Em cartaz: A 5ª Onda [Resenha Dupla]

A 5ª Onda
Duração: 112 min
Direção: J Blakeson
Estúdio: Columbia Pictures, GK Films, Material Pictures
Distribuição: Sony Pictures
Gênero: Ação, aventura, ficção científica
Classificação: 14 anos
Elenco: Chloë Grace Moretz (Cassie), Alex Roe (Evan), Zackary Arthur (Sammy), Nick Robinson (Ben). 

Eu, Priscila, e a Isabela decidimos fazer algo diferente dessa vez. Tanto eu quanto ela assistimos a esse filme, embora não no mesmo dia, e resolvemos fazer uma resenha dupla, compartilhando nossa opinião uma com a outra e com vocês. Espero que gostem, apesar de estar meio atrasado (o filme já até saiu de cartaz rs). Aha uhu eu tô invadindo! Então, sempre que vocês verem algo roxo em itálico e negrito assim, sou eu, Isabela, falando.

Primeiro, um pouquinho sobre a história:

Cassie é uma garota com uma vida ótima, sem nada de anormal. Está terminando a escola, tem pais amorosos, um irmão mais novo a quem ama muito, uma melhor amiga e uma quedinha pelo garoto popular da turma. Até que um dia surge uma nave enorme e misteriosa sobre a Terra, que deixa a população intrigada. Inicialmente, nada acontece, e todos prosseguem com suas vidas normalmente. As autoridades não conseguem fazer contato com os outros, como passam a ser chamados esses seres extraterrestres, e todos acreditam que eles não farão nenhum mal. Tolinhos... E então ocorre a primeira onda.
Primeiro, os outros deixam toda a Terra sem eletricidade, utilizando um pulso eletromagnético. As pessoas começam a ficar assustadas e a fugir, pra onde eu não sei, mas a maioria ainda tenta seguir com sua vida. Depois, a segunda onda causa terremotos e tsunamis em todo o planeta, destruindo as regiões litorâneas e matando boa parte da população. A terceira onda causa a morte da maioria dos humanos que sobreviveram, através de um vírus transmitido pelas aves. Na quarta onda, os outros descem à Terra e penetram no corpo e na mente das pessoas, camuflando-se em forma humana e atacando diretamente os sobreviventes das ondas anteriores. Por fim virá a quinta onda, quando toda a espécie humana será extinta.
Após perder sua vida e sua família, o objetivo de Cassie agora é continuar viva para proteger seu irmão, Sammy, de quem foi acidentalmente separada. Ela parte à sua procura, e, contando com a ajuda do enigmático Evan, precisa descobrir quais são os planos dos outros e como evitar que dominem o planeta.

Cassie e seu irmãozinho fofuxo

Nenhuma de nós duas leu o livro, portanto os comentários serão restritos à história contada no filme. Então vamos começar e ver no que vai dar! =D


Gostei bastante do filme, apesar de ser um pouco clichê. Vi muitas críticas dizendo que é apenas mais um filminho dramático adolescente, que não acrescenta novidade nenhuma aos vários filmes que estão sendo lançados (como Divergente, Jogos Vorazes, Maze Runner), mas eu não concordo. Nem eu! Primeiro, porque essa história é sobre alienígenas, o que a diferencia completamente dessas distopias. Sim, a única outra distopia sobre aliens que eu conheço é The Host. Eu até lembrei um pouco de The Host depois que o Evan surge, mas a história também não é tão parecida assim.  E, segundo, cada uma dessas histórias são bem construídas, têm particularidades que as diferenciam entre si. Isso Pri, acaba com eles! rs Eu até entendo o que as pessoas querem dizer quando reclamam das repetições, todos esses filmes tem: um mundo acabando, um triângulo amaroso e uma mocinha que precisa ultrapassar todos os seus limites para sobreviver (as mulheres tem se sobressaído nas distopias). Mas é assim mesmo, desde Jogos Vorazes, as distopias tem estado em alta, mas se você ver, a maioria dos filmes de ação tem uma história parecida, comédia romântica também e assim por diante. Isso aí, concordo com a Bela! rs E realmente esses aliens me lembraram bastante A Hospedeira, mas só pela forma como eles controlam as pessoas. Eu ainda prefiro muito mais a história da Hospedeira, se for comparar (escreve a continuação, tia Stephenie!).

A Cassie não é uma personagem forte (e nem muito carismática, na minha opinião). Sim, ela é meio patricinha, sabe? Daquelas meio sem sal. Ela precisa aprender a se virar quando o caos na Terra começa e ela se vê sozinha em meio a tantos riscos. Mas ela não consegue ir tão bem até conhecer Evan. Aí, mesmo no meio de tanta confusão, é possível perceber que ela fica abalada pelo charme desse lindo (as garotas do cinema que gritavam toda vez que ele aparecia também concordamE eu concordo também! Ainda mais na hora em que ele aparece sem camisa... uuuh xD - safadinha, vou contar pro Natan hein... kk) e misterioso rapaz, mesmo que na escola ela estivesse de olho no Ben (e então surge o triângulo amoroso que faltava). Traidora.

Evan lindooo! E a Cassie...

É um filme para adolescentes, então não adianta ir assistir imaginando muita ação e cenas emocionantes. Tem o drama da garota que perdeu a vida que tinha e não sabe como agir agora, tem o romance um pouco meloso, óbvio, mas também tem um enredo interessante que merece atenção. E tem cenas de ação sim, embora não tantas quanto poderiam.
Mas acho que algumas coisas ficaram mal explicadas, o que deixou a história com alguns furos. Por exemplo, as ondas poderiam ter sido mais exploradas, porque foram praticamente só citadas. Eu acho que as coisas serão melhor explicadas nos próximos filmes. Espero né... Afinal, estamos falando de uma trilogia! Estou doida para começar a ler os livros. (Bem, tomara que façam os outros filmes né... Porque acho que esse não fez tanto sucesso =/) Outra coisa estranha é: se os outros tem poder de eliminar todos os humanos, então por que não fizeram isso de uma vez? Por que foram progressivamente reduzindo a população, tendo tanto trabalho? Assim acabaram dando chance das pessoas resistirem. Acho que é porque eles querem se aproveitar do planeta, não queriam correr o risco de matar o planeta junto com as pessoas. (E eles não conseguiriam matar geral sem destruir o planeta, se quisessem? Duvido...) Além disso, aquele plano final que eles tinham para a quinta onda, sei lá. É meio sem sentido. haha Eu achei inteligente, só um pouco prepotente por achar que ninguém iria desconfiar. ( Erro clássico. Tesc, tesc.) Ainda acho que poderiam ter feito um plano melhor =P Mas vou parar por aqui para não dar spoilers.

Ben e Cassie (prefiro o Evan xD)
Bem pessoal, essa foi nossa primeira resenha dupla, espero que tenham gostado e deixem suas opiniões aqui para a gente! Quem sabe não fazemos mais algumas? ;)

Trailers: