Livros *----* A Menina que Fazia Nevar




A Menina que Fazia Nevar. Autora: Grace McCleen. Editora: Paralela. Páginas: 312. Eu estava com muita expectativa para ler esse livro, o peguei para ler em busca de uma leitura leve e que me fizesse refletir. Já tinha visto várias resenhas positivas, que prometiam uma história repleta de fé, pureza, perseverança, que trata de questões como bulling, problemas de relacionamento e religião. Então, comecei minha leitura.

O livro é narrado por Judith McPherson, uma menina de 10 anos de idade, muito curiosa, ingenua, criativa, paciente, que não reclama de nada. Ela mora com o pai, sua mãe faleceu quando lhe deu a luz. Na verdade, eles ainda não superaram a morte da mãe. A menina se sente culpada e o pai não consegue suprir as necessidades afetivas da menina, ficando sempre um pouco distante, o que faz com que ela não se sinta amada por ele. Eles não são pobres mas também não levam uma vida cheia de regalias, o pai dela é um empregado da fábrica da cidade. Suas vidas são ditadas pela religião, vão aos Encontros nos finais de semana e frequentemente saem para bater nas portas das pessoas e lhes alertarem acerca do fim dos tempos, onde tudo seria perfeito novamente.

"Não tinha muita gente com quem conversar, além do Pai, então comecei a falar com Deus. Sempre achei que era só uma questão de tempo até Ele responder. Pensava nisso como uma chamada telefônica de longa distância. A linha era ruim, havia passarinhos sentados em cima dela, caía uma tempestade, então eu não conseguia entender o que a outra pessoa estava dizendo, mas nunca duvidei de que, no fim, iria ouvir. Aí um dia os pássaros saíram voando, a chuva parou e eu ouvi."

Apesar do livro não citar uma religião especifica, pelas descrições que Judith fez, eu acredito que eles fossem Testemunhas de Jeová. Pois assim como os personagens principais, os TJ's são conhecidos por baterem nas portas das pessoas para levar a revista "Despertai!", além do seu amplo conhecimento acerca da Bíblia. Eles não comemorarem o Natal, nem aniversários e são contra transfusões de sangue, apesar de não terem restrições contra bebidas alcoólicas. Sei disso porque meu avô já frequentou essa religião durante um momento da vida dele...

Por causa dessas coisas, Judith sofria muito bulling na escola e seu pai estava sendo perseguido no trabalho por ser contra a greve da fábrica. Até que, pensando em uma maneira de resolver seus problemas, ela começou a fazer neve na sua maquete de mundo feita de sucata, no seu quarto, onde ela gostava de brincar e contar histórias. E, surpreendentemente, a segunda feira, amanheceu branca, a neve cobria toda a cidade. Esse foi o primeiro milagre de Judith McPherson. Assim, ela também começou também a conversar com Deus,que era como uma voz em sua cabeça e algumas vezes a fazia se sentir bem e em outras a acusava fazendo com que ela se sentisse incapaz e culpada.

“A fé é igual à imaginação. Ela vê coisa onde não há nada, dá um salto e de repente você está voando.”

Eu me decepcionei com esse livro e acredito que não foi apenas por estar com muitas expectativas, porque eu terminei o livro totalmente revoltada com o final! O que foi aquilo? Bem, a menina realmente nos deu um grande exemplo de fé e perseverança. Sem contar, que os TJ's mostraram mais uma vez como são dedicados com o estudo da palavra, eu acho isso um grande exemplo também, dando de lavada em muita gente que se diz pertencer a uma religião quando não conhece nem os mandamentos principais da mesma. Mas olhando como meus críticos olhos cristãos, vi uma imagem completamente distorcida da figura de Deus. Judith conheceu um Deus que a incentivou a se vingar de Neil, quando isso é completamente anti-cristão. Ela ficou com um peso terrível sobre as suas costas, e ficou completamente sozinha. Eu ainda fiquei com dúvidas se aquela voz, na verdade, não era fruto de algum distúrbio psicológico e no final fosse descobrir que a menina estava doente.

Eu não gosto de dar menos de 3 estrelas para um livro, porque sempre penso em como o escritor deve ter tido trabalho e gostado do resultado final. Mas eu fiquei tão revoltada com esse livro que vou dar apenas 2 estrelas, me desculpe Grace, mas não dá pra agradar todo mundo, não é mesmo?! Resenhar um livro que a gente não curte muito, sempre é difícil, porque não é legal desencorajar as pessoas a lerem... Essa foi apenas a minha opinião, se você quer lê-lo, leia, você pode ter uma impressão completamente diferente da minha. 

Booktrailer 
logoblog

37 comentários:

  1. Ai sempre quis ler esse livro! Mas agora me desanimei ): kkkk Vou deixar ele na lista de espera mais um bommm tempo, um dia, quem sabe eu leio ele! rs

    Beijão
    bloglostinwords.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs bem eh aquilo, vc vai encontrar mtas resenhas positivas na net tb.. XD Acho q oq mais me frustou mesmo foi o final

      Excluir
    2. Acho que cada um tem sua opinião, é bom ler resenhas para estar mais preparado, mas isso não deve te impedir de ler um livro :)

      Excluir
    3. É sempre bom procurar outras opiniões, ainda mais se você já queria ler XD

      Excluir
  2. Oie!

    Ohh, eu queria tanto ler este livro mas não sabia o crto o que iria encontrar. Sua resenha me mostrou algo totalmente diferente do que eu esperava. Nossa, nunca imaginei que este fosse o tema deste livro.
    Tenho o livro em e-book para ler, mas vou esperar um pouco agora.

    Beijos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira vez que eu vi também não imaginava, acho que a capa passa uma mensagem bem diferente.

      Excluir
    2. Eu também imagina algo completamente diferente antes de ler a resenha.

      Excluir
    3. Parece um daqueles romances fofos, né?

      Excluir
  3. Oie :)

    Nossa eu estou cada dia mais sem vontade de ler esse livro, pelo jeito já percebi que ele não combina comigo, beijos !

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/ ( comenta lá )

    ResponderExcluir
  4. Aah, eu sempre achei esse livro lindo e fofo!! Conhecendo a sua resenha, fiquei com uma vontade imensa de tê-lo e lê-lo!! hahaha

    Vou procurar urgente!! Parabens pela resenha, amei *-*

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs que bom, ainda bem que não desanimei td mundo =O

      Excluir
    2. hahaha o Adriano foi o único.

      Excluir
    3. Oxi, que bom que alguém ainda quer ler, já estava ficando com dó da autora rsrs

      Excluir
  5. Eu nunca me animei muito para ler esse livro, apesar de todos os elogios que já ouvi. E saber que o final te revoltou tanto assim não me faz mudar de ideia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também. É bom saber que a meu "pre conceito" com o livro não estava errado.

      Excluir
    2. Sim, eu também fico feliz. Assim sei que não acabei perdendo um livro ótimo pq a sinopse não me animou.

      Excluir
  6. Oi flor!

    Uma pena voce nao ter curtido a leitura, é uma pena quando a gente se decepciona ne? Eu nao tinha escutado falar do livro, mas nao me parece o meu estilo, e depois de todos os pontos que voce ressaltou, nao me animei a ler nao!

    Beijokas
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena mesmo se decepcionar com o livro, principalmente quando criamos tantas expectativas.

      Excluir
  7. Nunca tinha me interessado muito por esse livro, agora menos ainda haha! O fato de "Deus" ter incentivado ela a se vingar, já me desmotivou. Não consigo ler uma coisa na qual não acredito (quando essa coisa influencia o rumo da história).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uhum acho que foi um pouco por isso que também não gostei muito da história, até pq no final eu me senti completamente traída por esse "Deus". Acho que a autora quis fazer uma crítica à religião, q religião demais tb pode ser ruim, mas.. eu não acredito que seja beeem assim... x.x

      Excluir
    2. É, eu sempre fico meio que com um é atrás como livros que envolvem religião por causa disso.

      Excluir
    3. Eu também, por isso nem leio livros do gênero!

      Excluir
    4. Eu ainda leio, mas a maioria até agora só me decepcionou.

      Excluir
    5. Eu não teria sua paciência, se eu leio um segundo livro do gênero que não gosto já desisto!

      Excluir
  8. aiai ... eu me encantei pelo titulo e pela capa, antes mesmo de ler a sinopse... não sabia que era voltado para religião por assim dizer. Mesmo vc dizendo que não gostou eu gostaria de ler, não vai ser tao logo depois dessa rss mas eu vou sim, pq apesar de tudo q li da sua resenha, o livro anda me encanta pela leveza da historia e como vc mesmo disse eu posso ter um visão mto diferente da sua, alias quando pessoas dizes q não gostam de tal livro ai é que quero tirar a prova entende??

    bjn!!
    Quando ler te aviso pra vc ler a minha resenha haahh

    visita meu blog pra ver as novas??

    Último post do blog – Tag sobre Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. isso aew, quando eu qro msm ler um livro também não costumo desanimar com resenhas negativas ;) bjo

      Excluir
    2. Eu também achei o título e a capa lindos, uma pena que o enredo não me interessou tanto assim :(

      Excluir
    3. A capa é linda mesma, e o titulo também!

      Excluir
    4. Queria saber se os itens da capa tem todos relação com o livro.

      Excluir
  9. Uma amiga minha também comentou comigo que era um poouco entediante, portanto as chances de eu ler um livro desses é quase nula (e eu também não gostei muito da sinopse não me chamou a atenção)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não gostei muito da sinopse!

      Excluir
    2. Chances nulas de eu ler também, livro entendiante não dá mesmo...

      Excluir
    3. Sim, a chance de eu largar ele no canto nas primeiras 100 páginas é grande.

      Excluir
  10. Achei que o livro fosse me encantar,mas né,só achei mesmo.
    :c

    http://dienyladyy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Nunca ouvi falar desse livro antes de ver sua resenha.
    Não me interessei nem um pouco pelo livro. História que envolve religião não me agradam muito. E não gostei de alguns pontos apresentados. Deus incentivando a vingança? Achei bem estranho.
    Achei legal conhecer o livro mas não tenho interesse em lê-lo.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei estranho isso da vingança, mas acho que a autora deve ter algum pretexto para isso.

      Excluir