Cheiro de livro novo: A Menina que viu Deus

Título: A Menina que viu Deus
Páginas: 28
Editora: Confraria do Vento
Avaliação: 5/5

Olá leitores! Hoje estou trazendo uma mini resenha de um livro super fofo! Eu já havia tido contato com a escrita do nosso parceiro Henrique Komatsu em Concerto para Quatro Mãos, que é uma obra singular e bastante filosófica. A menina que viu Deus é um livro infantil e foi relançado pela editora Confraria do Vento no mês passado. É bem curtinho e li em alguns minutos.


"Mas as crianças são sempre impacientes porque não é fácil aprender a esperar."


Aleteia é uma menina muito curiosa, característica comum nas crianças. Um dia, fica intrigada sobre quem criou o mundo, e sua avó diz que havia sido Deus. Mas Aleteia conclui que Deus não pode existir, já que ela nunca o viu em lugar nenhum. Sua avó então a leva para um passeio na ilha onde vivem e, enquanto sobem a montanha Tristeza e observam a Alegria durante todo o dia, a avó sabiamente vai ensinando à neta quem é Deus.

"— 'Deus é como a cor do dia' — disse a avó. — 'Nós não enxergamos, mas por causa dela vemos tudo ao nosso redor, porque ela está em todos os lugares, mostrando tudo'."


O livro é bem pequenininho, mas o autor conseguiu transmitir as mensagens através de metáforas de forma encantadora. Aleteia tem uma personalidade típica das crianças, é curiosa, esperta e impaciente. Sua avó é uma mulher sábia, que soube exatamente como mostrar a neta o que ela mais queria ver.

Utilizando as metáforas, Henrique passa pensamentos muito interessantes sobre a alegria e a tristeza, o quanto uma é dependente da outra, e também mostra muito didaticamente o que é a fé e porque não duvidar da existência de Deus.

"(...) porque do alto da Tristeza nós vemos toda a Alegria, mas do alto da Alegria nós só vemos um lado da Tristeza."


O livro é cheio de ilustrações fofas, feitas pelo artista James Kudo, que acompanham a jornada da avó e da neta, contribuindo para inserir o leitor na história.

É uma história muito bonita, ótima para incentivar as crianças a começarem suas leituras, por ser bem leve e rápida. Pode ser que o pequeno leitor não compreenda a profundidade do enredo, mas sem dúvidas ele captará a mensagem mais importante do livro. Então, recomendo! 😄

"(...) porque as crianças sempre querem acreditar nas coisas bonitas, desde que façam algum sentido."


Veja também:
Compre o livro na loja online da editora
Compre o livro no site da Livraria Cultura
Adicione no Skoob
Resenha da Isabela
Resenha de Gangorra
Blog do autor
Siga-o no Google+
logoblog