Livros *----* Amor de Redenção


 Amor de Redenção. Francine Rivers. Editora: Verus. Páginas: 460. Esse foi o segundo livro do Clube de Leitura da minha igreja (o primeiro foi "Uma Vida Sem Limites", de Nick Vujicic), então já vou adiantar que é um livro cristão, baseado na história do profeta Oseias, da bíblia.

Angel foi vítima de uma sociedade em colapso, uma criança bastarda que não deveria ter nascido e foi abandonada pelo pai, que tinha outra família para cuidar. Sem o sustento do amante e o abandono de seus pais, sua mãe acabou se entregando a prostituição, e, logo foi a vez de Angel, vendida para esse mundo, sem ter como fugir.

Aos dezoito anos encontra Michael Hosea. Um homem diferente de qualquer outro, honesto e temente a Deus, que tem se guardado puro, esperando pela mulher que Deus escolher para ele. Mas, ele nunca poderia imaginar que essa mulher seria Angel, a prostituta mais cobiçada de Pair-a-Dice, na Inglaterra de 1850. 

Mas Angel não confiava em homem algum, como poderia? Só havia visto abuso e maldade na vida, já ouvira inúmeras declarações de amor e pedidos de casamento em seu trabalho, mas nada nunca havia mudado. Michael terá muito trabalho para cativa-la, mas ele confia em Deus e acredita que em algum momento conseguirá atravessar esse muro que Angel construiu em volta de seu coração.

"Sentiu a resistência dela crescendo. Deus, a palavra feia. Deus, o ser que não tinha sentido na vida dela, exceto como pena para os pecados cometidos, alguns que nem eram dela. Ela acreditava que Deus era ira e que sempre a puniria por ter vivido aquela vida em que fora forçada a entrar por um velho bêbado decadente que não sabia o que estava fazendo. Para ela, Deus era cruel e gostava de provocar sofrimento."

Angel é uma mulher muito amargurada, está tao afundada na podridão da vida que não enxerga uma saída, mesmo que esteja de cara com a liberdade e a todo tempo tenta voltar para o sofrimento. Parece surreal para quem esta vendo de longe, mas a verdade é que ela nunca viu a liberdade e aos seus olhos a esperança e o amor são piores do que a vida que leva, pois ela nunca conheceu realmente nenhum desses e é mais fácil continuar assim do que partir por um caminho desconhecido. Michael lhe oferece as duas coisas a ela e tudo que ela faz é fugir.

Essa história é simplesmente linda, humana, surpreendente, apaixonante. Ela fala sobre pessoas que não conseguem enxergar um proposito para sua vida, de vazio na alma, de preconceito, culpa e de não se sentir merecedora de nada devido aos pecados que carrega. Angel é sempre a primeira a se condenar, mas ela irá se deparar com um Deus bem diferente do que ela sempre imaginou, pois ele lhe oferece um amor incondicional. Não será Michael a salvá-la, de fato, e, sim esse amor, de Deus. ;)

"– O amor purifica, minha amada. Ele não derrota ninguém. Não joga culpas – e a beijou de novo, desejando ter as palavras certas para dizer o que sentia. As palavras nunca lhe bastariam para mostrar à sua amada o que ele queria lhe dizer. 
– Meu amor não é uma arma. É a linha da vida, um salva-vidas. Estenda a mão, agarre-se e não se solte mais."
logoblog