Em cartaz: Doutor Estranho

Doutor Estranho
Duração: 115 min
Direção: Scott Derrickson
Estúdio: Marvel Studios
Distribuição: Walt Disney Studios
Gênero: Ação, aventura, fantasia
Classificação: 12 anos
Elenco: Benedict Cumberbatch (Stephen Strange / Doutor Estranho), Rachel McAdams (Christine Palmers), Tilda Swinton (Anciã), Chiwetel Ejiofor (Karl Mordo), Mads Mikkelsen (Kaecilius)

Olá pessoal! Como vocês estão? Primeiramente, tenho que dizer que já deveria ter postado essa resenha faz tempo, mas, sendo sincera, esqueci completamente que tinha assistido a esse filme! kkk Acho que fiquei muito animada com Animais Fantásticos e Onde Habitam, que assisti pouco depois. Mas isso não quer dizer que não gostei do filme, que achei uma droga, pelo contrário, gostei bastante, mais do que esperava.
Eu não estava nem um pouco animada para ver esse filme, já que não conheço absolutamente nada dos quadrinhos e nunca tinha ouvido falar nele, mas, como meus amigos já combinaram que precisamos assistir a todos os filmes da Marvel, tive que ir, né. rs Fui com baixas expectativas e acabei me surpreendendo muito positivamente, porque esse é o filme com mais magia de todos e eu adoro isso! Então vamos saber um pouco mais.





Stephen Strange é um neurocirurgião renomado. Famoso, rico, sarcástico, metódico e arrogante, confia apenas na ciência. Até que sofre um sério acidente de carro, o que causa fraturas graves em suas mãos, tornando impossível que volte a exercer sua delicada profissão. Frustrado e infeliz com a situação, busca todos os métodos possíveis para recuperar a completa mobilidade das mãos, submetendo-se inclusive a experimentos. Mas nada é rápido o suficiente ou tem os resultados desejados, o que deixa Strange cada vez mais mal-humorado.
Depois de tentar de tudo, gastar todo o seu dinheiro e se endividar, além de perder Christine, a única pessoa que ainda estava ao seu lado, ele não tem mais esperanças. Então ouve falar no Kamar-Taj, localizado no Nepal, um local que pode ser sua última chance de ser curado. Totalmente cético em relação à fé e às artes místicas, tem muita dificuldade em aceitar tudo o que descobre ao chegar lá.
Sob a orientação da Anciã, Strange aprende coisas inimagináveis sobre o universo, a realidade, e adquire habilidades que jamais pensou que existiam. Mas também descobre que forças malignas estão planejando destruir o mundo e ele deve decidir se está preparado para enfrentá-las, ou se irá apenas retomar sua vida anterior como médico.
















Strange é uma pessoa bem difícil de lidar, um protagonista difícil de se identificar. Ele é totalmente realizado no trabalho, mas isso acabou tornando-o arrogante demais, fazendo com que se achasse superior. Ele é um personagem legal e até divertido, mas tem muitos defeitos, o que serve para mostrar que nem mesmo os heróis são perfeitos, apesar do treinamento que recebeu.
Os acontecimentos são um pouco rápidos, porque se passa algum tempo durante o filme, mas nada que incomode. A passagem de tempo foi bem encaixada na história.

Como os outros filmes da Marvel, esse tem bastante cenas de ação, assim como várias de comédia. O romance não é tão importante quanto em outros, mas Christine tem uma pequena participação ao longo da história. Agora, o que realmente está de parabéns, são os efeitos visuais. Ficaram muito, muito legais! Um tanto psicodélicos também, mas foi muito maneiro assistir aqueles desdobramentos de imagens e cenas girando e tudo mais! Fiquei até triste por não ter visto em 3D. rs
Gostei bastante do final. Vi algumas pessoas dizendo que era muito clichê, que segue a mesma receita de bolo dos outros, mas por quê mudar muito o que está dando certo? Na minha opinião, o final não foi como os outros, foi diferente sim, mas não vou entrar em detalhes para não dar spoiler. O fato de ter tanta magia contribuiu muito para que não fosse igual.
Por fim, se você gosta de filmes de ação e/ou fantasia, mesmo que não acompanhe a cronologia da Marvel, vale a pena assistir a esse filme. Uma história diferente e muito bem-feita, não vejo a hora de poder ver mais dessas artes místicas! 😊



Trailers:





Veja também:
logoblog