Livros *----* O Contrabandista de Deus


O Contrabandista de Deus. Autor: Irmão André, John e Elizabeth Sherrill. Editora: Betânia. Páginas: 336.

Comprei o livro em um domingo na minha igreja quando recebemos a visita de um missionário da Missão Portas Abertas. É um livro religioso e conta a história verídica de vida do Irmão André desde quando era apenas um menino da Holanda no fim da Segunda Guerra Mundial. Filho de um ferreiro, sempre foi um menino muito bagunceiro, pregando peças com os vizinhos e até com os nazistas, durante a ocupação decorrente da guerra, e escapulindo da igreja durante os cultos de domingo.

 Ao fim da guerra, André já havia se tornado homem e precisava de um emprego, assim em busca de aventuras, foi parar no exercito. Mas a atrocidade da guerra não lhe trouxe a aventura que procurava...
Acompanhamos cada passo de sua história, até que ele percebe que precisa da ajuda de Deus pra seguir com o caminho de sua vida e é quando começa a trabalhar numa fábrica. Lá, ele vê um grande campo evangelístico e assim ele começa a anunciar as boas novas do evangelho de Cristo, participa de um treinamento onde aprende a depender de Deus e começa a viajar aos países por trás da Cortina de Ferro para pregar. Descobre então a grande necessidade de bíblias que muitas igrejas enfrentavam, vítimas da opressão que o governo comunista impunha sobre elas e, a partir disso, começa a correr os países contrabandeando bíblias e folhetos e pregando a palavra de Deus.

O livro é muito bom, ele desafia os cristãos a fazerem seu papel, porque as vezes nos esquecemos que tem lugares onde não existe liberdade religiosa ou liberdade de expressão. Algumas vezes é um tanto revoltante imaginar um lugar onde as pessoas vivem assim, mas ao mesmo tempo, o que fazemos quanto a isso? No livro, o Irmão André não só nos mostra suas experiências maravilhosas em países super fechados onde ele entrou cheio de bíblias, não por uma falta de atenção da fiscalização, mas porque Deus estava com ele, mas ele nos mostra que também podemos fazer algo por essas pessoas, tanto pelos cristãos que vivem escondidos nesses lugares incapazes de viver livremente sua fé, quanto pelos missionários que vão até lá levar ajuda, a começar pela oração. O livro nos mostra também como Deus cuida de nós em cada detalhe e como as vezes só o que precisamos fazer é amar as pessoas..