Filme vs Livro Sete Minutos Depois da Meia Noite

 Sete Minutos Depois da Meia-Noite
Ano: 2016 X Lançamento: 5 de janeiro de 2017 
Páginas:160 X Duração: 1h 48min
Autor:Patrick Ness X Direção: Juan Antonio Bayona
Editora: Novo Conceito X Elenco: Lewis MacDougall, Sigourney Weaver, Felicity Jones
Gêneros: Fantasia, Drama
Nacionalidades: EUA, Espanha, Reino Unido
Não recomendado para menores de 12 anos

Sinopse: Conor é um garoto de 13 anos de idade, com muitos problemas na vida. Seu pai é muito ausente, a mãe sofre um um câncer em fase terminal, a avó é uma megera, e ele é maltratado na escola pelos colegas. No entanto, todas as noites Conor tem o mesmo sonho, com uma gigantesca árvore que decide contar histórias para ele, em troca de escutar as histórias do garoto. Embora as conversas com a árvore tenham consequências negativas na vida real, elas ajudam Conor a escapar das dificuldades através do mundo da fantasia.

Desde que a adaptação de Sete Minutos Depois da Meia Noite foi lançada, algumas amigas vinham me incentivando a conhecer a história de Conor e do teixo que vivia no terreno vizinho à sua propriedade. Então, aproveitei as minhas férias para assistir ao longa que está disponível no Netflix. Depois disso, eu tinha certeza que leria ao livro e, felizmente, consegui encaixá-lo na Maratona Literária que o Sigo Lendo está organizando neste mês de Fevereiro.

1) Qual foi seu preferido - o filme ou o livro?
Essa é uma pergunta muito difícil e estou tentando respondê-la desde que terminei a leitura do livro. O filme foi bastante fiel ao livro e muitas vezes ao ler um trecho, me lembrava da cena que havia visto no longa. Posso dizer apenas que amei os dois e deixamos essa pergunta de lado?! rs

2) Quais foram as maiores diferenças encontradas?
Como já mencionei, as obras ficaram muito semelhantes. Acredito que a maior diferença tenha sido a ausência da Lily no filme. Ela é amiga do Conor, mas eles se afastaram desde que a mãe dele ficou doente, por causa de algo que ela fez e o deixou bastante magoado. Eu não a tiraria do livro, mas entendo que talvez não fosse tão simples trabalhar mais essa questão no filme. Pois, enquanto ela tenta a todo custo se aproximar dele, ele a afasta, uma atitude um tanto contraditória considerando tudo pelo qual ele está passando.

3) O que achou da escolha dos atores?
Eu gostei da escolha dos atores, eles combinaram muito com seus papeis e o Lewis MacDougall, em especial, foi incrível na pele de Conor.

4) E o final?
O final foi um pouquinho diferente, mas quando digo isso, não falo sobre o desfecho da história em si. O filme possui uma cena a mais, mas não foi algo que se sobressaiu de alguma maneira errada, muito pelo contrário, a cena se encaixou magistralmente no longa e cheguei a sentir falta dela quando terminei a leitura do livro.

5)Trailers:



6) Últimas comparações:
A fotografia do filme está linda e o monstro ficou absolutamente fabuloso. Não sou o tipo de pessoa que se apega a diretores de filmes, mas fiquei curiosa para conferir outros longas do Juan Antonio Bayona, uma vez que ele trabalhou magistralmente o enredo do Patrick Ness, autor do livro.  Não sei se porque uma obra cinematográfica tem a vantagem de utilizar-se de mais um sentido (visão) ou se porque eu já estava esperando por aqueles acontecimentos, mas o filme me emocionou ~me fez segurar as lágrimas~ em mais momentos do que o livro, mas ambos foram trabalhados de maneira muito sensível e certamente mexeram comigo. Essa é uma história que fala sobre como lidar com a perda iminente de alguém que se ama, ou do alguém que você mais ama no mundo. E, eu recomendo para aqueles que não tem receio de chorar assistindo/lendo a um bom drama, porque não adianta esconder, se você não terminar a leitura ou o filme com os olhos marejados é melhor fazer de novo, porque não fez direito. 😥😝
logoblog