Cheiro de livro novo: Debaixo das Minhas Asas

Título: Debaixo das Minhas Asas
Autora: Kate Willians
Páginas: 272
Editora: Coerência

Esse é o segundo livro da nossa parceira Kate Willians que leio. O primeiro foi A Fada Madrinha. Debaixo das Minhas Asas foi o primeiro livro escrito pela autora, quando ela tinha apenas 15 anos e sofria de depressão. Foi a forma que ela usou para se fortalecer e vencer a doença. Com o lançamento do livro no ano passado, depois de já ter três livros lançados, fiquei muito curiosa para conhecer essa história de amor que a ajudou tanto.

"— Você não precisar ter medo, Abby. Não precisa ter medo de encarar o novo só por não compreendê-lo."

Abbigail Disilva é um anjo da guarda. Seu protegido é Alex Le Justice, um homem de quem cuida desde que era pequeno. Mas ele é diferente das outras pessoas, pois possui o dom de enxergar os anjos, que normalmente não podem ser vistos quando não querem. Para Alex, Abby era uma amiga, até que ele cresceu e ela não conseguiu resistir ao homem que se tornou. Eles se apaixonaram e iniciaram um relacionamento.

"Era a melhor sensação do mundo, me perder em seus braços. Eu me sentia humana, eu me sentia frágil, e ao mesmo tempo invencível. Ele sabia como me fazer perder a cabeça, ele sempre soube."

No entanto, uma das principais bases de uma relação é a confiança, e como manter um namoro forte se Abby esconde o tempo inteiro sua verdadeira forma de Alex, já que não tem autorização para revelar a existência dos anjos para um humano? Isso acaba desgastando o que os dois construíram com muita dificuldade. Abby é um anjo bastante rebelde e já levou muitas broncas dos seus superiores por quebrar regras importantes. Apesar disso, está disposta a quebrar mais uma pelo amor que sente por Alex.

"— Se fosse tão perfeito assim, não seríamos nós. Não seria nossa história. Coisas perfeitas são entediantes, Abby. E isso nós nunca seremos. — Eu sorri e por um momento nossos olhos apenas permaneceram conectados."

Mas revelar sua verdadeira identidade pode não gerar o efeito desejado. O resultado disso acaba sendo catastrófico e Alex é morto por um anjo vingador, como punição pelo relacionamento proibido dos dois e pela exposição da existência dos anjos. Abby sente-se destroçada, mas ainda pode haver uma chance para o amor vencer. 

"A fragilidade é a pior das fraquezas que um ser pode possuir. Ela te torna vulnerável e te acovarda. Você chega a sentir medo de si mesmo e do que é capaz de sentir."

Alex teve sua vida tirada de forma brusca e precoce, por isso, tem a opção de renascer como um ser celestial. Mas, ao retornar como um anjo, não se lembrará de absolutamente nada de sua vida humana, inclusive do amor que sente por Abby. Um amor que já era extremamente difícil, torna-se impossível. Abby precisará lutar para reconquistar Alex, e Alex sente que precisa descobrir quem era em sua vida anterior. Enquanto os dois batalham atrapalhadamente para conseguirem ficar juntos novamente, alguns segredos da existência de Abby começam a ser desvendados, o que pode acabar levando-os a uma situação muito arriscada.

"— O que é o amor, afinal? Se podemos correr o risco de nunca o encontrarmos ou de o perdemos sem que saibamos."

Abby é um anjo que de anjo não tem nadinha. Ela é impulsiva, teimosa, não gosta de receber ordens e adora contrariá-las. Ela era muito mais humana do que eu poderia imaginar, não só por ter se apaixonado e ter um relacionamento com Alex, mas também por seus desejos por comida (muito bons, por sinal), suas saídas para a balada com a amiga Caroline (que também é um anjo, só para constar) e suas bebedeiras (sim, também me surpreendi muito com essas coisas!). Mas ela também é muito divertida e quer cuidar de quem ama com todas as suas forças. Ela é uma personagem com quem é possível se identificar, apesar de não concordar com várias atitudes dela ao longo do livro, mas era difícil visualizá-la como um anjo. Alex é um tanto confuso. Para mim, ele realmente se perdeu no que queria de verdade. Caroline é uma ótima amiga e também muito divertida, entende Abby como ninguém. Também somos apresentados ao Kyle, um anjo da guarda que é velho conhecido das duas; a Henrique, um homem misterioso, com muitos segredos e que vai balançar o coração da nossa anjinha; e a Miguel, o arcanjo. Esses são os principais personagens, e acompanhamos o ponto de vista de cada um deles ao longo da leitura, sempre em primeira pessoa. Em alguns momentos, eles realmente conversavam com o leitor, o que era bem interessante.

"Quando a vida parecer triste e vazia aos seus olhos, cuidado, talvez você não esteja olhando exatamente para o local correto. Às vezes a vida nos presenteia com coisas belas e profundamente intensas, que nos fazem felizes por estar em sua presença, mas às vezes, tais coisas devam ser e estar livres para exercer seu papel em vida. O de fazer não apenas a sua felicidade, mas a do outro também. (...)"

Os livros da Kate sempre trazem um ponto de vista diferente das histórias que costumamos ver, como estou percebendo. Nesse caso, um relacionamento entre um anjo e um humano, que pode parecer bastante clichê, foi abordado de forma completamente inusitada, o que teve seus pontos positivos e negativos. Estava muito curiosa para saber como seria desenvolvida a história, já que logo no início ocorrem tantos problemas entre o relacionamento dos protagonistas, e fui surpreendida em vários momentos da leitura. A criatividade da autora é inegável e a escrita dela está melhor do que no outro livro que li. No entanto, não conseguia enxergar os anjos que ela criou como anjos de fato. Não podia imaginá-los agindo de tal forma, tendo tais pensamentos e sentimentos e falando tão vulgarmente. Mas no fim das contas, fiquei satisfeita, porque tudo foi explicado. 
Sobre a diagramação, não posso falar sobre o livro físico porque li o e-book, mas adianto que a editora Coerência fez um trabalho lindo. A capa está muito bonita e os detalhes no interior são perfeitos. Cada início e fim de capítulo, cada imagem foi escolhida com cuidado e foram feitos para serem admirados. Ficou realmente muito bom. Os capítulos são curtos, somados com a escrita muito fluída e leve da Kate, o que torna a leitura rápida.
Apesar de algumas coisas durante a leitura não terem sido bem aceitas por mim e eu ter achado que algumas partes mereciam uma explicação melhor, a conclusão foi satisfatória e o livro traz algumas boas reflexões, não apenas sobre o amor, mas também sobre a vida e do porquê de coisas ruins acontecerem. 👼
E você, já leu esse livro?



Confira mais sobre o livro:
Semana Especial #1 - Biografia e livros lançados
Semana Especial #2 - Quotes
Semana Especial #3 - Playlist
Semana Especial #4 - Curiosidades
Semana Especial #5 - TAG
Semana Especial #6 - Personagens

Semana Especial #7 - Entrevista

Sobre a autora:
Parceria
Site