Filme X Livro: A Menina que Roubava Livros

A menina que roubava livros
Duração: 131 min X Páginas: 478
Direção: Brian Percival X Autor: Markus Zusak
Estúdio: Fox Films X Editora: Intrínseca
ATENÇÃO: Contém spoiler do livro e do filme.

Como eu venho prometendo há vários meses, aqui está o FilmeXLivro de A menina que roubava livros. Depois que eu reli a história, percebi que o filme não era assim tão completo quanto eu tinha achado quando o vi. Mas também não posso reclamar, afinal o livro é enorme e a história é bastante complexa, com vários fatos sendo contados ao mesmo tempo e a vida de diversos personagens sendo entrelaçada e explicada aos poucos. Era praticamente impossível montar um filme com o grau de complexidade do livro, pois além de confuso provavelmente ficaria muito parado e a história se desenrolaria devagar.
Os atores ficaram exatamente como eu imaginava os personagens, até melhores, exceto pelo fato da Liesel ter olhos castanhos no livro, o que para mim era uma marca dela que não deveria ter sido deixada de fora numa Alemanha nazista. 
Percebi que eles retiraram muitas explicações para as coisas que aconteciam, e também não alongaram muito algumas partes da história. Mas também se não fizessem isso, o filme seria muuuito longo. rs

Uma das coisas que eles embolaram no meio do filme, mas que no livro acontece antes da Liesel chegar na rua Himmel, foi o dia em que Rudy se pintou de preto e foi correr na escola, imaginando ser um grande maratonista. É uma história que ficou meio perdida no meio das coisas, mas acho que até ficou bom, porque era algo que faria falta no filme, pelo menos para mim.
Algo que para mim fez bastante diferença foi a entrada do Max na história. No livro, Hans sabe que Max vai aparecer, pois o amigo que o ajuda a fugir e se esconder (o que também não é mostrado no filme), procura por Hans e conversa com ele antes, para saber se é possível que ajude. No filme, Max chega e pega todo mundo de surpresa, então acho que ficou meio esquisito até como o Hans sabe quem ele é quando aparece.
Outra coisa é sobre o garoto da escola que perturba Liesel o tempo inteiro, Franz. No livro, ela realmente tem uma briga com ele na escola, o que acaba gerando uma certa inimizade. Mas é rápida, pois no dia do desfile, em que há a queima dos livros, eles acabam fazendo as pazes. No filme, ele continua a perseguindo até o fim, e é ele quem joga o livro que ela estava escrevendo no rio. 
Já no livro, quem acaba se tornando o verdadeiro "inimigo" de Liesel é um outro rapaz, que lidera o grupo de ladrões de frutas do qual ela e Rudy começam a fazer parte em certo momento. Essa é a questão que achei fazer mais falta no filme. Liesel realmente se torna ladra no livro, invadindo fazendas para roubar comida. Mas isso não ocorre no filme, ela apenas pega os livros emprestados na biblioteca de Ilsa.
Falando em Ilsa, no filme é seu marido, o prefeito, quem não permite mais que Liesel vá até a biblioteca, fazendo com que ela passe a entrar escondida para pegar os livros para lê-los. Já no livro, o prefeito nunca fica sabendo de nada. Liesel para de ir à casa deles porque fica muito irritada por terem dispensado os serviços de sua mãe.
No filme também não há o segundo encontro de Liesel com a morte, que ocorreu quando ela e Rudy encontraram o avião caído com o piloto morto.
São tantas diferenças que eu poderia ficar o dia inteiro escrevendo aqui e não terminaria. Apesar disso, o filme é muito bom e vale a pena ser assistido, assim como o livro também vale a pena ser lido. Sei que se eles colocassem muito mais detalhes no filme a história acabaria ficando confusa demais. Mas isso é uma coisa boa nos livros, a riqueza de detalhes. O filme conseguiu transmitir bem a mensagem que o livro também passa, então é isso que importa. Concordam?

Trailer:

Resenha do livro aqui.
Comentários sobre o filme aqui.