Semana de Divulgação #5 A Verdadeira Morte


O que estão achando da semana, people? Hoje eu trago mais dois contos da antologia. Espero que gostem.

A Caminhada

"— Quando amamos criamos coragem para qualquer coisa."

Guilherme está terminando o ensino médio. Ele deixou de tentar ser uma pessoa popular quando percebeu o quão exaustivo e superficial isso é. Desde então, suas preocupações se voltaram para a universidade que quer cursar e em como a sua vida mudará com o fim do colegial, os amigos que o tempo irá levar e o curso que irá escolher. Mas, sua maior preocupação diz respeito a Sofia, uma garota que ele conheceu por acaso no ônibus quando ia para o seu trabalho de meio turno. Ele se conheceram assim, inesperadamente, de uma hora para outra, mas se separaram da mesma forma. 

"Todas as lembranças, que já parecem tão distantes em minha mente, só me fazem crer que é possível ter saudade de uma coisa mesmo que ela ainda não tenha acabado. Basta você saber que ela chegará ao fim em pouco tempo para que elas já pareçam distantes." 

As escolhas que ele precisa tomar ficam o atormentando até ele tomar uma decisão e, Guilherme entende que precisa viver a sua própria vida e fazer a suas próprias escolhas sem depender de outros. A Caminhada fala sobre isso, escolhas e amadurecimento. 

"Não adianta esperar pela prontidão. Ela é aquela visita que sempre fala “qualquer dia eu apareço na sua casa”, mas nunca vai. Para que ela venha, é preciso que você vá atrás dela, só assim você ela te visitará, e então você estará pronto para o que der e vier."

Renascer

"Mas outra coisa que aprendi é que reclamar não vale de nada se você não luta por aquilo que acredita."

A vida é dinâmica, está sempre mudando. Nós precisamos aprender com as situações que ocorrem ao nosso redor para crescer e mudar também. Rennan chama essas mudanças que se operam dentro de nós de renascimentos. E, assim vamos vivendo a nossa vida e renascendo a todo momento.

"É estranho pensar, então, como às vezes temos tanta sorte, mas não sabemos reconhecer isso. Pensamos que a felicidade deve vir até nós ao invés de irmos até ela, e às vezes desistimos de sermos felizes antes mesmo de lutar até encontrar a real alegria de nossas vidas."

Leia também:
logoblog