Conto: Epílogo

Título: Epílogo
Autor: Raigor Ferreira
Páginas: 14
Editora: Independente
Avaliação: 3/5


Hey guys. Epílogo foi lançado recentemente pelo nosso parceiro, Raigor. Ele também é o autor do conto O Príncipe Congelado e você pode conferir as nossas resenhas desse conto aqui no blog. Entretanto, as duas produções são completamente diferentes, tanto no que diz respeito ao seu conteúdo, sua temática, ou ao público alvo.

Em Epílogo conhecemos Daniel, um homem que acaba de encontrar-se com a morte, após um trágico episódio, onde foi vítima da violência do bairro em que morava. Talvez ele vivesse no Rio de Janeiro... E, apesar de ter como certo para si a condenação eterna, Daniel não poderia ficar mais surpreso ao descobrir qual será o destino que lhe aguarda na posteridade.

"Se eu morresse aqui e agora, eu morreria feliz, porque estou com você."

O Raigor tem uma escrita envolvente e descreve muito bem os cenários observados pelo seu protagonista, mesmo que eles sejam um tanto incomuns. O livro é dividido em três capítulos, no primeiro Daniel encontra-se com aquele que o guiará até o seu destino eterno. No segundo, o conhecemos um pouco melhor e entendemos como tudo aconteceu. E, no terceiro e ultimo capítulo, Daniel finalmente chega ao final de sua jornada.

"Uma sensação de paz penetrou em meu corpo e consegui ficar calmo pela primeira vez. Então sorri, sem motivo aparente. E sorri mais uma vez."

Eu preciso confessar que Epílogo me confrontou bastante no que diz respeito as minhas convicções religiosas. Não no sentindo de terem me feito repensá-las, mas de apresentar experiências completamente divergentes ao que eu acredito. Nesse ponto, a leitura foi um pouco incômoda para mim e talvez eu tenha acabado por fugir ao público alvo que o autor tenha estabelecido para a obra. Mas, de uma forma ou de outra, eu encaro esse conto como uma reflexão não só sobre a morte, mas sobre a vida. Creio que todos que já se perguntaram, ao menos uma vez o que há depois desta vida, para onde iremos quando morrermos, ou o que é que precisamos fazer para alcançarmos o céu. As duas primeiras perguntas tem relação com a morte, mas a última diz mais sobre a vida, não é mesmo?! Se você nunca pensou sobre isso, então talvez essa seja uma boa oportunidade de reflexão. 

PS: Se alguém quiser saber quais são as minhas respostas para essas perguntas eu ficarei feliz em compartilhar. 😉
logoblog