Filme X Livro: Querido John




Querido John
Duração: 107 min X Páginas: 276
Direção: Lasse Hallström X Autor: Nicholas Sparks
Estúdio: Relativity Media e Temple Hill Entertainment X Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance, drama
Classificação: 12 anos
Elenco: Channing Tatum (John), Amanda Seyfried (Savannah), Henry Thomas (Tim), Richard Jenkins (pai do John)
Lançamento: 07/05/2010

ATENÇÃO: Contém spoiler do livro e do filme.

Faz algum tempo que li Querido John, mas acho que lembro o suficiente para fazer uma comparação com o filme. Já estava querendo ver esse filme desde que li o livro, para saber se eles tinham modificado muito a história, porque tinham me falado que o final era totalmente diferente e que o John morria (!). Então queria tirar essa história a limpo, mesmo que o livro não tenha sido um dos melhores que já li.
Primeiro, vamos falar dos atores. Achei a atuação da Amanda perfeita, mas a Savannah não é loira, gente! Ela é morena. Custava respeitar a descrição da personagem? Já a atuação do Channing deixou bastante a desejar, pelo menos para mim. Não lembro de ter visto nenhum outro filme com ele, então não sei se ele é desse jeito mesmo, mas achei ele muito sem expressão. Tudo bem que o John é um soldado, e é esperado que ele seja um pouco mais rígido e tal. Mas sei lá, não dava para saber se ele estava feliz, triste, animado, irritado. Ele fazia sempre a mesma cara! No máximo um sorrisinho rápido. Não gostei disso, ator tem que se expressar bem, ainda mais com a Amanda conseguindo transmitir todas as emoções ao lado dele.

Em relação a história, devo dizer que fiquei admirada, pois eles respeitaram bastante o enredo do livro (espero que minha memória não esteja me iludindo). Mas, como sempre, algumas coisas ficaram bem diferentes e devo compartilhar minhas decepções de leitora com vocês. haha

Então, para começar, vou falar sobre o pai de John. Achei a interpretação do ator muito boa também e o achei bem parecido com como eu o imaginava. Mas eles mudaram o motivo dele gostar tanto de colecionar moedas. No filme, ele começou a colecioná-las por causa do John, devido a um acontecimento quando ele ainda era pequeno. Achei fofinho isso, pois mostra que ele se importa e ama muito o filho, mesmo não demonstrando tanto. Mas no livro, o ato de colecionar moedas vem desde o avó do John, e é algo que seu pai gostaria de passar adiante.
Quem mais me incomodou no filme foi o Tim. No livro, sempre imaginei ele mais jovem, com a idade da Savannah. Além de que ele nunca tinha sido casado e muito menos tinha um filho! No livro, Alan é irmão de Tim e ele nem vai para Wilmington quando o pessoal está lá para construir casas. Com todas essas mudanças no Tim, cheguei a acreditar que no final do filme Savannah nem se casaria com ele, que teriam modificado tudo.

Mas acho que essas duas coisas foram as modificações mais marcantes para mim. Tiveram outras menores, como o fato de a casa em que Savannah e o restante do pessoal estão hospedados ser dos pais dela, e não alugada como no livro. Só o final que realmente foi diferente, mas não como eu esperava (claro, me enganaram :P). E sinceramente, acho que gostei mais do final do filme do que do livro (sim, eu disse isso mesmo x.x). O fim desse livro deixou a desejar para mim, mas nem foi tanto pelo final em si, mas pelo fato da Savannah ter sido idiota (na minha opinião) e não ter esperado o John, preferindo casar-se com outro que ela nem amava. Simplesmente não engoli isso. No filme isso acontece também, mas meio que esse erro é corrigido no final. Eu gosto muito do Tim, mas fui a favor do final que colocaram no filme, até porque ele nem foi tão marcante na história como eu achei no livro.

Bem, acho que é basicamente isso. Apesar de ter preferido o final do filme, ainda acho o livro melhor, porque é muito mais rico em detalhes e explicações. Achei que o filme deixou algumas pontas soltas, o que não acontece no livro, e acabou parecendo um filme sem muita história. O livro é mais emocionante, mesmo que eu não tenha considerado tão emocionante assim. E o livro também mostra bem mais a relação de John com o pai e como ela vai mudando aos poucos, o que achei o mais bonito da história toda. No filme isso passa de forma mais corrida. Não só isso, mas toda a história com a Savannah também, tanto antes quanto depois dela se casar. Mas disso eu não posso reclamar, porque não tem como um filme rolar tão devagar quanto um livro...
Essa é a minha opinião. Alguém concorda ou discorda com o que eu escrevi? 

Trailer:

Resenha do livro aqui.