Retrospectiva Literária 2016 [Pri]


Olá leitores! 2016 está quase indo embora, então chegou aquele momento de fazer um balanço das leituras do ano. Hora da RETROSPECTIVA! 😤 Como no ano passado, vou participar da postagem coletiva organizada pelo blog Pensamento Tangencial, porque acho uma forma muito legal de fazer a minha retrospectiva. Então vamos lá!

A aventura que me tirou o fôlego:


Li poucos livros que se enquadram nesse gênero e acho que esse exemplifica melhor o que é ficar sem fôlego. Um mundo de RPG muito interessante, em que os personagens tiveram muitas batalhas para enfrentar! haha






O terror que me deixou sem dormir:

Não é um livro, mas esse conto foi a única leitura de terror que fiz esse ano, já que não sou muito chegada a esse gênero. Foi uma leitura interessante e diferente.





O suspense mais eletrizante:


Garota Exemplar
A resenha desse livro só vai ser publicada ano que vem, mas posso adiantar que foi uma leitura que me deixou encantada com a escrita e ao mesmo tempo revoltada com os acontecimentos. Fiquei na dúvida sobre o quanto gostei de fato do livro, mas a história é realmente eletrizante.





O romance que me fez suspirar:

Os livros da Tais sempre me fazem suspirar. A história desse romance cristão é muito fofa, o amor é muito puro e não tem como não torcer para que os protagonistas resolvam suas diferenças, vençam as dificuldades e tenham um final feliz.





A fantasia que me encantou:



Li muitos livros de fantasia, então essa pergunta foi uma das mais difíceis. Mas a Bianca sempre consegue me deixar encantada com seus romances fantásticos e esse superou minhas expectativas. 😍





O romance policial que me prendeu:



Li alguns livros de investigação esse ano, mas não teve jeito, esse foi o que mais gostei. Devorei o livro em poucos dias de tanto que ele me prendeu. Fiquei muito ansiosa para descobrir como seria a conclusão de tudo.





A saga que me conquistou:



Descobri a maravilhosa história escrita pela Diana e estou mega ansiosa para ler os próximos livros. Infelizmente, são extremamente grandes, o que me faz hesitar para começar. Mas depois de começar, impossível parar de ler. 





O nacional que adorei:





Foi muito difícil ter que escolher qual dos incríveis nacionais que li esse ano foi o que adorei. Li ao todo 17 nacionais (bem mais do que estrangeiros), mas decidi pelo livro da Luisa, que devorei. Uma história maravilhosa, uma escrita deliciosa, não vejo a hora de ler o próximo! ❤




O livro que me fez refletir:



Vários livros me passaram reflexões esse ano, mas acho que o da Neiva foi o mais bonito. Me fez refletir sobre os diferentes tipos de amor, o quanto é importante ter paciência, aguentar firme nas dificuldades e, principalmente, em como é grande o amor de Deus por nós e que nem sempre somos capazes de compreender seus planos.



O livro que me fez rir:



A escrita da Kate é muito leve e gostosa e Emily, essa fadinha atrapalhada que se mete em tantas confusões, conseguiu tirar boas risadas minhas durante a leitura.





O livro que me decepcionou:



Livro sobre vampiros. Eu tinha certeza de que iria gostar. Mas me decepcionei totalmente. História completamente clichê, previsível, melosa, muitos erros de português e no final, todas as respostas e a ação ficaram para a continuação (que, sinceramente, não sei se vou ler). Infelizmente, um nacional que não me agradou. 😔



O livro que me surpreendeu:



Esse foi o primeiro livro da Tais que li. Esperava por um romance adolescente bobinho, mas fui surpreendida com uma história que aborda assuntos importantes de forma muito leve e fofa.





O livro que devorei:




Estava ansiando pelo terceiro volume da série Fadas e o devorei o mais rápido que consegui. Essa história consegue me conquistar mais a cada livro! ❤





O livro que comecei, mas não terminei:



Labirinto do Sol e da Lua
É um livro de poemas que ganhei em um evento literário no facebook. Estou lendo alguns poemas por dia, então estou demorando bastante para terminá-lo. Mas do ano que vem não passa. rsrs





A capa que amei:




Sou apaixonada por esse tipo de capa e essa me fascina desde que vi esse livro pela primeira vez. Acho maravilhosa ao mesmo tempo que é melancólica.





