Pare e Pense #2 Laços do Espírito


O objetivo dessa coluna é conversar um pouco mais sobre as problemáticas abordadas em livros, porque acredito que os autores não as colocam lá apenas para dar movimento ou ação às suas histórias, mas para nos fazerem refletir e talvez até agir de alguma forma. Queria instigá-los a pensar, mas sem nos prendermos apenas aos problemas. Quero que possa ser mais do que isso, desafiá-los a pensar em possíveis soluções. Se quiser copiar dê os créditos.
*Atenção pode conter spoiler. Laços do Espírito é o #5 livro da série Academia de Vanpiros.

Os dhampirs são uma raça de meio vampiros, que tem características marcantes de força e resistência. eles são responsáveis por lutar e proteger os moroi, mas ultimamente o numero de dhampirs tem sido bem menor que o numero de moroi, e normalmente apenas a realeza acaba recebendo a proteção dos guardiões dhampirs. Pra resolver esse problema, muitas pessoas sugeriram que os dhampirs se formassem mais cedo, aos 16 anos e já pudessem lutar e exercer suas funções.

"-De fato, eles são tão excelentes, que vão treinar seus alunos para estarem prontos para nos defenderem mais cedo. Ficaremos mais seguros às tragédias que recentemente ocorreram.”
Isso se tornou uma grande polemica no mundo vampiro, junto com a possibilidade de que os próprios moroi começassem a aprender a lutar para defenderem a si mesmos. Mas sempre que lia sobre essa situação no livro me lembrava da redução da maioridade penal, que esta muito mais perto da nossa realidade e também tem causado muita polemica. Talvez você olhe e diga: "Ah, mas isso não tem nada a ver com o livro". Mas acho que tem sim e espero conseguir mostrar isso. Porém, mesmo que vocês continuem achando que não, pelo menos poderemos discutir sobre um assunto sério e muito importante para a nossa sociedade.

 A abordagem do livro é um pouco diferente, nesse caso, os jovens dhampirs são os "policiais" do mundo vampiro, e a mudança na idade, diminuiria o treinamento deles e os exporia mais cedo ao perigo. Mas, o mais angustiante era ver a forma como alguns moroi falavam deles, com uma banalidade, como se fossem sua propriedade para arriscar a vida por eles sem se importar com a vida dos próprios dhampirs. E as vezes vejo as pessoas falando dos menores de um jeito parecido, que eles são bandidos mesmo e tem que ser presos, porque já tem vagabundo demais na rua. Eles são bandidos? São. Tem que ser presos? Tem. Mas será que só isso vai resolver o problema? 
“-É uma diferença de apenas dois anos,- disse o príncipe de Tarus. -Não é como se estivéssemos mandando garotinhos de 10 anos.”

“-O decreto onde o pessoal da realeza acha que mandar dhampirs de dezesseis anos lutar com Strigoi é a mesma coisa que mandar eles com dezoito,- eu disse. Eu dei outra mordida."

“Isso é loucura,” ele disse. “Deixando de lado a moralidade, eles não estão prontos tão cedo. É suicídio.”
Eu ainda não tenho uma opinião totalmente formada a respeito disso, mas tenho certeza que reduzir a idade penal não será a solução para o problema da aliciação de menores no crime, que provavelmente só irá recrutar crianças ainda mais jovens. Mas também acredito que o sistema que temos hoje no Brasil não pode continuar, tanto a simples liberação de adolescentes infratores, quanto a realidade penal de adultos. Que ficam, muitas vezes, amontoados em prisões, sem nenhum tipo de preocupação para serem reintroduzidos na sociedade. E, saem de lá, até piores do que entraram, sem nenhuma perspectiva de vida diferente da anterior.

 Infelizmente, a melhor solução para esse problema não é algo rápido e fácil e reduzir a maioridade penal é algo simplesmente paliativo. Precisamos de grandes mudanças estruturais na nossa organização social, nossa educação infantil e penitenciaria e no nosso modo de olhar as pessoas, porque as vezes a vida não dá nenhuma oportunidade e essa foi a única vida que essas pessoas conheceram. Entendo que deve ser dada uma punição e concordo, mas algo além de uma prisão, precisamos mostrar a essas pessoas que existem opções de vida digna que elas podem alcançar, para que quando elas cumprirem suas pena, não retornem para o mundo do crime.

Temos que pensar além, no futuro, antes que seja tarde demais. Seja através de um trabalho social com as famílias, com a poio psicológico e cultural, com cursos de especialização para pais e adolescentes, com incentivos ao esportes e a musica. E, principalmente em educação. São muitas mudanças, eu sei, mas elas não podem esperar...
A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo. (Nelson Mandela)
Eu acredito nisso! ;)
E então, concordam? Acham que não tem nada a ver? Acham que há alguma solução que nos podemos fazer para esse problema? Acham que a maioridade penal deve ser reduzida? Comentem people!

Leiam os livros! Essa série é maravilhosa!
Aura Negra- Academia de Vampiros #2 (Resenha aqui)
Tocada pelas Sombras - Academia de Vampiros #3 (Resenha aqui)
Promessa de Sangue - Academia de Vampiros #4 (Resenha aqui)
Laços do Espírito - Academia de Vampiros #5 (Resenha aqui)
O Último Sacrifício- Academia de Vampiros #6 (Resenha aqui)
logoblog