Li até a página 33 e... #12 O Mestre das Cordas


Olá galera! O Philippe Alencar é nosso novo parceiro e ele entrou em contato com a gente para postarmos nossas Primeiras Impressões sobre a amostra do livro dele, O Mestre das Cordas, que será lançado em Junho/Julho pela Editora Arwen. Então, nada melhor do que responder às perguntas dessa TAG para explicar melhor o que estou achando da história.

Arte oficial
Primeira frase da página 33:
"Pôde ver até uma pequena vila que ele nem sabia que existia, escondida entre pequenas matas."

Do que se trata o livro?

A história se passa em Arkandur, que é formada por três reinos: Tenemus, Dragoria e Asakura. Os magos costumavam ser admirados e viviam em paz com a população que não era capaz de controlar a mana. Até que começaram a acontecer rituais de magia negra, e sem saber a quem responsabilizar, os reis decidiram banir a prática da magia. Os magos passaram a ser caçados e os que sobreviveram foram obrigados a viver escondidos. Barton, o bardo; Irvin, o druida; e Aldesfer, o mago do fogo, são alguns desses sobreviventes. E talvez eles possam descobrir quem foi o causador de toda essa confusão e reverter a situação, para que a magia possa voltar a ser livre nos reinos. Mas tudo indica que para isso terão que enfrentar diversos perigos e criaturas muito poderosas.

O que está achando até agora?
A história parece ótima! Só pela sinopse já me senti animada para ler. Por terem sido poucas páginas, ainda estou bem perdida no mundo que o autor criou e ainda estou começando a compreender o que está acontecendo. A escrita do autor é muito boa e consegui visualizar bem os cenários que ele descrevia. Sei que ainda tenho muitas coisas para descobrir. rs 

O que está achando da personagem principal?
Essa pergunta é um pouco difícil. Fui apresentada à diversos personagens, e Barton foi o último deles. Ainda não sei muito sobre ele, mas parece ser um personagem atormentado por acontecimentos passados e descrente de que o futuro será melhor. Apesar disso, ainda é relativamente jovem para um mago e é admirado por seus amigos, portanto deve ser bem poderoso, e seu poder vem da música, então estou bem curiosa para vê-lo em ação.  

Melhor quote até agora:


"— A vida é uma melodia, lembra? — o mago do fogo tentou acender uma chama de motivação e coragem no coração do bardo. — Lembro-me de uma vez em que você tentou me explicar que até mesmo uma nota triste como um Lá menor podia fazer parte de uma bela música. (...) — É hora de tocar o próximo acorde. A música segue, mas sem o instrumentista não podemos fazer nada. Sem o bardo... não há melodia — concluiu Aldesfer, fitando o amigo."

Vai continuar lendo?
Com certeza! Eu só estou começando a compreender esse mundo novo e o que esses três amigos estão querendo fazer... Ainda tenho muito o que saber sobre essa história de fantasia e espero que ela atinja minhas expectativas. =D Não vejo a hora de divulgarem a capa do livro também, estou super curiosa!

Última frase da página:
"Satisfeito em, pelo menos por um instante, tornar-se o vento nos céus."

Sinopse: As terras de Arkandur formam o último continente — o único lugar onde a humanidade perseverou e vive em paz com os sábios conhecidos como magos. No entanto, tudo muda quando rituais necromânticos começam a espalhar caos e horror pelos três grandes reinos. Os reis, receosos e pressionados por seus conselheiros, decidem assinar a lei que proíbe permanentemente a prática de magia. Os magos passam a ser caçados não somente pelas tropas reais, mas também pela sombria cavalaria da Justiça Armada Noturna, cujas espadas são tão gélidas quanto suas almas. 
Mas, dentre os poucos sobreviventes, surge Barton: um bardo capaz de tornar os sons do mundo em sua fonte de magia. Atormentado após presenciar o assassinato da esposa em um lago sem fim, o bardo vê um novo destino à sua frente quando um velho amigo o recruta para uma perigosa jornada, e juntos partem em busca da verdade por trás da sombra nefasta que devora o mundo. Atendendo ao chamado, o músico compreende a vida como uma melodia, cabendo a ele regê-la. Porém, inúmeros segredos estão guardados ao longo das escalas musicais que ele terá de desvendar, onde cada nota poderá surgir como um aliado... ou um algoz.
Uma canção em que deuses e demônios ditam as regras, e humanos e magos clamam para si o direito de reescrevê-las.

Veja também:  

Parceria com o autor
Facebook do autor
Fan page do livro
logoblog