Em cartaz: Sing - Quem Canta Seus Males Espanta

Capa do filme Sing
Sing - Quem Canta Seus Males Espanta
Duração: 110 min
Direção: Garth Jennings
Estúdio: Illumination Entertainment
Distribuição: Universal Pictures
Gênero: Animação, comédia
Classificação: Livre


Fui assistir a esse filme com meu namorado porque ele estava doido para ver. Eu, que adoro animações, não estava tãão animada assim para ver no cinema, mas foi uma bom passeio. rsrs

Buster Moon é um coala dono de um grande teatro que está bem longe de seus dias de glória. Mesmo praticamente falido, ele não aceita perder o bem mais precioso que ganhou de seu pai, então decide realizar um concurso ousado de modo a atrair novamente os olhos do público (e de patrocinadores) para seus eventos. Sendo assim, cria uma competição de canto, em que qualquer um da cidade pode concorrer ao grande prêmio.


Sua ideia atrai muito mais gente do que esperava e assim conhecemos melhor a história de alguns participantes. Rosita é uma porca que adora cantar, mas vive atolada de serviço como dona de casa e mãe de 25 leitõezinhos, então nunca tem tempo de praticar o hobby que adora, além de não receber apoio do marido. Ash é uma porco-espinho fêmea adolescente e roqueira, que faz algumas apresentações como segunda voz do namorado, mas não é valorizada por ele, apesar de ter muito talento. Johnny é um gorila cujo sonho é tornar-se cantor, mas não sabe como revelar isso ao pai, que tem certeza de que o filho vai continuar seu legado na gangue da família. Meena é uma elefanta com uma voz marcante, mas é extremamente tímida e morre de medo do palco, o que a impede de cantar sempre que tenta se apresentar. Mike é um camundongo esperto e sacana, mas que também tem grande dom para a música, então está disposto mais do que ninguém a colocar as mãos no prêmio. 
Todos tem seus motivos particulares para participar desse concurso e tentar ganhar o dinheiro, assim como cada um tem diversos desafios para conseguir estar lá. Buster fica radiante quando percebe a grande repercussão que sua ideia gerou, mas não imagina a confusão que toda essa história ainda irá causar.


Como deu para perceber, o filme tem vários personagens. Buster pode ser considerado o principal, já que ele é a união entre todos os outros, mas cada um tem sua importância na história. É difícil decidir por qual torcer, já que a maioria deles é muito legal e tem bons motivos para estar competindo. Exceto por Mike, que realmente me irritou na maior parte do filme, todos os outros concorrentes me conquistaram, e eu torci para que Buster conseguisse levar seu plano adiante.
O filme tem um enredo simples, é bem infantil, leve e divertido. A trilha sonora foi muito bem montada, com músicas de vários gêneros e épocas, que agradam a todos. Com certeza vai ter pelo menos uma que vai te dar vontade de cantar junto e se balançar no cinema. rsrs Além disso, as músicas foram selecionadas para combinar com o estilo de cada personagem, contribuindo para formar a identidade de cada um.
Mesmo sendo um filme voltado para o público infantil, ele tem a capacidade de agradar qualquer pessoa que goste de animações. Possui diversas cenas engraçadas, e passa uma mensagem muito bonita, para nunca desistirmos dos nossos sonhos. Mas, se teve uma coisa que me irritou, foram os relacionamentos amorosos. Claro que esse não era o foco da história, mas os maridos/namorados eram muito enervantes! Deixavam as mulheres em segundo plano e não ligavam a mínima para seus sonhos e desejos. Foi realmente legal vê-las conseguindo o destaque que mereciam. Não só elas, como também os outros participantes, como o Johnny e Meena, que também precisavam se libertar de seus próprios temores. Então, cada um deles tem desafios pessoais a serem superados, o que torna a história mais emocionante. 


Se você gosta desse estilo de filme, vai passar bons momentos de descontração com essa comédia musical, então recomendo para quem quer se divertir sem esperar uma trama com construção complexa, apenas quer passar um tempo rindo e relaxando.

Trailers: