Livros *----* Insurgente


Insurgente. Autora: Veronica Roth. Editora: Rocco. Páginas: 512.
Cuidado, pode conter spolier do livro anterior, Divergente.
Achei esse livro um pouco confuso, Tris está passando por muita coisa, luto, culpa, amor. Coisas com as quais ela não sabe lidar. E, ao mesmo tempo ela precisa ser forte porque é  da Audácia e também porque está no meio de uma guerra. Ela está em conflito com ela mesma e a sociedade também está, sem saber exatamente pra onde ir, quem são os amigos e inimigos e o que acontecerá ao fim da guerra.

"Eu não posso dizer a ele que preciso dele. Eu não posso precisar dele, ponto - ou, na verdade, não podemos precisar um do outro, porque quem sabe por quanto tempo algum um de nós vai durar nesta guerra?"

O romance volta com muito mais foco, bem como as cenas de ação. Mas o casal não está nos seus melhores momentos e isso tem muito a ver com a confusão interior de Tris e com segredos que eles não conseguem contar um para o outro. Se tem algo que descobrimos nesse livro são segredos, muitos deles.

"Descobri que as pessoas são formadas de camadas e mais camadas de segredos. Você pode achar que as conhece, que as entende, mas seus motivos estão sempre ocultos, enterrados em seus próprios corações. Você nunca as conhecerá de verdade, mas às vezes decide confiar nelas. "

Outro fato legal, foi que conforme eles iam descobrindo quem eram os aliados e os inimigos, também pudemos conhecer bem melhor as outras facções, a Amizade e a Franqueza e até mesmo os sem-facções, que tinham ficado meio vagos no primeiro livro. Vemos o quanto as pessoas estão dispostas a defender aquilo pelo qual acreditam, pois até os "vilões" lutam por algum ideal.

Tiveram momentos que eu tive que voltar na leitura pra acompanhar o que estava acontecendo, principalmente no final. Eu fiquei um pouco perdida com algumas coisas que ela disse no fim, não me lembro de ter lido nada sobre aquilo no primeiro livro. Agora não sei se foi algo que eu abstrai quando li, ou se a autora vai deixar para explicar tudo no próximo volume mesmo. Mas é algo completamente inesperado, ainda não consegui entender como isso é possível... Só esperar o próximo livro pra saber.