Em cartaz: Han Solo

Han Solo: Uma História de Star Wars
Duração: 135 min
Direção: Phil Lord, Christopher Miller, Ron Howard
Estúdio: Lucasfilm
Distribuição: Walt Disney Studios
Gênero: Aventura, ficção científica, space opera
Elenco: Alden Ehrenreich (Han Solo), Woody Harrelson (Tobias Beckett), Emilia Clarke (Qi'Ra), Donald Glover (Lando)
Classificação: 12 anos

Boa noite, pessoal! Han Solo é um filme que não estava sendo ansiosamente aguardado pelos fãs de Star Wars, não sei bem por quê. Eu não estava super animada para ver, já que ele só traria acontecimentos do passado do personagem, que nem é um dos meus preferidos, mas eu estava curiosa o suficiente para querer ir ao cinema conhecer a história dele. Então consegui ir em um final de semana tranquilo e não me arrependo, o filme é bom.

Han Solo é um personagem bastante conhecido da franquia Star Wars, incluindo os últimos filmes que foram lançados, da nova trilogia. O que ninguém sabia ainda era o verdadeiro passado desse mercenário com fama de malandro, apesar das inúmeras histórias que ele sempre tem para contar. Nesse longa, temos a oportunidade de conhecer sua origem, saber um pouco como foi sua juventude e quais das histórias de que ele sempre se gabava eram verdadeiras.


Han cresceu em Corellia, assim como sua namorada, Qi'ra. Ambos realizam trabalhos perigosos para conseguirem sobreviver, e sempre sonham com o dia em que poderão finalmente ser livres desse lugar e ter uma vida feliz juntos. Após mais um desses trabalhos, que acaba não terminando bem, Han pensa em um plano incerto para tirá-los dessa situação.

A fuga dos dois torna-se uma perseguição por soldados do Império e Han é o único que consegue escapar. Porém, ele promete para Qi'ra e para si mesmo que conseguirá um bom trabalho, juntará dinheiro para ter sua própria espaçonave e voltará para buscá-la.

Após alguns anos, Han parece ter encontrado uma forma de conseguir o que tem desejado. Mais uma vez, terá que arriscar-se, mas essa pode ser a sua chance de realizar seu sonho e ter de volta sua amada. Assim, ele parte em uma missão sob a liderança de Tobias Beckett, ao lado de seu mais novo parceiro, Chewbacca.


Eu fui assistir a esse spin-off sem grandes expectativas e, apesar de não ser um dos melhores filmes da saga, também não posso dizer que é o pior. Han é um personagem carismático e divertido. Ele é jovem e ousado, mas ainda é um pouco ingênuo, apesar de conseguir ler bem as pessoas e saber como ludibriá-las. Praticamente todos os personagens possuem personalidades repletas de dualidades. Não são bons, nem maus, apenas seguem seu próprio estilo de vida e fazem o que é necessário para conseguirem o que precisam.

O enredo tem bastante ação e aventura, mas nada como o que estamos acostumados em Star Wars. Imagina um filme em que não aparece um único sabre de luz! Mas tem muitas perseguições espaciais, tiros de laser e androides. Não existe um grande vilão que deve ser derrotado, a história consiste apenas em Han tentando encontrar Qi'ra e nas coisas dando errado (ou certo) pelo caminho, nas pessoas que ele conhece e nas histórias que coleciona. Nem todo mundo é confiável e nem todos em que não se deve confiar são vilões. Han vai aprender bastante ao longo de sua jornada e enfrentará muitos desafios.


Particularmente, eu achei interessante conhecer o passado desse personagem, principalmente saber como começou a grande amizade com Chewbacca e como de fato ele conseguiu sua nave, a Millennium Falcon. Então, mesmo que seja uma história que não acrescente em nada o futuro da saga, não acho que seja um filme que deva ser simplesmente ignorado. É divertido, traz de volta os cenários e situações únicos de Star Wars, e é uma aventura bem construída. Para quem acompanha a saga, acredito que irá gostar de assistir. E você, assistiu? O que achou do novo longa?

Trailer:



Veja também:
Episódio VII: O Despertar da Força
Rogue One
Episódio VIII: Os Últimos Jedi
logoblog