Filme X Livro: Um Amor para Recordar


Um amor para recordar
Duração: 102 min X Páginas: 184
Direção: Adam Shankman X Autor: Nicholas Sparks
Estúdio: Gaylord Films Di Novi e Pandora Cinema X Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance, drama
Classificação: 12 anos
Elenco: Mandy Moore (Jamie), Shane West (Landon), Peter Coyote (Reverendo Sullivan)
Lançamento: 07/02/2003
ATENÇÃO: Contém spoiler do livro e do filme.

Assisti a esse filme quando fui na casa da Isabela (ela meio que me obrigou a ver :P haha). Como li o livro há pouco tempo, ainda tenho a história fresca na cabeça, então decidi fazer um FilmeXLivro. Ao contrário do que a dona Isabela me disse (sabe de nada essa garota :P), o filme é muito diferente do livro! Me surpreendi com a quantidade de modificações que eles fizeram.

Primeiro, Landon é realmente um bad boy no filme, ele e seu grupinho de amigos realmente fazem coisas erradas, ao contrário do livro, em que eles só vão ao cemitério comer amendoins. Mas eu até compreendo essa mudança, porque eles fizeram o filme de forma a ser mais atual, e não como acontece no livro, em que Landon está apenas relembrando coisas que aconteceram na década de 50. Com certeza ir ao cemitério nos anos 2000 já não é considerado nada de mais, então eles tiveram que deixá-lo mais "malvado".

Segundo, Jamie não anda sempre com o cabelo preso em um coque como no livro, então não há aquela cisma dele com o cabelo dela quando ela resolve soltá-lo. Ela também não é tão tímida e calada quanto é representada no livro. No filme, se alguém implica com ela, ela sabe como responder a altura. Mas ela continua sendo muito educada e bondosa, apesar de não trabalhar com os órfãos no filme, o que eu senti um pouco de falta, porque era uma parte muito importante e bonita, inclusive para a aproximação dos dois e para as mudanças no comportamento e no pensamento de Landon.


Eles também mudaram o motivo pelo qual Landon participou da peça da escola. No livro, ele participa das aulas de teatro por vontade própria; no filme, é obrigado a participar da peça por causa de uma besteira que ele e seus amigos fizeram, mas apenas ele foi pego e punido. Também não há o baile na escola para o qual ele a convida, que dá início à aproximação deles.

A tal peça que eles apresentam foi totalmente modificada. A história é completamente diferente, o motivo da apresentação é completamente diferente, a pessoa que escreveu é completamente diferente. Acho que isso foi o que mais me incomodou no filme, porque eu considerava essa peça um ponto central do livro, e no filme eles tiraram todo o significado por trás daquilo. Além disso, como uma moça toda recatada como Jamie aceita sem nenhum motivo atuar como uma misteriosa dançarina de cabaré? O.o Pelo menos a peça ajudou os dois a se aproximarem e a mudança chocante na aparência dela no dia da apresentação foi muito bem feita.

Uma coisa que eles adicionaram no filme e que não tem nadinha a respeito no livro foi o fato de Jamie ter construído um telescópio no cemitério e gostar de observar as estrelas à noite. E também uma das coisas que ela desejava era ver um cometa, o que fez com que Landon construísse um telescópio na casa dela quando ela estava doente. Não entendi porque era necessário colocar isso no filme, mas até que foi uma coisa fofinha.

Pelo menos o final eles mantiveram mais ou menos igual e o casamento deles foi muito legal. Só achei estranho eles colocarem um tempo depois da morte dela... Mas foi uma adição boa.

Outra coisa: o pai de Landon no filme é cardiologista (de onde tiraram isso, gente?!) e é separado da mãe dele. No livro ele está sempre viajando, por isso é um pai tão ausente, mas mesmo assim ainda é casado. Também achei que o filme não mostrou tanto a proximidade de Landon com a mãe.
Frase que não tem no livro, mas é marcante no filme.
Enfim, apesar da quantidade enorme de coisas que eles mudaram no filme, pelo menos a essência da história eles mantiveram. Até entendo algumas modificações, já que me parece que eles queriam um filme com uma com uma história mais atual. Só que tiveram várias coisas que não tinham tanta necessidade assim de colocar diferente. Mas quem entende a lógica desse pessoal que transforma livros em filme? haha
Alguém aí já leu/assistiu esse livro/filme e concorda comigo?


Trailer:
Resenha do livro aqui.
logoblog