que interpretaram.


4) E o final?
O final foi de tirar o fôlego, tanto quanto foi no livro. Apesar de eu já saber como seria o desfecho e lembrar também da maior surpresa dessa conclusão, o caminho até tudo acontecer foi emocionante e me deixou vidrada na tela. Acredito que para quem não leu tenha sido ainda mais legal. Inclusive mereceu aplausos de quem estava assistindo. Foi realmente muito bom. 


5) Últimas comparações:
Tanto o filme quanto o livro possuem seus méritos. Ambos são maravilhosos. O livro me deixou vidrada para terminar a leitura o quanto antes e o filme me deixou praticamente sem piscar e sem perceber que o tempo estava passando, apesar de durar mais de duas horas. As referências são tantas que é impossível uma pessoa conhecer todas. As cenas estão muito bem-feitas, os efeitos especiais estão incríveis, o OASIS ficou tudo e um pouco mais do que eu imaginava. O filme mistura as cenas gravadas com as de computação gráfica de uma forma que a gente se perde entre o que é real e o que não é, da mesma forma como o livro nos mostra que o OASIS é a única forma de viver com que as pessoas se importam.

Por fim, eu gostei bastante do filme, mesmo com todas as diferenças. Ele ficou muito bonito e transmite a mesma mensagem do livro. Então se você curte jogos de vídeo-game, cultura pop dos anos 80 e filmes de aventura, com certeza vai gostar dessa história. 😉

Veja também: 
Resenha do livro Jogador Nº 1


Teaser:



Trailer:

logoblog