Cheiro de livro novo: O Lago Negro

Título: O Lago Negro
Autora: Juliana Daglio
Páginas: 356
Editora: Arwen
Série: O Lago Negro
Próximo: Submersão

Recebi esse livro através do Book Tour organizado pela autora, do qual estou participando. Fui a última a receber e estava muito, muito ansiosa para finalmente poder ler a história da Verônica. Não sabia o que esperar direito dessa personagem tão enigmática e fiquei muito feliz em ter as minhas expectativas ultrapassadas! 😍

"— Você não é louca. Só tem uma maneira diferente de lidar com as coisas.
— Não gosto dela — concluiu, uma tristeza profunda na voz. — Queria ser normal.
— Ser normal é ridículo. Não gostaria de você se fosse normal."


Verônica Cattani tem 20 anos e passou no vestibular para jornalismo, na Universidade Federal Interiorana, que fica na cidade de Lagoana, no interior de São Paulo. Ela e seu namorado, Enzo, estão ansiosos para aproveitar a liberdade e iniciarem sua vida a dois.
O maior dos desejos de Verônica é poder afastar-se do seu passado e começar realmente uma vida nova. Ela tinha 12 anos quando aconteceu o acidente em que seu pai faleceu, e ela foi resgatada antes que se afogasse. Desde então, traumatizada, ela já tentou suicídio, ficou internada em hospitais psiquiátricos, e até hoje toma remédios para acalmar seus monstros interiores. Uma parte do passado foi apagada de sua memória, e muitos mistérios circundam esses acontecimentos.

"As pessoas acham que eu sou psicótica. Confesso que eu mesma já pensei sobre isso algumas vezes, mas depois me dei conta de que tenho muitas dúvidas na vida para ser louca. Pessoas lúcidas é que vivem de incertezas, os loucos tem certezas demais e por isso vivem em outro mundo."

O ar sombrio da cidade desperta sua imaginação e ela finalmente sente que escreverá o livro que a atormenta há anos: O Lago Negro. A história de uma nefilin que precisará enfrentar uma batalha contra vampiros. Os personagens gritam em sua mente, aparecem em seus sonhos, mas ela nunca conseguiu escrever a história até por os pés em Lagoana.
Durante uma de suas visitas à cidade, onde os moradores odeiam os universitários, ela conhece uma família simpática, embora um tanto assustadora. Os Caprini vivem isolados da população e escondem muito mais segredos do que aparentam. Apesar de amedrontada, também tem a curiosidade despertada por esse casal excêntrico e misterioso, que decide contratá-la para ser babá de sua filha, Lizandra. Mas o mais espantoso nessa história é o lago que ela encontra nos fundos da mansão, negro e vasto, exatamente como o que aparece em seus sonhos e está descrito em seu livro.

"Numa tarde escura e triste ela conheceu o lago negro. Uma porção de águas escuras que se olhadas superficialmente davam a entender que eram um manto de veludo que ondulava sutilmente, mas quando olhadas com intensidade, revelavam uma profundidade hipnótica, eterna, amedrontadora e fascinante.
A garota via sua silhueta refletida na água e pensava na vontade de mergulhar ali e sentir a maciez aveludada na pele, mas ao mesmo tempo julgava que não suportaria afundar tanto. Talvez não voltasse nunca mais."

Diversos acontecimentos parecem querer arruinar a frágil sanidade de Verônica. Seu livro e a vida real começam a se mesclar de uma forma incompreensível, e sem saber o que é real e o que é fantasia, ela sente a necessidade de perscrutar seu passado em busca das respostas, sem imaginar o perigo que está correndo. O surgimento de Liam, um gringo de sorriso cafajeste e piadas irônicas, que parece persegui-la em todos os lugares, só aumenta suas desconfianças e temores. Como será que essa história irá terminar?

"— Você tenta parecer um cara legal, cheio de si, todo certo de ser gostoso e atraente, mas eu consigo ver que no fundo você é igual a mim — falou, agora em um tom calmo e convicto. —  Você está sozinho, Liam. E esse é um tipo de solidão que ninguém no mundo pode preencher. Sei bem como é."