A capa que detestei:




De novo esse livro na lista, mas, fala sério, olha essa capa. Preciso comentar?






O thriller psicológico que me arrepiou:




Um dos nacionais que mais amei ler esse ano. Me prendeu desde o início, me deixou sem fôlego e não vejo a hora de compreender mais os mistérios que cercam Verônica Cattani.






A frase que não saiu da minha cabeça:



O personagem do ano:




Jamie Fraser, de Outlander. Mais uma vez estou apaixonada por um ruivo. haha Mas quem já leu precisa concordar comigo: tem como não se apaixonar? Lindo, educado, gentil, paciente, compreensivo... Mesmo que bruto às vezes, dá para entender, já que é de outra época. Me conquistou! 😍









O casal perfeito:



Laurel e Tamani, de Ilusões. Um casal que não está junto (pelo menos, ainda não), mas que é meu shipp eterno! haha Torço muito para que no último livro isso finalmente se resolva. Eles são tão lindos juntos! 😍




O(a) autor(a) revelação:

Essa pergunta me deixou muuuuito na dúvida. Foram tantos autores incríveis que conheci esse ano! Mas vou falar dois, porque realmente não consegui me decidir: Philippe Alencar, autor de O Mestre das CordasLuisa Soresini, de A Filha do Norte. Dois livros que me conquistaram, me surpreenderam e que amei ler. Não vejo a hora de poder ler mais obras deles. ^^

A autora que mais esteve presente entre as minhas leituras:



Li os três livros da autora (O Último Homem do Mundo, Golfinhos e Tubarões e Acima de Nós) esse ano.






O gênero literário que mais li:
Obviamente, foi fantasia! haha Não tinha dúvidas de que seria esse e provavelmente vai continuar sendo por muitos anos, ainda mais se continuarem surgindo tantos livros bons.

O gênero literário que preciso ler mais:
Eu diria fantasia de novo, porque ainda têm muuuitos livros que quero ler, mas acho que preciso variar um pouco. Sinto falta de ler um bom drama, um livro que me faça realmente chorar, faz tempo que não me emociono assim com uma história. Se quiser, pode me recomendar alguma. haha

O melhor livro que li em 2016:



O Mestre das Cordas
A pergunta mais difícil de todas! Tinha que ser um nacional, já que foi a grande maioria das minhas leituras. Se eu tiver que recomendar um livro que li esse ano para qualquer pessoa, recomendaria esse. Então, leia! haha História encantadora, muito bem construída, envolvente, com personagens fortes e, o melhor de tudo, com magia! 😄



Li em 2016: 27 livros.
Sim, poucos livros. Queria pelo menos ter chegado a 30, mas infelizmente esse ano foi bem enrolado na faculdade e fiquei sem tempo em alguns meses, o que atrapalhou bastante o cumprimento da minha meta. 😞

A minha meta literária para 2017 é:
Bem, não vou colocar meta. 2016 já foi complicado e sei que 2017 vai ser bem pior, com muitas mudanças na vida. Vou ter que me organizar bem para manter um ritmo de leitura, então melhor não forçar a barra. Se chegar à mesma quantidade desse ano, já ficarei feliz. 😊 Mas quero tentar desencalhar os livros que ando comprando e não leio nunca, principalmente as minhas eternas continuações de séries inacabadas. rsrs

Confira as resenhas de outros livros que li esse ano:


Essa foi a minha retrospectiva de 2016. Espero que tenha gostado. ^^ Foi um bom ano, conheci diversos autores novos com obras maravilhosas, me adaptei melhor a ler e-books, me apaixonei por novas histórias e personagens. O blog cresceu mais, ficamos mais organizadas e nos esforçamos para trazermos conteúdos novos com muito carinho para os leitores. Torço para que 2017 seja ainda melhor e contamos com a sua presença! 😉 FELIZ ANO NOVO!!! 🎉🌟


logoblog