Cheiro de livro novo: O Último Homem do Mundo

Título: O Último Homem do Mundo
Autora: Tais Cortez
Páginas: 224
Editora: LER


Esse livro é da Tais Cortez, autora parceira mais antiga aqui do blog, e é o primeiro que leio dela. A Isabela já tinha me falado super bem dos livros, mas só agora tive a oportunidade de ler. Estava com vontade de ler um romance bem leve e divertido, e esse livro caiu como uma luva. Achei que seria apenas um romance adolescente bem bobinho, mas fui pega de surpresa, porque adorei o livro.

"Os livros tinham sido meus melhores amigos por muito tempo. Eles me permitiam fugir da realidade, viver a vida de outras pessoas e esquecer as frustrações com minha própria vida."

Amanda Priscila tem 16 anos e conseguiu ser expulsa dos três últimos colégios aonde estudou. Sua mãe é uma famosa atriz, Patrícia Oliveira, que passa a maior parte do seu tempo trabalhando, e o restante é gasto com romances que sempre terminam em prantos. Amanda tornou-se uma garota rebelde por causa da pouca atenção recebida da mãe, e decidiu viver em função de frustrar todas as tentativas dela em controlar a sua vida. Até que sua mãe decide matriculá-la em um dos melhores colégios internos do país, o Educação de Elite. Mas Amanda tem certeza de que não ficará lá por muito tempo, pois já tem planos para conseguir uma nova expulsão.

"— Certa vez, um professor me disse algo que nunca esqueci — ele voltou a falar. — Pessoas comuns falam sobre pessoas. Pessoas extraordinárias discutem ideias. Pessoas comuns pensam em si mesmas. Pessoas extraordinárias querem mudar o mundo. Pessoas comuns se cansam quando os obstáculos aparecem. Pessoas extraordinárias encontram forças quando todos já desistiram"

Logo no primeiro dia começa a colocar seu plano em ação. Sem querer, os estudantes acabam ajudando-a, pois sua forma diferente de se vestir chama a atenção das patricinhas do lugar. Uma líder de torcida mimada acaba arrumando briga com Amanda, e ela torce para que isso baste para a expulsão. A garota é namorada de Ricardo, e isso faz com que eles se odeiem de imediato.

"— O amor é um risco e, se você não está disposta a se arriscar, então não é digna desse amor."

Porém os planos de Amanda começam a dar errado quando duas garotas decidem defendê-la. Além disso, o colégio conta com a supervisora Vilma, que está sempre atenta às confusões e está decidida a não permitir que a menina quebre as regras. Somando o fato de o diretor ser muito paciente e não estar disposto a dar o que Amanda deseja, ela se vê obrigada a continuar lá por mais tempo do que gostaria.

"— Amanda. Você é esperta. Será que não percebe que está sabotando a si mesma? Você gosta daqui. Fez amizades. E, ainda assim, insiste em ser expulsa pelo simples motivo de que quer desagradar sua mãe. Quando você vai parar de deixar ela controlar a sua felicidade? Quando vai parar de colocá-la no centro de suas decisões e começar a viver sua vida de verdade?"

Ricardo é o garoto mais lindo e popular do colégio, mas também é o mais mulherengo. A atração entre eles é inegável, mas o ódio que nutrem um pelo outro é maior. Amanda decide usar isso para ajudá-la a sair mais rápido do colégio e os dois começam uma disputa para ver quem consegue prejudicar mais a imagem do outro.
O que ela realmente não contava era que, por motivos de força maior, teria que se unir a Ricardo. A convivência dos dois, que parecia ser tão difícil desde que se conheceram, passa a ser uma coisa boa, e Amanda começa a ficar envolvida por ele. Mas será que vale a pena se entregar a uma paixão por um garoto que parece tão errado?

"— Minha cabeça diz que ele é o último homem com quem eu quero me envolver — admiti.
— E o seu coração? — perguntou Paulina.
— Diz que é tarde demais..."

Apesar da história ser bem clichê e na maior parte do tempo ser fácil deduzir o que acontece a seguir, fiquei encantada com o livro. A escrita é muito leve e gostosa e a leitura é bem rápida. Amanda é uma personagem muito divertida e, apesar de tentar mostrar para todos que é uma pessoa forte e de tentar passar um ar rebelde, ela se sente muito sozinha por não ter amigos e pela falta de atenção da mãe. Não está acostumada a confiar em ninguém, então quando começa a se apaixonar por Ricardo se nega a aceitar que pode gostar de um garoto tão mulherengo.
Lembrei muito de quando eu era mais nova enquanto lia, o que tornou a leitura ainda mais divertida. Acho que não tem como não se identificar. O livro não é apenas um romance adolescente, também trata de confiança, convivência familiar, amizade. Assuntos importantes abordados de forma suave. Gostei muito do desenrolar da história e estou animada para ler os outros livros da Tais. ^^



Veja também:
Resenha da Isabela
Parceria com a autora
Skoob
Fanpage
Compre o livro