Resenha Guerra Civil


Gente, minha irmã Débora estava tão animada com o livro novo que ganhou do namorado, que sugeri que ela fizesse uma resenha e não é que ela topou?! Confiram!

Guerra Civil. Autor: Stuart Moore. Páginas:318. Editora: Novo Século.

Eu não sou muito de ler.. Na verdade isso é raro rs. Mas adoro a Marvel!! Acompanho tds os filmes que são lançados. Então o presente que o meu namorado me deu acabou caindo bem. Com um pouco de receio por saber que eu não sou de ler, ele me deu um livro chamado "Guerra Civil" de Stuart Moore. Logo de início eu gostei pq gostaria de conhecer a riqueza dos detalhes do desenrolar dessa confusão em que os herói se meteram e tb estou ansiosa pq 2016 não chega (ano em q o filme irá lançar). Mas, antes de abrir o livro perguntei se era em quadrinhos kk, não era (é um romance adaptado dos quadrinhos de Mark Millar e steve McNiven).. Esperei o ENEM passar para mergulhar na leitura e me surpreendi. O livro é maravilhoso!! E super recomendo a leitura dele, ainda mais pra pessoas q assim como eu, adoram os filmes da Marvel, pq o desenvolvimento da história é brilhante. É possível imaginar cada cena através das palavras, como se após cada frase simultaneamente, os atores fossem atuando na nossa mente. Isabela viu minha empolgação e me incentivou a escrever essa resenha, então aqui vamos nós!

Tudo começa com uma aventura inconsequente dos Novos Guerreiros, oq gerou uma terrível tragédia na cidade de Stamford, Connecticut. Naquele dia morreram oitocentos e cinquenta e nove moradores.
"O corpo de Robbie ferveu até evaporar, e enquanto a energia cinética dentro dele explodia pela última vez no vazio, seu último pensamento foi: Pelo menos, não terei que ficar velho."
Esse evento serviu de catalizador para a causa do Comitê Senatorial de Investigações Meta-humanas e como momento de clareza para o Homem de Ferro.
"De uma forma geral, os últimos anos tinham sido bons para Tony Stark. Ainda assim, ele não conseguia afastar esse medo. Uma sensação, bem no fundo de seu coração revestido de metal, de que algo imensamente terrível estava preste a acontecer."
Ele estava certo..
O Comitê tinha sido formado para investigar os abusos de poder super-humano, e para recomendar normas e regulamentos que regeriam as ações de meta-humanos. Conforme o mundo ficava mais perigoso, seres com superpoderes se tornavam cada vez menos populares entre os civis, com o ocorrido em Stamford então.. A maioria votou pela Lei de Registro, a consequência disso foi uma cisão entre o posicionamento dos superheróis. Uma guerra estava para começar.
Os vingadores estavam reunidos no Edifício Baxter, lar do Quarteto Fantástico, discutindo sobre a lei. Oq iria acontecer no futuro? Eles estavam apreensivos. A partir daquele dia teriam que se identificar, tirar as mascaras para poder usar seus poderes publicamente, se tornar funcionários públicos do governo, até seriam pagos para salvar vidas e quem não cumprisse seria preso.
Não pode ser tão ruim, é oq o povo dos Estados Unidos quer. Mas alguns tinham medo, outros simplesmente não queriam isso, não queriam mudar.
"-Mas se um dia eu chegar em casa e encontrar a mulher que me criou empalada em um dos tentáculos do Doutor Octopus?"- Disse o novo membro do grupo, o Homem Aranha.
O Capitão América não queria obedecer as ordens da nova Diretora da S.H.I.E.L.D., se recusava a prender pessoas q arriscam suas vidas pelo país todos os dias, pessoas q eram suas amigas. Foi inevitável. Estava nascendo a Resistência.

No outro lado...
"-Eu.. eu preciso que você me prometa uma coisa.-É só falar.-Minha tia. Tia May. Não importa o que aconteça, você tem que garantir a segurança dela." Dessa forma o Vingador amigão da vizinhaça escolheu seu lado."Acredite me mim, Natasha, Capitão está errado dessa vez." Disse Tony.
A verdade era que nenhum dos dois lados tinha certeza se o que estavam fazendo era a decisão certa a tomar. E nessa altura do campeonato, o orgulho grande o suficiente de ambos os impedia de voltar a trás.

E então.. os caos. Heróis versus heróis numa batalha sem fim!
"Sue se deu conta do que aquilo se tornara: uma batalha irreconciliável entre Homem de Ferro e Capitão América, cada um deles absolutamente convencido de que sua causa era justa. Nada podia detê-los, nem deuses, nem vilões, nem mesmo seus amigos heróis. Essa batalha continuaria até que um dos dois estivesse morto."
Essa é minha primeira resenha, espero q tenham gostado; não deixem de comentar o que acharam. E leiam o livro!
logoblog