Cheiro de livro novo: O Beijo das Sombras

Título: O Beijo das Sombas
Autora: Richelle Mead
Páginas: 319
Editora: Nova Fronteira
Série: Academia de Vampiros #1
Próximo: Aura Negra
Avaliação: 5/5

Esse livro foi uma releitura que já estava querendo fazer há algum tempo. Eu o li pela primeira vez há muitos anos, quando ainda estava na escola, mas não tive a oportunidade de continuar com a série. Até que comprei o box na Black Friday uns anos atrás e, depois de muita insistência da Isabela (vocês já devem tê-la visto elogiando e recomendando essa série mais de uma vez por aqui), resolvi voltar a lê-la e estou disposta a terminá-la dessa vez (2018 está aí para isso haha).

"As maiores e mais poderosas revoluções frequentemente começam em silêncio, escondidas nas sombras. — Ele olhou nos meus olhos. — Lembre-se disso."


Rose Hathaway é uma dampira — uma criatura híbrida de humanos e vampiros. Com isso, ela tem muitas habilidades herdadas dos vampiros, como velocidade, agilidade e resistência, além de vantagens humanas, como não ser incomodada pelo sol. Essas características fazem com que os dampiros tenham um importante papel na sociedade vampiresca: eles são treinados desde pequenos para tornarem-se guardiões dos Moroi.

Os Moroi são vampiros, mas não são perigosos e terríveis como dito nas lendas que conhecemos. Eles são capazes de controlar magia, manipulando os elementos, mas suas habilidades nunca são usadas para ataque. E eles não são imortais, são apenas uma espécie diferente e que se alimenta de sangue. Sua sociedade é governada por uma rainha e é dividida em diversas famílias da realeza. Lissa Dragomir, a melhor amiga de Rose, é a única de sua linhagem. Rose sonha com o dia em que se tornará guardiã da princesa.

"Sempre fora assim entre nós. Eu era a que agia, que fazia as coisas acontecerem — às vezes, precipitadamente. Ela era a mais racional, a que planejava as coisas e as pesquisava exaustivamente antes de agir. Ambos os estilos tinham as suas vantagens (...)"

Mas, sendo vampiros, por que precisariam de guardiões? O que poderia ser perigoso para essas criaturas? Os Strigoi. Eles são o que podemos considerar os vampiros da mitologia. São criaturas das trevas, perigosos, imortais e com uma enorme sede de sangue. Eles precisam do sangue Moroi para manterem sua condição física, o que tem reduzido cada vez mais a quantidade de Moroi pelo mundo, deixando sua sociedade assustada.

"— É, bem, todos nós temos que fazer coisas das quais não gostamos. É a vida."

Lissa e Rose estudam na escola São Vladimir. Pressentindo que algo ruim está para acontecer, elas decidem deixar a escola para viverem escondidas no mundo humano. Por dois anos, elas conseguem ficar a salvo e não serem encontradas. Até que a escola decide enviar um grupo bastante experiente de guardiões para buscá-las, e dessa vez elas não conseguem escapar.

"— As pessoas mudam. Nós estamos sempre mudando, não estamos? Você não é a mesma de quando fugiu. Eu não sou a mesma desde aquela época."

De volta à São Vladimir, Rose e Lissa terão muito o que fazer. Novamente precisarão encaixar-se na hierarquia social do lugar, sem revelar o motivo que as fez fugir; deverão recuperar os anos de matérias que perderam, compreender os estranhos poderes de Lissa e o misterioso laço que as une; e precisarão, mais uma vez, enfrentar o perigo que nunca as deixou livre.

"Você não devia ter que sofrer por minha causa. Você não devia estar sempre tomando conta de mim. E no entanto é o que você faz. Você me tirou daqui. Você cuidou de tudo quando nós estávamos sozinhas. Desde que nós voltamos... foi sempre você quem fez todo o trabalho. Toda vez que eu entro em crise, como ontem à noite, você está sempre lá. Quanto a mim, eu sou fraca. Não sou como você."


Eu realmente havia esquecido o quanto esse livro era maravilhoso! Eu o devorei em poucos dias, apesar de ter que me dedicar ao estudo, porque não conseguia parar de pensar na história, nem parava de ler quando começava. E isso porque eu sabia todos os pontos altos do livro, já que eu ainda lembrava a resposta de todos os mistérios, mas eu queria ler desesperadamente até que chegassem as conclusões que eu já sabia que chegariam. haha

Lissa e Rose são amigas inseparáveis. São aquele tipo de melhores amigas que todo mundo deveria ter. Aquela amizade com que você pode contar para qualquer coisa, para salvar sua vida se necessário, e que, quando você lê, te faz refletir se você também tem alguém que seria capaz de fazer por você o que uma faz pela outra, e vice-versa (e eu fiquei muito feliz ao constatar que eu tenho alguém assim 💖). Mas a amizade delas é ainda mais especial do que qualquer uma, por causa da ligação que elas têm. Ninguém sabe o por quê disso, mas Rose consegue sentir as emoções da amiga, o que a ajuda a estar sempre por perto quando Lissa precisa dela. Em alguns momentos, as duas podem parecer apenas adolescentes fúteis, mas conforme vamos conhecendo-as melhor, percebemos que elas são muito mais maduras do que parecem, e que não sabem exatamente como se encaixar nesse mundo, sem ter ninguém para confiar além de uma a outra.

Existem alguns outros personagens que são importantes para o desenvolvimento da trama e a apresentação deles no livro não deixa nada a desejar. Dimitri, o guardião maravilhoso que passa a dar aulas particulares à Rose; Christian, um Moroi sombrio e ignorado pelos outros da realeza; Natalie, a nova colega de quarto de Lissa; entre vários outros que não vou ficar listando. Cada um tem um papel, e autora soube inseri-los bem.

"As pessoas não podem tratar as outras como elas querem e bem entendem (...)"

Richelle criou um mundo de vampiros completamente novo. O que eles são, a sociedade que construíram, tudo é bastante inovador. Em uma época em que livros de vampiros estavam na moda, ela foi original e gerou uma história interessante, bem escrita e surpreendente. Um enredo com muita fantasia, com romance (não pode faltar, né? rs), com aventura, ação e drama, tudo que é necessário para prender a atenção e conquistar diversos leitores.

É interessante como a autora abordou, de modo sutil, no meio disso tudo, assuntos importantes para a adolescência. Além de amizade e romance, ela trata de depressão, pressão social e familiar, bullying, abuso, entre outros. Quando li pela primeira vez, não notei o quanto a escrita era profunda, mas agora, com uma visão mais crítica, percebi que é um livro muito rico de temas, tudo entremeado pela fantasia, mas que pode ser trazido para a vida real.

A narrativa é em primeira pessoa, apenas pelo ponto de vista de Rose. A diagramação está ótima, contribuindo para a leitura fluida, as fontes são confortáveis e as páginas amareladas. Não lembro de ter notado erros de revisão. Não gosto muito dessa capa, com um rosto enorme representando a Rose, preferia a antiga, sem nenhuma modelo.

Essa foi uma ótima leitura e agora estou ansiosa para poder pegar logo o segundo da série e dar continuidade a essa história. Se você gosta de fantasias e está em busca de um romance com vampiros que foge do clichê, aceite minha recomendação e dê uma chance a essa série. Agora me juntarei à Isabela e seremos duas recomendando essa leitura. haha

logoblog