Verônica tem um humor instável e explosivo, se irrita muito fácil e é bastante ciumenta. É uma garota perturbada pelo passado. Era muito próxima do pai e, depois da perda abrupta, nunca mais conseguiu ter uma vida normal. Agora que está na faculdade, tem esperança de que conseguirá superar os fantasmas que a perseguem, com o apoio de Enzo, que está ao seu lado desde o acidente. Enzo é o primeiro e único namorado de Verônica, e ambos aprenderam tudo o que sabem sobre um relacionamento um com o outro. A expectativa para finalmente viverem juntos é alta, mas infelizmente nem tudo ocorre como o planejado. A liberdade adquirida com a universidade é grande e Enzo começa a mostrar um lado que nunca apresentou. Liam é um cara gato e misterioso que esbarra na vida de Verônica. De início, ela o repele, mas depois percebe que ele também tem seus próprios segredos e fantasmas, e o destino se encarrega de fazer os dois se encontrarem mais vezes do que esperam. Durante a leitura, também conhecemos outros personagens marcantes, como Carol, a única amiga que Verônica faz na faculdade; Antonietta, a avó dela, que a criou desde a morte do pai; Carlos Velásquez, o professor que era amigo de seu pai; e Vicente e Katarina Caprini, o misterioso casal para quem trabalha; entre outros. Todos os personagens tem papéis importantes no desenrolar dos sinistros acontecimentos em que a protagonista se envolve.

"(...) Verônica Cattani era a pessoa mais solitária que já encontrei no mundo, mesmo quando estava entre as pessoas. Mesmo quando deitava no peito suado e ofegante de seu namorado perfeito e o ouvia murmurar que a amava; mesmo quando respondia com sua voz amorosa, vazia por dentro, e até mesmo quando o via olhá-la com amor, acreditando que era verdade. Verônica Cattani acreditava amar Enzo Cervantes, por isso fez dele o centro de seu universo. Sem ele, ela era só uma menina louca com cicatrizes de auto mutilação."

A história é narrada em primeira pessoa e o livro é dividido em três partes. A primeira e terceira são pelo ponto de vista da Verônica; a segunda, pelo do Liam. Confesso que gostei mais do ponto de vista dela. A Verônica é uma personagem fácil de se identificar. Mesmo que você não chegue nem perto de passar pelas dificuldades dela, vai se identificar de alguma forma. Mas gostei de poder ter mais acesso à mente do Liam, entender melhor como ele pensa, o que sente e o que esconde.
A Juliana tem uma escrita maravilhosa e muito encantadora, o que fez a leitura ter uma fluidez surpreendente. Eu fiquei totalmente envolvida na história criada, não queria parar de ler. A forma como o suspense e o mistério ficam entremeados com a fantasia, enquanto acompanhamos o que Verônica vai descobrindo e como seu livro vai se desenvolvendo, sem sabermos o quanto de realidade e imaginação tem naquilo tudo, é de tirar o fôlego. Torcemos não só para que dê tudo certo para Verônica, apesar de sabermos que se envolveu em algo muito perigoso, como também para Liriel, a protagonista de seu livro, do qual também há alguns capítulos intercalados durante a leitura. 
O enredo é fantástico e a forma como a autora conduziu a história foi perfeita. Ela conseguiu responder muitas das questões levantadas durante a leitura, mas soube deixar o suficiente de mistério para os próximos volumes. O final me deixou satisfeita, mas também muito ansiosa para poder ler logo Submersão.

"(...) As pessoas no mundo são, em sua grande maioria, um bando de idiotas convencidos de suas verdades inúteis. Poucas pessoas param para pensar no outro, no que ele sente, pensa, ou na forma como enxerga as coisas. Você tem que aprender isso na teoria, pois na prática é como apanhar repetidas vezes de uma mão invisível. Nunca sabe de onde vai vir o tapa."

Sobre a diagramação, achei muito boa. O livro possui páginas amareladas e é bem confortável de ler. Tem detalhes muito lindos, que já percebi serem comuns nos livros da editora, sempre ao iniciar os capítulos. E a capa é belíssima (tenho uma queda por capas com garotas de vestidos longos, escuros e sombrios rs), combinando muito com a história.
Se você já tinha visto esse livro por aí, mas não sabia se deveria ler, aproveite minha dica e leia. Se não conhecia, indico um dos melhores livros nacionais que li esse ano. Tenho certeza de que irá amar e se surpreender, assim como eu!



Veja também: