Filme X Livro: Se Eu Ficar

Se Eu Ficar
Duração: 106 min X Páginas: 185/224
Direção: R. J. Cutler X Autora: Gayle Forman
Estúdio: Warner Bros X Editora: Rocco/Novo Conceito
Gênero: Drama
Classificação: 12 anos
Elenco: Chloë Grace Moretz (Mia), Jamie Blackley (Adam), Liana Liberato (Kim), Mireille Enos (Kat - mãe), Joshua Leonard (Denny - pai)
Lançamento: 04/09/2014
ATENÇÃO: Contém spoiler do livro e do filme!

Sinopse: Mia Hall é uma prodigiosa musicista que vive a dúvida de ter que decidir entre a dedicação integral à carreira na famosa escola Julliard e aquele que tem tudo para ser o grande amor de sua vida, Adam. Após sofrer um grave acidente de carro, a jovem perde a família e fica à beira da morte. Em coma, ela reflete sobre o passado e sobre o futuro que pode ter, caso sobreviva.

Quando li o livro, há mais de um ano, meu plano era ir ao cinema assistir a esse filme. Infelizmente não pude e fiquei enrolando até agora para assistir. haha

Esse foi um daqueles raros filmes que ficam tão bons quanto o livro, se não melhores. Quando li, não achei a história tão boa. Achei que estavam fazendo uma propaganda exagerada, que ele não era assim tão legal. Mas a história também não é ruim e deu um bom filme.

Acho que eu não lembro o suficiente do livro para fazer um bom filmeXlivro, mas o filme me pareceu bastante fiel. Colocaram todas as partes importantes das memórias da Mia, transmitiram bem o desespero dela após o acidente, a insegurança e dúvida em decidir se deveria partir e se unir à sua família ou ficar e sofrer a consequência de ser órfã. Usaram vários trechos legais do livro também, e eu adoro quando fazem isso.

O que eu achei mais diferente foi o maior enfoque que deram para o romance dela com Adam. Quando estava lendo o livro, eu senti que, apesar de amar o Adam e ele ser um fator importante para a decisão dela, a família ainda era o ponto mais relevante. O maior sofrimento dela era saber que, se resolvesse sobreviver, teria que voltar para um lugar aonde seus pais e seu irmãozinho não estariam mais presentes. O filme passou esse sentimento também, mas não tão forte quanto senti com o livro. Senti que as dúvidas em relação ao futuro do namoro dela foram mais expostas e não gostei tanto disso.

Um dos motivos que me fizeram não gostar tanto do livro foi a passagem do tempo, que é bastante aleatória. O presente e o passado ficam se revezando toda hora e isso me deixava meio perdida. Já no filme, essa dinâmica fica boa de assistir. Pode ter sido por isso que achei o filme melhor do que o livro. A forma como a história é dividida no livro, para mim, combina mais com um roteiro de filme, e de fato no filme não ficou tão confuso.

Por fim, acho que os atores foram perfeitos para o papel. A Chloë conseguiu passar muito bem a intensidade do que a personagem estava sentindo após o acidente e conseguiu ser aquela Mia que tem no livro. E as cenas com o violoncelo ficaram muito boas também, transmitiram a emoção que ela sentia ao tocar. Achei muito legal ela ter tido a iniciativa de aprender a tocar para interpretar melhor. O Adam também ficou ótimo. Jamie apareceu com aquele ar metidinho que eu esperava de um roqueiro que está se tornando famoso. E ele toca e canta de verdade, o que foi muito legal para o filme. Ainda mais que a banda dele no filme é composta por músicos, e não atores, então foi tudo bem real, eles realmente compuseram as músicas, ensaiaram e tocaram nas gravações. Adorei isso! Acho que um dos pontos positivos de um filme baseado num livro, principalmente quando o livro tem um enfoque tão grande na música, é que podemos ouvir as músicas! haha É uma coisa muito difícil, pelo menos para mim, imaginar as músicas, mesmo que tenha a letra escrita. Os pais e o irmão da Mia também ficaram maravilhosos, exatamente como eu imaginava. Apenas a Kim, melhor amiga dela, que imaginei um pouco diferente. Também senti falta de terem mais cenas das duas juntas.

Então é isso. Para mim, esse filme conseguiu superar o livro por vários motivos. A única coisa que não gostei foi darem maior importância para o romance entre Mia e Adam e deixar a família dela em segundo plano, quando ocorre o contrário no livro. Agora preciso ler a continuação e saber o que aconteceu com o relacionamento desses dois no fim das contas. rs


Trailer:



Resenha de Se Eu Ficar aqui.