Livros *----* O Signo dos Quatro


O Signo dos Quatro. Autor: Sir Arthur Conan Doyle. Editora: Melhoramentos. Páginas: 232.

Comprei esse livro por apenas R$2,00 no Projeto Mais Leitura da Bienal do Livro no RJ. Assim que botei os olhos nesse livro e vi "Sherlock Holmes", sabia que devia comprá-lo, primeiro por causa do preço e depois porque eu nunca havia lido nenhum livro do Sir Arthur Conan Doyle(!) Como uma amante de mistérios nunca leu um livro do famoso Sherlock? Vergonhoso, não é mesmo? Não podia perder essa oportunidade.

Sherlock está absurdamente entendiado e passa os dias se lamentando e tocando tristes canções no seu violino. Watson já não sabe mais o que fazer. Até que, a bela Srta. Morstan bate na porta do Holmes em uma tentativa de descobrir um pouco mais sobre uma pessoa que parece ter algo relacionado ao desaparecimento do seu pai e todos os anos lhe envia uma pérola rara. Mas, dessa vez está tentando marcar um encontro com a moça e a permitiu levar dois amigos, que ela escolhe sabiamente como sendo Holmes e Watson.

Holmes rapidamente esquece sua depressão e mergulha de cabeça no pequeno mistério. Mas, ao chegar no local de encontro, nossos personagens escutam uma história bem inusitada sobre um tesouro, ganância e morte. Mas, contrário ao que eles esperam, o tesouro desaparece mais um vez e junto ao desaparecimento ocorre um assassinato, que cabe a Sherlock decifrar.

"-O principal com pessoas desse tipo.- continuou Holmes, quando nos sentamos na embarcação.- é não deixá-las perceber que a informação pode ter qualquer importância para nós. Porque, do contrário, fecham-se como ostras. Se fingir que ouve a contragosto, como fizemos, é provável que obtenhamos o que desejamos."

O livro é bem curtinho, não se assuste com as 232 páginas, acontece que as letras são grandes e o livro é muito pequeninho. A editora Melhoramentos levou a sério o conceito de livro de bolso. Eu já havia ouvido vários elogios do detetive, mas também já tinha escutado que os livros dele não são tão bons assim e que ele descobre os mistérios meio que "só porque é o Sherlock". Não achei nada espetacular, mas gostei. Sinceramente, o Holmes é meio chato e esnobe também. O personagem não me cativou muito, nenhum deles. Quanto ao mistério, não me pareceu que ele o tenha descoberto só por ser o Sherlock, mas por ser um excelente detetive, assim como o Comoran da J.K., o Poirot da Ágatha Christie, o Myron do Harlan e etc... Não é qualquer policial que desvendaria um crime desse, mas nossos heróis com mentes e ideias incríveis. Achei justo, ele perseguiu as pistas que tinha e desvendou o crime. #FicaaDica

Mas, no momento meu detetive favorito ainda é o Comoran da J.K. e estou esperando ansiosamente (mesmo) pelo próximo livro! haha Inclusive aceito sugestões de mistérios para ler enquanto ele não é lançado aqui no Brasil...
logoblog