Livros *----* Flor de Cerejeira

Flor de Cerejeira. 
Autora: Alana Gabriela.  
Páginas: 315.
 Editora: Amazon.

 A Alana Gabriela é parceira do blog e esse é o primeiro livro dela que eu leio, a Priscila já resenhou um outro livro dela aqui no blog, Efeito Dominó. Mas enquanto Efeito Dominó é um livro de investigação, Flor de Cerejeira nos presenteia com um lindo romance. 

A vida de Yoko muda radicalmente quando seu pai, dirigindo embriagado, atropela um pai de família e foge sem prestar socorro, causando a morte do homem. As coisa já não estavam indo bem, seu pai havia perdido o emprego e não estava conseguindo arrumar outro, foi quando começou a beber. Então, no dia do aniversário de Yoko, ele foi sentenciado a cinco anos de prisão.
"Não tem como voltar atrás mais. É como uma página e uma caneta. Assim que você risca fica ali para sempre, mesmo com o corretivo que passa por cima para tentar tapear o rabisco, ele continua lá, imutável, escondido."

Depois disso, tudo só foi piorando, seus amigos a deixaram, os vizinhos sempre passam longe com olhar de censura ou pena e Yoko que era uma menina alegre e popular se tornou a esquisita, filha do assassino. Além disso, ela se tornou alvo de diversas brincadeiras de mal gosto, feitas por suas antigas amigas e pelo filho da vitima, Michael. Ele aproveita todas as oportunidades para se vingar, inclusive juntou uma gangue para espancá-la na rua em uma ocasião. Ela precisou ir para o hospital por causa disso e ainda tem pesadelos com o ocorrido. Além disso, Yoko precisa lidar com todos os sentimentos que tem dentro de si, a raiva do pai, a vergonhas das agressões de Michael, a culpa por seu pai ter matado o provedor de uma família...

"[...] as pessoas tem uma maneira estranha de tratar o medo, de como combatê-lo, e é humilhando os outros."

E foi assim que ela acabou se tornando dupla de Aidan no trabalho de geometria. Ele é ignorado pelos demais alunos desde que descobriu que estava sendo traído pela namorada e arrebentou com seu rival e mais dois que vieram defendê-lo. O ocorrido o fez ser fichado e agora ele precisa se manter longe de confusão, mas ninguém parece muito interessado em arrumar briga com ele depois que o viram em ação. Pelo menos o deixam em paz. Por serem os únicos sem companhia, os dois acabam, naturalmente sendo juntados pela professora. Mas o que deveria ser apenas um trabalho de geometria acabou por unir os dois. Yoko e Aidan encontraram um no outro a paz de poderem ser eles mesmos, sem julgamentos ou olhares de pena e censura. Foi difícil deixar suas feridas expostas e confiar após tantas decepções, mas essa é a unica forma de encontrar a cura. Afinal, feridas abafadas podem se fechar e parecer bem superficialmente quando na verdade podem não ter cicatrizaram por dentro.

"As dificuldades são como as montanhas. Elas só se aplainam quando avançamos sobre elas, Aidan. Até a jornada de mil milhas começa com um pequeno passo."

Yoko é uma personagem muito fofa e sensível, ela sempre vê o melhor nas pessoas. Já Aidan é um pouco mais frio e esquentadinho, ele parece ter criado uma casca grossa em volta de si mesmo para se proteger e não costuma deixar as pessoas se aproximarem com muita facilidade. O livro é lindo, eu já disse isso não é mesmo?! Mas ele é lindo mesmo. Eu terminei o livro encantada, A Alana escreve muito bem e ela conseguiu abordar temas seríssimos como: violência contra mulher, bullying, direção alcoolizada, famílias desestruturadas; tudo de forma adulta e reflexiva, sem deixar a leitura pesada. E, mas do que isso, ele trouxe diferentes pontos de vista sobre esses assuntos. Foi a primeira vez que vi alguém trazer o ponto de vista da "família do assassino" dessa forma que ela fez. Recomendo muito o leitura do livro e estou ansiosa para conhecer as outras obras de Alana Gabriela.

"-Você é um leitor muito ávido, hein? Nunca imaginei isso.
-Não é tão difícil de acreditar. E ser um leitor ávido não deveria ser surpresa para ninguém. Todo mundo deveria ler. Muito" 



Não consegui terminar essa resenha de outra forma, precisei trazer algumas flores de cerejeiras pra vocês! 🌸🌷🍀💛
logoblog