Filme X Livro: A Culpa é das Estrelas


A culpa é das estrelas
Páginas: 288. Duração: 125 min
Autor: John Gren Direção: Josh Boone
Editora: Instrínseca. Estúdio: 20th Century Fox
Gênero: Drama, Romance
Classificação: 12 anos
Elenco: Shailene Woodley (Hazel), Ansel Elgort (Augustus), Nat Wolff (Isaac), Willem Dafoe (Van Houten).

ATENÇÃO: Contém spoiler do livro e do filme.

Finalmente fui assistir ao filme mais esperado do ano para muitas pessoas! Eu estava ansiosa para ver desde que li o livro, mas, como sempre, estava com medo de que eles fizessem muitas alterações na história. Sem dúvidas, o filme é bem emocionante, mas confesso que não chorei do início ao fim como muita gente disse. Chorei bem mais lendo o livro, acho que o filme não transmitiu toda a dor da perda. Mas gostei que ele passou bem o tom bem-humorado com que a Hazel narra a história.

Para começar, não concordei muito com a escolha do Ansel como Gus. Não estou dizendo que ele não fez bem o papel, ou que ele não conseguiu nos transmitir as emoções que o Augustus do livro nos transmitia. Pelo contrário, acho que ele foi muito bom, fofo, atencioso, romântico e bem-humorado. Mas cadê os olhos azuis intensos que eu tanto imaginei quando li o livro? Podiam pelo menos ter colocado uma lente nele... E tá, ele é bonito, mas eu imaginava um Gus estonteantemente bonito. Mas tudo bem, não tem como agradar a todos. A Hazel é exatamente como eu imaginava. O Isaac é até mais bonito do que eu imaginava. Já a ex-namorada dele, Monica, era morena. Por que colocaram uma garota loira?? O.o Para finalizar os personagens, o Peter Van Houten da minha imaginação era mais gordo, feio e acabado.

Em relação à história, eles deram bastante destaque aos trechos do livro que foram mais marcantes, e eu gostei disso. Fizeram o possível para adicionar boa parte das falas do livro, como quando ela fala sobre o esquecimento assim que eles se conhecem, sobre os infinitos no elogio fúnebre dele, ou quando ele fala da metáfora do cigarro ou diz que está apaixonado. Só não gostei que ela disse que era uma granada para ele e no livro ela diz isso para a mãe. Apesar disso, gostei da interação dela com os pais, achei bem emocionante, pois foi algo que não dei muita atenção no livro. O filme conseguiu me passar como é a sensação de ter um filho ou uma filha que não tem muito tempo de vida, mas apesar disso você não desiste, você continua lutando junto e fazendo de tudo para que ele seja feliz, e, mesmo que você também já esteja esgotado de tudo isso, não se deixa abater para não demonstrar isso.

Algumas coisas eles passaram correndo, como a explicação dele sobre o basquete. Uma coisa que eles mudaram foi que a Hazel tinha ficado de ligar para o Gus quando terminasse de ler o livro, mas no filme ela fica super ansiosa esperando algum sinal de vida dele, daquele jeito de "será que ele vai me ligar no dia seguinte?", então não gostei muito disso. Foi ele que ficou ansioso esperando! rsrs

Eles cortaram alguns personagens, como a melhor amiga da Hazel, Kaitlyn, as irmãs do Gus, e, o que eu mais senti falta, Caroline Mathers, a ex-namorada dele. Eles deveriam ter colocado alguma coisa sobre ela.

Achei linda a parte em que ele a leva para o pique-nique, para contar sobre a viagem. Eu não conseguia imaginar aqueles "Ossos Maneiros" direito. Mas achei exagerada a cena em que ele chega de limusine para buscar Hazel e a mãe em casa, apesar de divertida. Quem leu o livro sabe que não foi exatamente isso que aconteceu. Também achei super fofo quando eles viajaram de avião e ele ficou todo nervoso *-* rsrs E a parte do jantar no restaurante foi muito boa também, mas no livro foi mais romântico, com a mesa próxima ao canal e as sementes caindo...

O final foi um pouco acelerado. Não teve a procura da Hazel pelo que o Augustus tinha escrito para ela, o Van Houten simplesmente foi lá e entregou o papel para ela. Mas mesmo assim foi legal.

O filme é muito bom, mesmo tendo algumas diferenças do livro. Mas é claro que já esperávamos por isso, não tem como um filme manter todas as informações de um livro, se não ele não dura só duas horas. rs Mas também é muito emocionante, fofo e romântico como o livro. Vale a pena assistir com certeza! :D E você, o que achou?

Trailer do filme:

Uma cena deletada muito fofa que deveria ter sido deixada:



Leia a resenha do livro feita por mim aqui.
Leia a resenha feita pela Isabela aqui.