Cheiro de livro novo: Escondida

Título: Escondida
Autoras: P.C. Cast e Kristin Cast
Páginas: 357
Editora: Novo Século
Série: House of Night
Anterior: Destinada
Próximo: Revelada

Finalmente o décimo livro! Rumo ao finalzinho da série, não sei mais o que essas autoras podem inventar. rs O livro é muito bom, mas já estou achando que elas estão enrolando demais. Um livro inteiro e se passaram alguns poucos dias, acho que os pensamentos dos personagens são muito detalhados, o que faz a história fluir devagar. Claro que aconteceram coisas interessantes e emocionantes, mas o fato de ficar sempre mostrando os debates internos de todos os personagens que narram os diversos pontos de vista da história faz as coisas demorarem para acontecer. Mas vamos à história.

Coisas realmente interessantes aconteceram no final do último livro, deixando aquele mistério no ar. Thanatos finalmente vê a verdade sobre Neferet através do bem-sucedido ritual de revelação que fizeram. Então ela revela tudo ao Conselho Supremo do Vampiros e torna-se oficialmente a Grande Sacerdotisa da Morada da Noite. Kalona, aparentemente, decidiu abandonar as Trevas e voltar a servir à Luz, tornando-se o Guerreiro da Morte através do Juramento. Mas depois de tudo o que ele fez, como confiar que ele diz a verdade? Zoey finalmente vê Heath em Aurox através da pedra da vidência, mas não entende o que isso representa, além de saber que ninguém acreditaria se ela dissesse o que viu. Por fim, tem a recém-marcada novata vermelha, Shaylin, que possui poderes que ninguém entende exatamente como funcionam.
O livro começa com todas essas questões, mas pelo menos agora Neferet está desmascarada, o que deveria facilitar a vida de Zoey. Obviamente, Neferet não aceita sua expulsão facilmente e já dá início aos seus planos de vingança, arrumando uma forma de jogar os humanos locais contra os vampiros e se fazendo de vítima. Mas essa é uma questão fácil para ser resolvida pela nova Grande Sacerdotisa Thanatos. O maior problema é que Neferet quer se vingar diretamente de Zoey, já que é ela quem sempre arruma um jeito de arruinar seus planos. Quer fazê-la sofrer, e já que não pode matá-la, quer pelo menos deixá-la abalada, de forma que ela não seja mais capaz de atrapalhar. Para isso, decide que deve usar alguém que seja bem próximo de Zoey, para tentar fazer direito dessa vez o que o sacrifício da mãe dela não fez.
Os poderes de Neferet estão cada vez maiores, mas muitas coisas estão dando errado em seus planos, o que está começando a deixar o touro branco decepcionado. Apesar disso, ela continua sendo imortal e uma inimiga muito forte. O grupo de Zoey precisa estar muito unido e conectado com seus poderes se quiserem derrotá-la. Mas como tudo ainda pode piorar, Erin, a água do círculo, está começando a se afastar e parece que está prestes a mudar de lado. Como lidar com mais esse fato em meio ao caos em que as coisas estão?

"Não se preocupe - ele falou baixinho. - Não importa o que aconteça, a gente tem amor. Sempre o amor."

Na tentativa de evitar que as coisas fiquem ainda piores do que já estão, Zoey terá que aceitar ajudas inesperadas e confiar em seus instintos, além de confiar na sua Deusa, é claro. Mas, acima de tudo, ela deve aprender a confiar em si mesma e na Grande Sacerdotisa que ela deve ser. Ela não pode mais cometer erros, pois vidas dependem dela agora. Estava me lembrando dos primeiros e livros e vendo o quanto a Zoey amadureceu. Ela continua sendo bem insegura, mas nos momentos em que realmente precisa, encontra forças para fazer o que é necessário. Aprendeu a confiar e interpretar bem seus instintos, para a guiarem de forma que faça as coisas certas. Está aprendendo a controlar bem seus dons e saber em que momento usá-los, para ajudar os outros e para se ajudar. Enfim, está crescendo e se tornando a Grande Sacerdotisa que Nyx deseja que ela seja.

"Aprenda a confiar em si mesmo, e então os outros podem aprender a confiar em você."

O início do livro é um pouco lento, e como eu já disse, a história flui devagar, parece que estão enrolando. E, assim como no livro anterior, toda a emoção e adrenalina ficam para o final. Apesar disso, eu gosto da forma como as autoras vão juntando todas as peças do quebra-cabeça, e vão mostrando o que está acontecendo com os personagens até o momento em que todos se juntam para fazer algo. Vale a pena ler e ver como as coisas vão, pouco a pouco, se resolvendo (ou piorando né? rs). Estou cada vez mais curiosa para saber como vai ser a batalha final. Espero que seja muito boa né, porque são 12 livros! rsrs E você, já leu esse livro, desistiu da série, não quer ler? Comente! =*



Resenha de Destinada aqui.