Semana Especial Os Fantasmas do Espelho #3


O Totem

Arthur é um grade colecionador de objetos raros do mundo todo. Sua incessante busca o levou para a África, onde se encontrou com o chefe da tribo Sualani e obteve uma misteriosa peça de madeira esculpida com o formato de um homem. O totem é extremamente importante para a tribo e fonte do poder que os sustentou ao longo dos séculos. Arthur e sua esposa Victória não levam o objeto a sério, mas ao voltarem para casa, seu pequeno filho Lukas não consegue evitar o estranho magnetismo do item.

"— É o totem – traduziu ela. – Use com cuidado, é mais perigoso do que parece."


Este foi o primeiro conto da antologia que li e não foi tão assustador quanto eu esperava. Arthur e Victória são pessoas mimadas, daquelas que acham que devem ter tudo o que querem simplesmente porque querem. Desprezaram a importância de um item muito valioso para o povo da tribo e acabaram pagando um preço alto, que, na minha opinião, foi merecido. Nesse conto podemos perceber que a ganância não compensa e que devemos refletir antes de menosprezarmos as crenças e opiniões das outras pessoas. Não é porque alguém é diferente, que é inferior, ignorante ou selvagem.


Os Fantasmas do Futuro

Lucas é o dono de uma grande empresa e tem diversos equipamentos de alta tecnologia a sua disposição. Apesar disso, sua vida parece bastante solitária e está sempre cheio de compromissos. Um dia, quando precisa passar rapidamente em casa antes de ir para uma reunião do trabalho, ao abrir a porta se depara com um ambiente diferente e duas pessoas desconhecidas. Essas pessoas iniciam diversos testes com ele e, depois disso, sua vida nunca mais volta ao normal.

"— Quem são vocês? — as duas pessoas de jaleco branco o fitaram quando fez a pergunta.
O homem coçou o queixo dominado por uma barba rala antes de responder.
— Somos profissionais responsáveis por cuidar de você — ele girou o corpo e fitou a mulher logo atrás — Aline, já que tudo correu bem até agora acho que podemos começar a fazer os testes com ele."

Confesso que esse conto me deixou um pouquinho confusa. Eu imaginava uma história bem diferente de acordo com a sinopse. Mas é um conto interessante, que pode nos fazer refletir sobre a nossa vida, sobre como estamos conduzindo-a e o quanto podemos ser manipulados pelas pessoas, se não levarmos o significado da história tão literalmente.
logoblog