Em cartaz: Cinderela

Cinderela
Duração: 112 min
Direção: Kenneth Branagh
Estúdio: Walt Disney Pictures
Gênero: Romance, fantasia
Classificação: Livre
Elenco: Lily James (Ella), Richard Madden (Príncipe), Helena Bonham Carter (Fada Madrinha), Cate Blanchett (Madrasta)

Fui ao cinema com algumas amigas para assistir a esse filme. Precisava assisti-lo no cinema principalmente por causa do curta de Frozen que passaria antes, Frozen: Febre Congelante (sim, eu gosto de Frozen a esse ponto hahaha). E não me arrependi, o curta é muito bonitinho. *-* Só queria que não fosse tão curtinho... xD Estou cada vez mais apaixonada por esses curtas da Disney...

Mas vamos lá falar do filme! A história não é nem um pouco surpreendente, afinal, quem não conhece a história da Cinderela? Só quem gosta deve assistir, porque quem não gosta vai continuar sem gostar. rs O legal é que os personagens agora são pessoas de verdade, não são mais desenhos. :D


Ella é uma menina muito amada pelos pais e cresceu em uma casa feliz e simples. Até que sua mãe fica doente e, antes de morrer, diz a Ella que deve ficar preparada para qualquer coisa que acontecer em sua vida, sempre tendo coragem e sendo gentil. Seu pai cuida muito bem dela, mas não é mais o mesmo homem alegre desde a morte da esposa. Ele é comerciante e está sempre viajando, até que em uma de suas viagens a negócios conhece uma viúva que possui duas filhas, decidindo casar-se com ela na tentativa de refazer sua vida.


A madrasta de Ella é uma mulher muito elegante e séria, que gosta de promover eventos em casa. Suas filhas, Drisella e Anastasia, são garotas muito mimadas e são sempre protegidas pela mãe. Enquanto o pai de Ella está em casa, todas a tratam bem. Mas assim que ele sai em uma nova viagem, as três começam a se revelar como realmente são. Aos poucos, a madrasta se aproveita da bondade da menina para ir rebaixando-a.


Até que as quatro recebem a notícia de que o pai de Ella faleceu durante a viagem, deixando-a sozinha com as novas moradoras da casa que é da família há muitas gerações. Sem ninguém para sustentá-las, rapidamente as economias acabam e os empregados são dispensados. Então todos os serviços da casa passam a ser realizados por Ella, que é tratada como se fosse uma simples serviçal.

Um dia, quando fica chateada com os acontecimentos da casa, Ella foge sozinha para a floresta. Assim ela acaba conhecendo Kit, que na verdade é o príncipe, mas prefere não se revelar. O príncipe fica muito encantado com Ella, então decide que o baile que será realizado para a escolha de sua esposa deverá ser aberto para o povo, na expectativa de que ela apareça também. 
Ella fica animada com a possibilidade de re-encontrar o misterioso rapaz da floresta, mas a madrasta não permite que ela vá ao baile. É aí que a magia acontece e todo mundo já sabe o que esperar da história. rs


Apesar de já conhecer a história, adorei essa versão "de verdade" de Cinderela. Os efeitos especiais estão maravilhosos, e sem dúvida a parte mais aguardada é quando a Fada Madrinha aparece e faz toda a mágica. A transformação das coisas ficou perfeita e o vestido e os sapatinhos de cristal (que são o destaque) ficaram lindo demais. *-* Só fiquei triste porque a participação da Fada Madrinha é tão rapidinha... Queria mais dela! rsrs


O que achei mais legal foi que nessa versão a Cinderela conhece o príncipe antes do baile, então não foi tãão irreal, mesmo que a atração entre eles tenha sido instantânea. rs E também gostei porque a mãe dela aparece, conta o que aconteceu com ela, depois com o pai dela, para enfim Ella ter uma madrasta má. Essas são as pontas incompletas que deixam os contos de fada estranhos e eles resolveram isso. ^^

Quem gosta de contos de fada e ama os finais felizes não pode perder! ;)


Trailers:





Trailer do curta de Frozen: