Livros *----* O Livro dos Dias Mortos


O Livros dos Dias Mortos. Autor: Marcos Sedgwick. Editora: Rocco. Páginas: 288. Esse foi um dos livros que comprei por apenas R$3,00 no Projeto Mais Leitura. Fiquei um pouco receosa de levar esse livro, porque essas coisas de morto e terror não combinam muito comigo, mas a Bia me incentivou e acabei levando.

Nesse livro conhecemos Menino, um garoto de aproximadamente 15 anos, que não sabe qual é o seu nome, sua data de nascimento e nem mesmo quem são os seus pais. Ele só se lembra de que morava nas ruas e que havia caído da torre da igreja onde costumava se esconder, quando foi encontrado por Valerian, o ilusionista. Desde então, passou a morar com ele e ajudá-lo nas suas mágicas.

Willow é uma menina que ajudava a Madame Beauchance a vestir seus figurinos, cantora no mesmo teatro que Valerian se apresentava. E apesar de trabalharem no mesmo lugar a mais ou menos um ano, só foram se conhecer mesmo com o assassinato do diretor do teatro, quando se viram juntos, foragidos, correndo para salvar a vida de Valerian, sem saber exatamente do quê.

" -[...]Foram tantos anos na rua que você já nem se lembra direito. E então encontrou Valerian, ou melhor, ele encontrou você. -Ela ergueu o olhar para ver se Valerian continuava discutindo o trajeto com o cocheiro, e sussurrou: -E ele é horroroso. Bate em você e não lhe dá atenção. Além disso, é desagradável, ingrato e sujo. Mas, mesmo assim, você continua com ele. Por quê?
-Porque eu... eu quero estar com alguém.
-Exatamente- Willow lançou um olhar sobre a lateral da carroça em direção aos prédios que passavam. Num tom baixo demais para Menino ouvir, acrescentou: -Eu quero estar com você."

Mas, de qualquer forma, sabem que Valerian só tem seis dias de vida, os dias mortos, que são os dias entre o natal e o ano novo, quando seres sobrenaturais ficam livres para vagar pelo mundo dos vivos. Não tem como não se irritar com a quantidade de perguntas que a Willow faz, mas também é difícil negar qualquer coisa pra aquela garota, já o Menino, as vezes eu senti pena dele, sempre tão maltratado. O Valerian é horrível, acho que tudo que Willow pensa sobre ele está certo e talvez ele ainda seja pior, um egoísta do mal.

Bem, sei que muita gente suspeita desse projeto, "livro barato demais, será que não são os livros que ficam encalhados nas editoras?!" Mas esse livro foi capaz de acabar com todas esses suspeitas. Ele é fofo e leve,  a escrita de Marcus flui com facilidade e não acho que ele se encaixe muito no gênero de terror, pra mim ele ficou mesmo como uma fantasia. E gostei bastante, por sinal. 


O segundo livro da trilogia, foi lançado esse mês pela Editora Rocco.

Na sequência do surpreendente O livro dos dias mortos, o britânico Marcus Sedgwick dá continuidade às aventuras do órfão Menino, que sobrevive a uma maratona repleta de magia negra e perseguições ao lado do mago Valerian, e agora segue em fuga numa jornada cheia de perigos e segredos para tentar descobrir seu próprio nome e sua verdadeira história. Com seu estilo limpo e fluente, Sedgwick constrói uma trama cheia de armadilhas endereçadas não só ao protagonista como também ao leitor em que nem tudo é o que parece.
logoblog