Cheiro de livro novo: Fallen

Título: Fallen
Autora: Lauren Kate
Páginas: 401
Editora: Galera Record
Série: Fallen
Próximo: Tormenta

Essa foi minha primeira releitura do ano! Foi também o primeiro dos meus livros físicos que peguei para ler (todas as minhas outras leituras foram empréstimos das minhas amigas né Isabela? haha ou foram e-books). Ganhei esse livro, além dos dois próximos da série, em um Top Comentarista do blog Ler para Divertir no ano passado. Eu já li esse e o segundo quando estava no ensino médio, há uns cinco anos, mas sinceramente não lembrava quase nada da história. Decidi reler, já que há previsão de estreia do filme para Setembro (tomara que lance mesmo! Já espero por ele há alguns anos...). E até foi bom não lembrar mais dos acontecimentos, porque tudo era uma surpresa para mim! haha

Lucinda Price tem apenas 17 anos mas já é vista como louca por todos que a rodeiam, incluindo seus pais. Desde criança é perseguida por sombras assustadoras e frias, que somente ela é capaz de ver. Seus pais achavam que ela tinha problemas psicológicos, então passaram a levá-la para sessões psiquiátricas. Ela começou a tomar remédios para as visões e assim percebeu que não poderia contar para ninguém que as sombras continuavam a persegui-la.

"Ninguém sabia sobre as formas sombrias que às vezes via na escuridão. Elas sempre a visitaram. Iam e vinham há tanto tempo que Luce não conseguia nem se lembrar da primeira vez em que as viu."

Até que Luce se envolve em um acidente sério. Quando estava sozinha com um namoradinho da escola, Trevor, um estranho incêndio acontece e ele morre carbonizado. Tudo que Luce lembra é da presença de inúmeras sombras, mas não sabe o que houve de verdade e nem como conseguiu sair ilesa. Todos acreditam que ela foi a culpada e ela própria passa a acreditar nisso. O juiz determina que ela deve ser internada na Sword & Cross, um reformatório para jovens delinquentes.

"Tudo que posso dizer é isso: a única maneira de sobreviver à eternidade é poder apreciar cada momento."

A escola é como uma prisão. Ela não recebe visitas, não pode voltar para casa nos finais de semana, não pode nem mesmo ter um celular para falar com seus pais e sua melhor amiga, Callie. Sente-se muito solitária e tudo parece piorar, mas surgem as amizades. Primeiro, ela conhece Cam, um rapaz lindo, perigoso e com intensos olhos verdes. Ele logo joga seu charme e Luce sente-se abalada com a atenção dedicada a ela. Também conhece Ariane, uma garota doidinha mas muito divertida. E conhece Penn, a única que parece ser normal naquele lugar, a única com quem consegue se identificar e em quem pode confiar.

"— A confiança é uma negligência, na melhor das hipóteses. Na pior, é uma boa maneira de acabar morta."

Mas nem tudo é simples na Sword & Cross. Além das aulas insuportáveis e dos alunos desequilibrados, há Daniel. Ele é um rapaz lindo, por quem Luce se sente instantaneamente atraída, como se já o conhecesse antes e existisse algum tipo de ligação entre os dois. Apesar da sensação estar sempre com ela, Daniel faz de tudo para mantê-la distante, o que só a deixa mais confusa e paranoica. Com a ajuda de Penn, ela descobre que há mais mistérios nessa história do que consegue enxergar. Enquanto isso, sente-se dividida entre a atração inexplicável por Daniel e o carisma e carinho que recebe de Cam.

"Luce não queria fazer joguinhos, ela só queria estar com ele. Mas não fazia ideia do porquê. Ou de como fazer isso. Ou, na verdade, o que estar com ele realmente significava. Tudo que sabia era que, apesar de tudo, era nele que ela pensava. Com ele que se importava."

Esse livro é repleto de clichês, ao mesmo tempo em que traz uma nova ideia para os romances sobrenaturais adolescentes que estavam muito na moda uns anos atrás. Todos já devem saber que Daniel não é humano, e provavelmente já sabem o que ele é, mas não vou ser eu que vou contar caso alguém ainda não saiba do que se trata essa história. Luce é uma garota que já passou por muitas coisas, nessa vida e em outras, mas apenas Daniel sabe toda a verdade. Ela pode não compreender ainda, mas no fundo sabe que há algo incrível em tudo o que sente.
Apesar de ter achado um pouco estranha a forma como Luce fica completamente fixada no garoto desde a primeira vez em que o vê (tenho problemas com amor à primeira vista), nesse caso é aceitável, já que eles compartilham um passado muito forte. Mas essa história de "não podemos ficar juntos, mas não consigo ficar longe de você" é um tanto irritante e muuuito clichê. Além do outro cara, Cam, que fica tentando conquistar Luce e afastá-la de seu verdadeiro amor. Triângulo amoroso = clichê, clichê, clichê! rsrs

"Depositar tanta esperança no poder do amor verdadeiro — que ela achava estar apenas começando a conhecer — seria ingenuidade?"

A narrativa é em terceira pessoa, mas ficamos por dentro dos pensamentos de Luce o tempo inteiro. Sabemos seus sentimentos, sensações e ideias. Apesar de ter um número considerável de páginas, o livro é rápido e agradável de ler, os capítulos são grandes mas a leitura flui bem. A organização ficou muito boa e a editora caprichou na diagramação. Outra coisa que preciso destacar é essa capa, que acho linda demais e não canso de ficar admirando desde a primeira vez que vi o livro.
Por fim, apesar de considerar o enredo bastante clichê, a autora traz uma mitologia muito interessante para os leitores. Como amante de literatura fantástica, digo que o livro é muito bom. O romance é o foco principal, mas a história por trás de tudo é bem legal, tem um pouco de mistério e drama, e uma levíssima pitada de ação, que torna tudo mais envolvente. Recomendo se você não tiver preconceito com esse tipo de história. ;)