Livros *----* Darkham

Título: Darkham
Série: Sombras de Sangue #1
Autor: Jean Valens
Páginas: 129
Editora: Viseu
Avaliação: 4/5

Darkham é o primeiro livro publicado pelo Jean Valens, nosso autor parceiro. Eu estava um tanto ansiosa para lê-lo porque adoro histórias de super heróis, apesar de nunca ter lido os quadrinhos propriamente ditos... Então, encaixei o livro no desafio 'um livro de um autor nacional' da maratona literária que organizamos no mês de fevereiro.

Jack Lewis é um grande empresário, dono de um apartamento luxuoso e carros possantes, ele é o tipo de pessoa que sabe como usar seu dinheiro em prol de uma vida confortável e pomposa. Porém, poucos conhecem suas atividades noturnas. Cansado de ver a cidade em que vive mergulhada em tanta corrupção e violência, Jack assume a identidade de Darkham, um vigilante que nos remete à figura do Batman. Seu arqui inimigo é um homem conhecido como Royal King, que havia praticamente se tornado o rei da cidade de Hollandon, como sugere seu codinome, e cometia toda sorte de crimes, desde fraudes ao tráfico de drogas. Porém, agora finalmente parece ter surgido alguém capaz de destroná-lo.

"Quanto as nossas Leis, todos sabemos que na teoria elas são perfeitas. O problema real é trazê-las para o dia a dia e a vida prática. Afinal, são cheias de lacunas que muitos conhecem e sabem como burlar."

 O livro começa em um dia comum da vida Jack Lewis, ele estava indo para uma reunião importante na sua empresa quando começa a ser seguido. Rapidamente a situação sai do controle e Jack se vê na mira de armas potentes. Quando ele finalmente consegue se livrar da perseguição, descobre que um de seus colegas de trabalho desapareceu após anunciar que faria uma delação premiada e ele é o principal suspeito, o que colocou a polícia em seu encalço. Mas, os capangas do Royal King também parecem estar atrás dele e ele ainda não sabe porque. Felizmente, Jack possui amigos fieis para ajudá-lo, como o agente Joey e a Irene, sua empregada (seriam eles, o comissário Gordon e o Alfred, sim ou claro??). A partir disso, Jack começa uma investigação para provar a sua inocência e descobrir todos os mistérios por trás do desaparecimento de Jhon.

"- (Joey) Ok. Ei, depois que tudo isso terminar tente se manter longe de encrencas um pouco. Afinal, acho que em um dia você se superou em arrumar problemas.
- (Darkham) Que nada, foi apenas mais um dia de trabalho."

A narração do livro é em terceira pessoa e eu gostei bastante da maneira como o autor a construiu, porque em alguns momentos ele conversa com leitor como um narrador-personagem. A história é repleta de ação, lutas, trocas de tiros e até algumas mortes. Sim, Jean não é o tipo de autor que poupa seus personagens, então preparem o coração. O desfecho da história foi bastante intenso, de forma a nos deixar ansiosos pelo próximo volume. O que mais me incomodou foram as constantes descrições, porque em muitos momentos o autor se preocupou em descrever detalhes da arquitetura e posses do protagonista, como marcas, medidas e valores de seus bens. Acredito que ele tenha feito isso para mostrar como o Jack era rico, mas o excesso acabou prejudicando um pouco a fluidez da leitura. Entretanto, essa é uma leitura rápida e que certamente agradará aos fãs de quadrinhos, inclusive acredito que o livro ficaria bastante interessante nesse formato.

"- (Darkham) O que está querendo dizer?
- (Joey) Que a morte sempre está te acompanhando. Porém, um dia ela poderá te abraçar e o levar para o outro mundo.
- (Darkham) A morte sempre paira sobre nós, Joey. Acontece que quando a hora chegar, nada podemos fazer para evitá-la!"
logoblog