Livros *----* Extras

Extras. Autor: Scott Westerfeld. Páginas: 416. Editora: Record. Contém spoiler dos livros anteriores, Feios, Perfeitos e Especiais.

Esse é o quarto livro da série Feios e foi um livro "extra", o autor decidiu estender a série que havia terminado com Especiais. Eu já estou para ler esse livro a muito tempo, mas estava com um pé atrás, não gostprojetos para quando inventam de continuar uma história assim, dificilmente dá certo... se tiver mais algum outro livro nessa série, coisa que acredito que não vai acontecer, eu não devo ler. Mas li Extras e o que mais me incomodou foi não lembrar muito bem a história de Tally.

Então vamos recapitular um pouco, no incio da série Tally Youngblood era uma feia, mas faltava pouco para seu tão esperado aniversário de 16 anos, quando passaria por uma série de cirurgias e se tonaria perfeita. Nesse meio tempo conheceu Shay e rapidamente se tornaram amigas, mas Shay não queria se tornar perfeita e foge na véspera de sua cirurgia, deixando pra Tally uma forma de encontra-la caso mudasse de ideia.

Assim Tally se tornou um Enfumaçada, depois uma Perfeita, uma Especial e por fim um Cortadora, quando conseguiu libertar a si mesma e a população do domínio cerebral que era exercido pela governo. Desde então ela se mudou para a longe da civilização e deixou que o mundo se reestruturasse com suas próprias pernas. E é nesse tempo que a história se passa, três anos depois da Libertação.

"A vida não vem com um manual de instruções. Portanto não venha me dizer que sou culpada pela humanidade não fazer sentido."

Aya Fuse é uma feia e uma extra. Extra são aqueles que não possuem fama, pois depois da Libertação foi criado um sistema de méritos e posições. As pessoas que contribuíssem para com a sociedade seja com esportes, moda, ciência, etc ganhavam méritos, que era como se fosse uma moeda de troca, e aqueles que divulgassem esse tipo de informação também.

Então Aya está a procura da matéria ideal para torna-la famosa, assim como seu irmão Hiro é. Até que topa com um grupo de garotas que surfa em cima de trens magnéticos e percebe que sua procura pode ter finalmente terminado. Mas elas não estão nem um pouco a fim de serem divulgadas e isso acaba forçando Aya a se tornar uma delas para que consiga suas tão sonhadas imagens. Porém, ela descobre muito mais do que imaginava e acaba chamando a atenção de pessoas a muito tempo escondidas. Afinal, talvez o mundo precise ser salvo mais uma vez.

O livro é interessante e diferente, o autor mostra como a busca desenfreada pela fama pode ser ruim, levando as pessoas a passar por cima de tudo e todos que precisarem para conseguir o que querem, o que não está muito longe a realidade. Além de fazer um reflexão bastante interessante sobre a mentira. E, ainda tem a crítica às cirurgias em excesso, também presente nos outros livros da série.

"...Sempre estava fingindo, criando um novo Frizz para cada pessoa que conhecesse, especialmente para as garotas, sabe.- Ele deu de ombros e os olhos de mangá brilharam na escuridão.- Mas comecei a esquecer quem eu era de verdade..."

Mas achei a história um pouco viagem, principalmente no final, mas do que a trilogia anterior. Não que isso não venha a ser possível no futuro, na verdade já até exitem projetos parecidos. Mas é meio esquisito, porque ao mesmo tempo parece longe demais da nossa realidade... não posso dizer o que é senão será spoiler.. Estou com uns projetos para uma coluna que irá acabar com esses problemas. #FicaaDica.
logoblog